Avaliações - Comparativos

Artur Semedo - Editor Veículos

artursemedo@revistapubliracing.com.br

Um dos principais lançamentos da Renault em 2019 foi a versão Outsider do seu modelo de entrada Kwid, versão que veio para ocupar o lugar de topo de linha, e a de apelo mais irreverente ou aventureiro. Atualmente a carro chefe da marca no Brasil, o pequeno modelo levou a Renault a atingir a terceira posição no ranking das marcas de automóveis mais vendidas no país

Nosso teste percorreu cerca de 700 km com o modelo, dos quais apenas 100 foram nas ruas da cidade de São Paulo. Obviamente ele não é um carro para o dia a dia urbano, mas sinceramente, se deu muito bem por lá. Suave em seu deslocamento, nem sua suspensão totalmente vocacionada para uma postura esportiva deixou de satisfazer na cidade

Quando referimos que a versão alvo de nossa atenção é uma das que se destaca pelo trabalho mais amplo de caracterização, é porque a Fiat não se limitou a utilizar a receita “padrão”, mas entrega o Argo Trekking 1.3 com alterações técnicas que passam, por exemplo, de pneus ATR com medida 205/60 R15 de uso misto, instalados em rodas de liga leve de 15” (opcionais) e com cor exclusiva

A Revista Publiracing testou durante alguns dias uma das mais interessantes propostas no segmento das picapes médias, atualmente disponibilizadas para o mercado brasileiro. A Nissan Frontier chegou até nós numa versão muito equilibrada, que mistura a capacidade para o trabalho entregue em toda a linha, com a juventude de uma versão mais esportiva, que utiliza pormenores no design para chamar a atenção de um produto que consegue ser diferenciado

Uma das pioneiras na crescente onda de modelos híbridos que vêm chegando ao país, a Lexus incorporou esta opção de propulsão em seu SUV NX 300h em 2018.  Configuração que invariavelmente adiciona uma bateria de pequena autonomia e que entrega como fonte motriz para baixas velocidades ou manobras, a energia elétrica

O Peugeot 2008 que recebemos para teste na versão mais completa, a Griffe, mistura o posicionamento aventureiro de um SUV com os traços, ainda que tênues,  de uma minivan, e talvez por isso mesmo seja um produto de características tão singulares, com um publico que através da escolha pelo modelo sai do lugar comum.

Se existe um produto que a GM nunca conseguiu colocar em patamar de destaque no mercado brasileiro, esse veículo se chama Tracker. E para tentar reverter esse quadro, ou pelo menos chamar a atenção através de uma receita interessante, a Chevrolet lançou a versão Midnight para o seu SUV compacto.

 O Citroën C4 Cactus nesta versão Feel Pack, é direcionado para quem não quer, ou pode, optar pela esportividade da versão turbo, mas mantendo intactos o design brilhante do modelo e uma mecânica elogiável em qualquer circunstância

A nossa equipe dirigiu por alguns dias mais um ótimo exemplar da engenharia sueca da Volvo, uma marca que aplica em seus produtos uma receita que vem agradando ao publico e que mistura de forma muito equilibrada a sofisticação com a esportividade, sem esquecer a segurança, sempre em níveis elevadíssimos em todos os modelos.

Com 33 048 unidades emplacadas no primeiro semestre de 2019, ele vem estabelecendo mais um período de liderança no segmento dos SUVs compactos. Atualmente seu principal oponente é o Nissan Kicks com 25 826 unidades vendidas em igual período, logo seguido pelo Hyundai Creta que já viu sair das concessionárias 24 247 unidades do modelo

O Ka tornou-se o mais representativo veículo da marca Ford no Brasil. Em seus primeiros anos com uma proposta exclusivamente urbana, bem compacta, mas através das evoluções que a marca foi realizando ao longo dos anos ele foi ganhando corpo e crescendo, por dentro e por fora

O grande segredo do Hyundai Creta é não ser arrojado. Parece um paradigma, mas é isso mesmo. Com design, como referimos em nosso texto, que consideramos conservador, ele recorre, no entanto, às melhores receitas dos seus concorrentes

O teste desta vez é com um veículo que pode muito bem ser considerado como um marco na história da indústria automobilista mundial. Ele é o responsável por iniciar de forma global o processo de eletrificação dos nossos veículos

Um dos mais interessantes modelos de carroceria hatch compacto disponibilizado no país nos últimos anos é o francês Citroën C3. Verdade que suas vendas nunca dispararam no segmento, mas não por falta de qualidade, já que o produto é um dos mais sofisticados, de ótimo conjunto mecânico, e esteticamente muito apelativo.

Esta versão diesel e tração 4x4 tem preço sugerido de R$ 139.990 sendo uma das duas no catálogo do modelo com a motorização diesel (Longitude tem preço de R$ 127.990). Mas uma das grandes vantagens do Renegade é a elasticidade de sua lista de versões, da inicial Sport de câmbio manual por com preço sugerido de R$ 79.990, ou anda a versão Limited vendida por R$ 105.990 e uma das quatro disponibilizadas com o motor 1.8 Flex.

O alvo de nossa atenção nesta avaliação de hoje é um dos remanescentes do cada vez menor segmento de sedans médios. O bom e velho companheiro da família, aquele que representava não só espaço, como segurança, requinte e naturalmente status

A Honda renovou recentemente o CR-V, seu veículo utilitário esportivo médio, produto que tem características muito próprias, e das quais falaremos neste teste que tivemos a oportunidade realizar com a única versão disponibilizada atualmente para as concessionárias brasileiras da marca.

A Renault vem crescendo no mercado brasileiro, e dois dos responsáveis por este resultado são seus modelos no segmento de SUVs compactos, o Captur e o Duster. Apesar de dividirem espaço nas concessionárias e de carregarem muitas similaridades, eles têm também características próprias, além do preço.

O modelo alvo de nossa atenção neste teste acabou de completar a bonita marca de 110 mil unidades vendidas no país. Com um crescimento superior a 22% nos três primeiros meses de 2019 em relação ao mesmo período do ano anterior o Fiat Argo vem-se consolidando no mercado brasileiro através de uma vasta gama de opções (atualmente são 7), da inicial proposta 1.0, passando pela nova versão Trekking de motor 1.3 e terminando no pequeno esportivo HGT de motor 1.8, a versão avaliada por nós, dias antes da chegada da linha 2020 apresentada precisamente na semana em que escrevemos este texto.

Um modelo que tem seu espaço importante no mercado brasileiro, principalmente como proposta destinada a famílias numerosas que necessitam de uma opção de veículo com sete lugares, ou ainda como objeto de desejo para muitos dos profissionais espalhados pelo país que trabalham com o transporte de passageiros.

1 / 6

Please reload

CURSOS AEA