Chevrolet Cruze Sport6
Revista Publiracing

Texto: Artur Jorge Semedo

Imagens: Chevrolet ( Interior ) e Revista Publiracing

Avaliação:Chevrolet Cruze Sport6 - Elegante, esportivo e tecnológico, ele deixou a concorrência para trás. 

Apresentado aos brasileiros no último Salão do Automóvel de São Paulo, em Novembro de 2016, semanas depois o Chevrolet Cruze Sport6 chegou às concessionárias da marca, e ganha nestes primeiros meses do ano as garagens e a preferência de muitos dos que escolhem comprar um carro neste segmento.

Se na breve observação ao veículo já tinha ficado uma impressão muito boa desta nova geração do Cruze Sport6, o contato diário com o novo hatch médio nos mostrou de forma clara o passo em frente dado pela marca.

Olhando por fora, não tem como não se encantar pelas linhas modernas e elegantes do hatch, sem deixar de observar sua principal característica, a esportividade.

Suas linhas aerodinâmicas e de traço muito bonito são substancialmente diferentes do seu antecessor, evidenciando a renovação completa a que o carro foi submetido, herdando muito pouco da anterior geração do Sport6.

Agora ele mede 4,448 m de comprimento, 2,042 m de largura (incluindo os espelhos retrovisores) e 1,484 m de altura. Estas medidas confirmam as diferenças para o anterior modelo, agora ligeiramente menor, tanto no comprimento como na largura. O entre-eixos é idêntico ao do seu irmão maior, a versão sedan, medindo 2,700 m. Sua silhueta chega a lembrar um cupê, com a inclinação a partir da última coluna.  É precisamente devido a esta característica que encontramos a diferença menos positiva em relação à anterior geração, o espaço disponibilizado no porta-malas.  Agora estão disponíveis 300 litros contra os 402 do modelo antigo.

Mas como do interior já falaremos mais à frente, continuemos nossa observação externa ao elegante e esportivo Cruze Sport6. A frente não esconde sua “família”, muito ao estilo da versão sedan, sendo muito bonita, e realçando o toque esportivo de ambas as versões,  onde se destacam os faróis com assinatura em Led. Os pormenores em cromado, como a moldura das janelas, se espalham ao longo do modelo, e transmitem o necessário toque de elegância e sobriedade, terminando na ponteira de escape, evidente e incorporada na continuação do para-choques traseiro, e também ela utilizando o tratamento cromado.

Ainda digno de registro o aerofólio traseiro, que melhora o fluxo de ar ao dar continuidade ao teto. Como o modelo testado por nós é o LTZ, a mais completa das duas versões disponíveis para o mercado, as rodas de aro 17 são em tom mais escuro, sendo que na versão LT elas são de tonalidade mais clara.

A entrada no veículo fica disponível através da aproximação, não sendo necessária a utilização de chave, que pode ficar dentro do bolso até no momento de dar partida ao motor, já que o Sport6 disponibiliza o prático sistema Start/Stop.

Por dentro a Chevrolet decidiu criar um ambiente que oferece, além de recursos tecnológicos, muito conforto. Ser um hatch não prejudica em nada o interior do Sport6. Todos os três passageiros da segunda fila viajem confortavelmente, e principalmente, com espaço generoso entre o banco da frente e as pernas.  

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Tentando resumir alguns dos principais recursos que temos a disposição, iniciamos pelos ajustes elétricos do banco do condutor (bancos são forrados em couro). Conseguimos de forma prática e rápida uma correta posição de condução. O volante disponibiliza alguns dos principais recursos tecnológicos, de praticidade e entretenimento, tudo isso para dirigir sem tirar o olho da rodovia. Acesso ao celular para atender ou realizar chamadas, escolher suas músicas ou estações de rádio, utilizar os dispositivos conectados, e principais informações disponibilizadas pelo computador de bordo, onde destacamos, por exemplo, a informação que mostra a pressão dos quatro pneus, tudo isso conseguimos realizar no volante. Ainda ao alcance de um dedo estão também comandos para o assistente de permanência na faixa, e velocidade de cruzeiro.

O OnStar e a nova geração do Chevrolet MyLink, são mais alguns dos “mimos” disponibilizados pela Chevrolet neste modelo. A nova central multimídia com tela de 7” sensível ao toque está muito bem situada no painel, sendo de fácil acesso e leitura.

A versão testada por nós, além dos airbags frontais e laterais (LT), adiciona os de cortina, exclusividade desta versão mais completa. Por falar em exclusividade, o teto solar que torna mais agradável e charmoso o interior de nosso modelo, não faz parte da versão LT, assim como não está disponível no Cruze Sedan.

Antes de terminarmos nossa descrição interna, referência para os espelhos retrovisores, que são elétricos e aquecidos, e ainda a presença do sistema de fixação de cadeirinhas infantis (ISOFIX). Mas vamos descobrir muito mais a partir do momento em que damos partida ao motor de 4 cilindros em linha de 16V, turbo, com injeção direta e 1399 cm3, flex.

Nosso Sport6 além de ser a versão mais completa disponibilizada pela marca (LTZ), incorpora ainda alguns opcionais que fazem parte de um pacote, denominado R7N, que é vendido por R$ 9 800,00 e além dos já comentados assistente de permanência na faixa, e assento do motorista com ajustes elétricos, tem ainda, alerta de colisão frontal e de ponto cego, farol alto adaptativo, indicador de distância em relação ao veículo da frente, sistema de estacionamento e carregador para smartphone via wireless.

O contato com o Sport6 nos mostra o elevado patamar tecnológico e de conforto que a Chevrolet oferece no novo Cruze Sport6. O motor disponibiliza uma potência de 150 cv a 5.600 rpm com gasolina,  e 153 cv a 5.200 rpm com o tanque de 52 litros abastecido de etanol, nossa opção ao longo de todo o teste. Ainda como referência mecânica, a capacidade de torque, 24,5 kgfm a 2.000 rpm no caso do etanol, e um pouco menor se a opção for a gasolina, 24 kgfm a 2.100 rpm, tudo isso transmitido através de tração dianteira. Como resultado um carro ágil e dinamicamente muito eficiente.

Dirigir o Cruze Sport6 é a possibilidade de descobrir novas sensações e recursos a cada novo percurso. Descobrimos que a Chevrolet apostou no isolamento acústico, no acabamento e na integração eficiente das peças. Chega muito pouco do som externo ao interior do veículo, e até mesmo o liga e desliga do motor, quando paramos em algum sinal, é de baixa percepção. O sistema de som é de muita qualidade, elevando o nível de bem estar dos ocupantes. Seus pneus de medida 215/50 R17 são chamados de pneus verdes, garantindo a marca que diminuem o atrito com o asfalto, melhorando o consumo, mas sem diminuir a segurança e necessária capacidade de manter o carro na pista com total segurança. Seu comportamento é ainda previsível e muito eficiente, sendo notória a correta integração da caixa de câmbio sequencial de seis marchas em todo o sistema mecânico. O Sport6 é rápido nas reações, elástico quando em alta velocidade e de muita “inteligência” quando dirigindo em circuito urbano. Nosso pé direito consegue, com sensibilidade, induzir a trocas de marcha eficientes e corretas, economizando e permitindo resultados muito bons no consumo, mesmo quando estamos a falar de um modelo com 1.336 kg de peso. No nosso caso o consumo ao longo do teste foi de 7,8 km/l na cidade e de 9,7 km/l em rodovia, recordando que nosso Cruze Sport6 Turbo esteve sempre abastecido com etanol.  

Ao falarmos de movimento em tráfego urbano, momento ideal para breves palavras para a direção, que é assistida de forma elétrica. Ela permite movimentos sem grande esforço, como estacionamento, por exemplo, sendo, no entanto rígida e eficaz quando em alta velocidade.

Momento para dois importantes componentes de qualquer veículo automóvel. Primeiro o sistema de freios, com ABS e EBD (sistema de distribuição da força de frenagem) e também o assistente de frenagem de urgência, e que no caso do nosso Chevrolet Cruze são de disco ventilado na frente, e disco sólido na traseira. O sistema é eficaz mas de acionamento gradual e suave, dependendo da força que nosso pé exerce no pedal, não tendo o comportamento imediato e por vezes brusco observado em outros modelos.

Já a suspensão consegue ser o elo perfeito entre o monobloco e as rodas, utilizando a solução comum de McPherson na frente e eixo de torção na traseira. Sua configuração, consegue absorver as irregularidades e singularidades (negativas) das rodovias brasileiras, sem abdicar da necessária segurança e eficiência se utilizarmos o nosso Cruze Sport6 de forma mais esportiva, afinal esse é seu DNA.

A toda a qualidade do conjunto mecânico, a Chevrolet adicionou soluções tecnológicas que garantem muito mais eficiência, segurança e praticidade ao dia a dia com o Sport6. Entre eles os controles eletrônicos de tração e de estabilidade, auxiliares imprescindíveis em momentos mais delicados.  O sistema que desliga o motor em paradas no trânsito é além de corretamente ecológico, amigo do nosso bolso, principalmente em cidades como São Paulo, onde se perde muito tempo “estacionado” em filas de trânsito. De qualidade notória, bastando tirar ligeiramente o pé do freio, para que todo o sistema acione de forma muito rápida o motor, dando sequência a nossa viagem. O condutor mais desatento nem saberia que tudo isso acontece, não foce pelo indicador de rotação do motor, que no painel indica o motor como off (desligado).

 

 

 

Outras praticidades já comuns na faixa de preço onde se situa nosso Cruze, fazem parte do pacote do LTZ como o sistema que auxilia o arranque em rampa, sensores de estacionamento dianteiro e traseiro e câmera de ré. Já no pacote especial que pode ser adicionado, fazem parte, o aviso de objeto no ponto cego, além do muito eficaz alerta de colisão frontal, que aciona uma luz vermelha que fica posicionada bem na frente do condutor em conjunto com um som de alerta, não permitindo distrações ou atitudes de risco que possam provocar acidentes. O tempo de percepção ao risco do sistema permite o acionamento imediato dos freios por parte do condutor.  Faz ainda parte do pacote o Easy Park, sistema que estaciona o Cruze de forma automática, e ainda o surpreendente sistema que mantem nosso Sport6 na faixa, evitando a saída do posicionamento correto na rodovia, sistema que testado por nós por algumas vezes, nos transmitiu segurança e eficiência, sendo sem dúvida a cereja de um bolo já muito delicioso.

O Cruze Sport6 nesta versão LTZ é vendido por R$ 103.290,00 sendo considerado no site da marca um adicional de R$ 1.500,00 para a cor do nosso veículo de teste, somando a isto o pacote opcional referido na matéria, que faz com que nosso modelo seja vendido por R$ 114.590,00; preços sugeridos no site da montadora.

Como conclusão a Chevrolet deu um gigantesco passo em frente nesta nova geração do seu modelo hatch médio, tornado o Sport6 mais moderno, mais confortável, mais tecnológico, mais eficaz, e com tudo isso deixando a concorrência definitivamente para trás.

 

Click nas imagens para ampliar