Peugeot 308 Griffe turbo THP 
Revista Publiracing

Texto: Artur Jorge Semedo

Imagens: Revista Publiracing

Peugeot 308 Griffe 1.6 THP, uma referência em qualidade, elegância e prazer de dirigir.

 

Faz praticamente um ano, a Peugeot chegava com um novo visual para sua linha 308. As principais alterações são especialmente visíveis na frente do modelo, que passou a impressionar pela beleza, e esportividade, através de curvas elegantes, faróis que se encaixam de forma harmoniosa na carroceria do carro, com a adição das luzes diurnas de Led. Para dar o toque final no charme tipicamente francês, bonitas rodas de aro 17 que montam pneus 225/45 R17.

Ainda antes de continuar a descrever as sensações sentidas ao longo dos dias em que avaliámos o 308, uma breve volta ao passado, para relembrar um editorial escrito por mim no inicio de 2016, eu falava da ainda ingrata imagem que os carros do grupo PSA ( Peugeot e Citroen ) muitas vezes despertam no consumidor brasileiro. Problemas de décadas atrás, quando o mercado automotivo era bastante diferente no Brasil, ainda influenciam negativamente, na decisão do menos informado comprador. Focando esta matéria na marca do modelo avaliado, a Peugeot é uma das montadoras que melhor transporta atualmente a qualidade de outros mercados para suas ofertas no Brasil. A exemplo de outros produtos da marca, o 308 1.6 turbo THP, é moderno, tecnológico, confortável e seguro, tornando esta escolha uma elevada referência frente a seus concorrentes. Uma já vaste rede de concessionárias espalhadas por todo o país, e produtos que raramente necessitam visita a uma delas, a não ser nas obrigatórias revisões preventivas, devem ser motivos mais que suficientes para uma escolha tranquila do novo carro que vai ocupar o espaço em sua garagem.

A confiança que os novos clientes da marca vêm sentindo nestes últimos anos, têm diminuindo os índices de desvalorização dos modelos da Peugeot, aumentando seu valor de revenda e melhorando o preço do seguro, ainda alto, sintomas da comprovada confiabilidade nos produtos da marca e sua assistência pós venda.

Voltando ao nosso 308 e já que falámos em levar para casa, o preço da versão testada pela Revista Publiracing, está definido pela marca em R$ 88.080,00 (a vista).

Com esse dado fica claro que nosso Peugeot 308 Griffe THP, a versão mais completa, não e barato. Para justificar esse preço a Peugeot carregou ele de tecnologia de entretenimento, segurança, e muito conforto. O hatch oferece GPS, ar-condicionado de duas zonas, tela sensível ao toque, Tecnologia Mirror Screen, que espelha seu celular na tela do carro, o Link MyPeugeot, que permite ter em seu celular todas as informações sobre seu 308, como um painel de bordo, e onde podemos observar médias de consumo, autonomia, quilómetros rodados ente muitas outras informações.

O interior é elegante, confortável e muito espaçoso, com um delicioso teto panorâmico, que permite, especialmente para os ocupantes do banco traseiro, e em viagem noturna, um convite à observação exterior e do quanto o momento viagem de carro pode, e deve, ser prazeroso.

Juntamos a tudo isso sistema de fixação de cadeirinha Isofix de série, bancos de couro, com encosto de braço para os ocupantes dos bancos dianteiros, sensores de estacionamento na frente e na traseira, com câmera de ré, sistema que aciona o limpa para-brisas de forma automática quando chove, e ainda função crepuscular dos faróis.  Para auxiliar sua visão noturna ou em situações de visibilidade prejudicada pela neblina, o 308 vem com dois faróis muito bem integrados na frente.

Outra função disponibilizada é o regulador e limitador de velocidade, que facilita em avenidas e rodovias carregadas de radares, e que ao mínimo descuido, nos pregam uma partida nada agradável. Ao escolher sua velocidade, observe o mudo à sua volta e deixe que o Peugeot se preocupa em não ultrapassar a velocidade máxima permitida.

O pacote de segurança adiciona ainda seis airbags, quatro freios a disco e sistema de controle de estabilidade.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O motor é dianteiro, transversal, de 4 cilindros, com 16V, comando duplo, turbo, injeção direta, e desde 2015, flex, o que apesar do preço nas alturas do etanol brasileiro, entrega essa nova tendência de motores que permitam os dois tipos de combustível, gasolina e etanol.

A cilindrada é de 1.598 cm³, com 173 cv a 6 mil rpm. O torque 24,5 kgfm a 1.750 rpm.

Utilizando o câmbio automático, notámos uma diferença em relação ao anterior câmbio que conhecíamos da marca, sendo fácil observar um melhor escalonamento das marchas, tornando este importante componente mecânico, mais suave, correto e preciso. Com essa correção, são nítidos os resultados também em termos de consumo. Em nosso teste percorremos com o Peugeot 308 1.6 Turbo, 70% dos quilómetros em rodovia, e os restantes 30% em cidade. Nossa equipe conseguiu uma média de 12,2 Km/L, resultado que definimos como muito bom, até pelas expectativas que tínhamos, particularmente pelos testes já realizados por outros colegas. O tanque de 60 litros nos permitiu uma autonomia superior a seiscentos quilómetros, o que não deixa de ser mais um importante fator de praticidade oferecido.

Ajudando no conforto de dirigir nosso hatch, a nova suspensão, Independente, McPherson na dianteira e eixo de torção na traseira, e com as alterações realizadas pela marca para esta última versão do 308, absorvem muito bem e de forma correta todas as surpresas das rodovias brasileiras.

Momento de ressaltar o ponto que deve ser melhorado pela Peugeot, a direção assistida de forma eletro-hidráulica, não é muito suave em manobras na cidade, questão menos preocupante na rodovia, onde essa dureza ajuda inclusivamente na precisão.

Pessoalmente gostamos do volante mais robusto como é o caso do Peugeot 308, no entanto, e aqui cabe mais uma vez uma opinião que pode ser muito particular, os diversos comandos adicionais em duas hastes atrás do volante, poderiam ser transferidos para o volante, pela praticidade e até segurança em sua utilização.

Referências finais para alguns dados importantes e adicionais em relação ao nosso modelo. O peso do modelo é de 1.328 kg. Como dimensões, o comprimento de 4,29 m; Largura: 2,06 m; Altura: 1,51 m, e Entre-eixos: 2,6 m. Quase esquecíamos uma referência importante para muitas famílias, o espaço do bagageiro, que disponibiliza entre 420 e 430 L de espaço útil.

Como resumo de nossa avaliação, destacamos a habitual qualidade de acabamento da Peugeot, que em mais um pacote de muito conforto e segurança, entrega um produto familiar e que pode até ser um pouco mais esportivo se o condutor assim o desejar, e que para nós assim como seu irmão maior 408 são as referências perante seus concorrentes.  

 

 

Click nas imagens para ampliar