Nissan March RIO, o esportista !

Texto: Artur Jorge Semedo

Imagens: Revista Publiracing

 

A Nissan é patrocinadora oficial  dos Jogos Olímpicos Rio 2016, e esse apoio levou a empresa japonesa a aproveitar a exposição do evento para diversas ações em seus produtos, que vão do lançamento de inéditos modelos como o crossover recém chegado Kicks, passando por algumas edições especiais e limitadas, como a do modelo que testamos, o Nissan March, na versão limitada a 1000 unidades, denominado RIO.

A base é o já conhecido SL 1.6 , modelo que incorpora um ótimo e moderno motor de 16 Válvulas, que apresenta um aproveitamento eficiente do espaço destinado aos ocupantes, e ainda apresenta a nova central multimídia que vem instalada em alguns modelos da marca desde o final de 2015.

Sabendo que em traços gerais o produto já era conhecido, ficou para observar com mais atenção o trabalho estético realizado pelos engenheiros da Nissan, para marcar o modelo com uma personalidade esportiva. Tudo a ver com as olimpíadas.

O resultado foi um atrativo kit, composto por evidentes spoilers, dianteiro e traseiro, saias laterais, e conjunto de faróis de neblina. Numa harmoniosa junção de cores, retrovisores pretos com faixas laranja, cor que aliás completa os detalhes em todas as superfícies com a frase, RIO 2016. Ainda em preto, o teto, e as rodas em tom grafite e que são de liga leve aro 16′. A unidade testada por nós tinha a cor branca, mas o cliente pode optar ainda pelas cores prata ou preta.

 

 

 

 

 

Uma curiosidade é a numeração da unidade correspondente a esta série limitada de mil unidades, e visível na grade frontal. Uma responsabilidade para a REVISTA PUBLIRACING o fato de termos testado a unidade #1, a primeira que saiu de fábrica de Resende (RJ) onde são fabricados os modelos March para o mercado brasileiro. E como o principal destaque deste modelo é mesmo o lado de fora, mais algumas palavras para um conjunto estético que nos pareceu além de harmonioso, audacioso, e que transmite uma personalidade esportiva que nos remete a mercados como o europeu, onde este tipo de produto, pequenos esportivos, é explorado de forma clara, e com sucesso, pelas empresas.

Passando para o interior o aspecto geral é agradável e sem saliências ou imprecisões, com acabamentos em superfícies rígidas e bem acabadas.  Nesta edição, um toque de exclusividade com tapetes personalizados e bordados da cor laranja nos bancos. A qualidade reconhecida por nós nos produtos da marca, mesmo que este seja um modelo de entrada, faz com que os passageiros do compacto se sintam confortáveis, com o já conhecido aproveitamento do espaço interno, muito eficaz no March, permitindo a todos uma viagem bem agradável. Nunca é demais referir que o modelo, através de seu teto alto e de desenho curvo, permite que mesmo passageiros de envergadura mais alta, possam ocupar seu espaço sem qualquer dificuldade. Aqui cabem duas notas. Primeiro o fato de um eventual quinto passageiro, se sentado no centro do banco traseiro, não ter o mesmo espaço e conforto de todos os outros ocupantes, e o porta-malas, pequeno ( 265L), e sem duvida desaconselhado para mulheres que gostam de levar diversas opções de roupa na hora da viagem.

Em termos mecânicos, nenhuma novidade no nosso March. Motor elástico e econômico é beneficiado pelo câmbio de cinco marchas com relações curtas e que possibilitam um comportamento mais de acordo com seu aspecto arrojado. A direção assistida de forma elétrica permite uma prazerosa condução na cidade, e extrema facilidade para realizar qualquer tipo de manobras.

O moderno motor 1.6 de 16V,  gasolina ou etanol e 1.598cm³ de cilindrada, com comando de válvulas variável, bloco e cabeçote em alumínio, eliminou faz algum tempo o tanquinho para partida a frio se bastecido com etanol, e seus 111 CV de potência, tanto com etanol como com gasolina, ficam totalmente disponíveis a 5.600 rpm,  e 15,1 kgfm de torque a 4.000 rpm.

 

O motor responde corretamente em qualquer faixa de rotação que se encontre o propulsor, sendo ágil nas respostas, e proporcionando uma condução segura. Muita da eficiência no comportamento do modelo vem também de seu peso leve, ajudado pela suspensão McPherson, independente na frente, e por barra de torção, semi-independente, na traseira. Esta suspensão macia, embora permita um comportamento tranquilo e honesto, particularmente em pisos não tão bons, e numa utilização normal do dia a dia, exige no entanto uma tocada mais conservadora e sem abusar muita da velocidade, precaução exigida pela natural tendência do modelo em adornar em curva. A tração é dianteira.

Os freios, com discos ventilados na frente e tambores nas rodas traseiras, permitem uma freada eficiente e rápida, mais uma vez o baixo peso do veículo auxiliam neste processo.

As maiores limitações em termos de equipamento são precisamente no quesito segurança, onde apenas os básicos e obrigatórios airbags frontais e freios ABS e EBD fazem parte do pacote do modelo.

Deixamos ainda para nossos leitores, dados não coletados por nós, mas fornecidos pela Nissan, e que garante na aceleração até 100 Km/h desempenho de 9,8 segundos se abastecido com gasolina e 9,3 segundos com etanol. A velocidade máxima anunciada é de 182 km/h.

Após alguns dias com o nosso Nissan March RIO, veio a análise aos dados sobre o consumo do compacto. Nossa avaliação foi realizada com 80% da quilometragem, na cidade, e o restante em estrada. O combustível utilizado foi o etanol e o consumo médio foi de 7 km/l na cidade e 12 km/L em estrada. Como em muitos dos nossos deslocamentos fomos surpreendidos por pesados engarrafamentos, nada incomum em São Paulo, acreditamos que a média em outras cidades pode ser um pouco melhor.

Palavras finais para aspectos determinantes na hora da escolha de um modelo pelo cliente. O March RIO vem com: ar-condicionado digital, direção elétrica, retrovisores elétricos, vidros elétricos nas quatro portas (mas com sistema one-touch só na do motorista, e para descer o vidro). Computador de bordo, travas elétricas, chave com telecomando, volante multifuncional e alarme, completam o pacote.

Curiosidade em nossa redação para conhecer a nova central multimídia que acompanha os modelos da Nissan. Com tela de 6,2 polegadas sensível ao toque, já vem com diversos aplicativos instalados de fábrica, e disponibiliza, além de entradas para iPod, USB, SD Card, conexão via Bluetooth e à internet através de Wi-Fi e GPS, além de também incorporar a câmera de ré.

De fácil leitura e manuseamento, a central oferece qualidade do som instalado de fábrica, seja se ouvindo uma boa música, ou  também nas ligações telefónicas via central.  

Para o último parágrafo, o preço de venda sugerido nas concessionárias da Nissan, R$ 53 990,00.  

 

 

 

Click nas imagens para ampliar