• Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram
Revista Publiracing
729X90.gif

Avaliação: Peugeot 3008 Allure, a mesma qualidade com um preço mais competitivo


Se tivéssemos que nomear um veículo que desde a primeira vez que nos visitou, tenha despertado imediatamente sensação de que tudo está no lugar certo e da forma correta, sem dúvida que um bom exemplo a ser apresentado seria o Peugeot 3008. Uma proposta que chegou ao Brasil alguns anos atrás com o selo de diversos prêmios conquistados no exterior, entre eles o significativo carro do ano no continente europeu.


A qualidade que ele expõe, nos mais diversos quesitos, tem o seu preço, e esse fator vem condicionando o desempenho comercial do modelo no Brasil, com 147 unidades emplacadas em janeiro e 128 em fevereiro totalizando 278 unidades no acumulado dos dois primeiros meses do ano. É claro que este resultado, que não acompanha a qualidade do modelo, é condicionado por alguns ultrapassados clichês e ainda não vencidos pelo consumidor brasileiro, como, por exemplo, que os modelos da marca têm alto custo de manutenção, peças caras, e preço de revenda baixo. Se a terceira opinião não é tão errada, ela apenas continua valendo por culpa das duas primeiras, hoje em dia, sem dúvida, também equivocadas até mesmo pela robustez e qualidade dos produtos da marca de uma forma geral.

E com a preocupação de deixar a proposta mais competitiva, e numa faixa de preço onde as opções são diversificadas e onde já são encontrados modelos das chamadas marcas Premium, fez a Peugeot apostar na versão Allure para equilibrar a proposta, baixando cerca de 20 mil reais no preço ao público em relação à versão topo de linha, Griffe Pack, e retirando, naturalmente, alguns itens, no entanto deixando intacto o DNA de ótimo veículo.


Vamos então falar um pouco da proposta mais econômica do Peugeot 3008, vendida nas concessionárias da marca no Brasil pelo preço sugerido de R$ 159.990.


No exterior o destaque vai imediatamente para a atraente e agressiva frente e tão característica dos atuais modelos da marca. Marcante, a nova grade frontal tem ao centro o leão da marca e moldura em cromado transmitindo sofisticação.


Também ajudam a dar elegância ao modelo as barras de teto em alumínio, as rodas de liga leve aro 19", responsáveis pela esportividade e imponência do SUV, além do acabamento do teto e retrovisores em preto. Bem característico do modelo é também o teto solar panorâmico de série também nesta versão Allure.

Os faróis são full-LED, com elegante máscara preta e cromada, além de lanternas traseiras em formas de garras que dão um design mais agressivo ao carro, além de ser uma imagem inconfundível da traseira do modelo.


Para terminar nossa observação externa, referencia para as peças em plástico, de design igualmente elegante, que contornam toda a carroceria, passando pelo para-choques, tanto dianteiro como traseiro.


Com 4.447(mm) de comprimento, 2.098 de largura, 1.625 e altura e 2.675 de distancia entre eixos, o Peugeot 3008 é um modelo de postura que transpira robustez, linhas modernas e atraentes, e características estéticas que antecipadamente direcionam seu dinamismo para uma utilização preferencialmente no asfalto. Como exemplo, e apesar da linha de cintura elevada que ajuda a entregar o aspecto de veículo grande, referência para os 226 mm de distancia para o solo, claramente uma postura de olho na eficácia em estrada, deixando de lado aventuras por outros caminhos.


Mas o foco do 3008 é mesmo o de proporcionar um ambiente agradável e confortável, através do ótimo espaço disponibilizado no habitáculo e distribuição muito correta de todos os recursos no interior, além de ser referência em estética e vanguardismo.


Após o acesso ao veículo realizado pelo sistema de chave presencial, o destaque imediato é para o conjunto volante e painel de instrumentos, que é customizável de 12,3 polegadas, 100% digital e posicionado acima do volante, bem na linha de visão do condutor e com os diferentes modos de visualização do painel acionados por meio dos comandos situados atrás do volante de reduzidas dimensões, bem característico do modelo.

O chamado i-Cockpit 2.0 entrega algumas características que vão da inédita experiência de dirigir um SUV de generosas dimensões com o referido volante, e que segundo a marca foi redesenhado, reforçando seus atributos através de novos comandos, seletor de marchas por impulso elétrico, com borboletas para troca de marchas, item que contribui para aumentar o conforto na direção.


A distribuição dos espaços para objetos no console central é muito elegante, com ótimo aproveitamento do espaço, muito por conta do freio de estacionamento que é eletrônico e do pequeno e curioso seletor do câmbio, que deixam assim muito espaço para objetos e ainda uma área entre os bancos, climatizada.


Já a central multimídia é de última geração, com tela touchscreen de 8” mas sem GPS nativo, o que acaba por ser um dos pontos com ressalvas no veiculo. No entanto, ele vem com espelhamento por Apple CarPlay e Google Android Auto, além de todos os ajustes e funções, tanto do veículo, como comandos do ar-condicionado, que é bi-zone. Na tela da bem localizada multimídia são também exibidas as imagens da câmera 180º VisioPark, localizada na tampa do porta-malas, e que garante mais conforto ao estacionar, sendo que de série o Peugeot 3008 vem com sensores de estacionamento na frente e na traseira.


Além do espaço bem generoso que é entregue no interior do 3008, e extensível aos 520 litros de volume disponibilizado no porta malas, o destaque mais que merecido vai para o amplo teto solar panorâmico. Com dimensões generosas, praticamente todo o teto do veículo, permitindo assim o máximo de amplitude, luminosidade e bem-estar no interior do veículo, ele trás um painel móvel que amplia ainda mais a sensação de liberdade com abertura parcial de forma elétrica. A Peugeot não esqueceu ainda a necessidade de proteger o interior em dias de sol intenso, incorporando uma cortina de teto elétrica que combina com o revestimento interno, e que tem ainda, como acabamento de muita elegância, a iluminação noturna que contorna todo o teto com elegantes guias azuis de LED, complementando outros pormenores da ambientação interna, como portas e porta-objetos, também eles com iluminação no mesmo tom.


Com uma posição de condução irrepreensível, dirigir o Peugeot 3008 é receber através de diversos sinais e sensações como construir corretamente um veículo. A motorização é uma das mais interessantes no segmento, com o ótimo motor a gasolina, turbo 1.6 de quatro cilindros e 16 válvulas, que entrega 165 cavalos a 6.000 rpm com alimentação por injeção direta. Com suas ótimas características ele movimenta com rara agilidade os 1502 kg da versão Allure, evidenciando de forma imediata o torque de 24,5 kgf.m desde as iniciais 1400 rpm, proporcionando respostas ágeis em qualquer circunstancia ou necessidade.

Para não colocar só na conta do ótimo motor o dinamismo do modelo, é obrigatória a referência para o câmbio de seis marchas automático da japonesa Aisin, que com o primoroso ajuste da engenharia casou de forma perfeita com este motor, proporcionando deslocamentos suaves no dia a dia da cidade, ao mesmo tempo, permite reações rápidas quando assim induzido pelo pé direito, seja em ultrapassagens ou retomadas, ajuste que pode ainda ser alterado pela escolha do modo de condução SPORT.


A qualidade do conjunto também é sentida na boa eficiência energética, entregando no final do nosso teste uma média para nosso circuito misto de 9,4 km/l na gasolina. Como informação complementar referir que o tanque é de 55 litros.


A direção, com assistência elétrica progressiva, faz parte do ótimo pacote de soluções mecânicas, entregando respostas rápidas e precisas, tendo na estrutura do veículo, e sua suspensão, um aliado muito interessante para que os movimentos mais exigentes possam ser realizados de forma segura e rápida. Cabe aqui um parêntesis para referir que o 3008 vem de série com controle eletrônico de estabilidade e tração além de assistente de saída em rampa. Como o SUV deixa de lado aspirações off-road, o veículo de tração dianteira vem com a solução do tipo pseudo McPherson nas rodas da frente e eixo de torção nas rodas traseiras, numa clara opção pelo asfalto como piso preferencial.


Outro ponto positivo são os freios, de discos ventilados na frente e sólidos atrás, proporcionam um bom nível de segurança, com equilíbrio na frenagem nas diversas circunstancias testadas. Já que falamos em segurança, referir que o modelo trás de série seis airbags, sendo frontais, laterais e cortina.


Ainda do interior, uma boa nota para a qualidade dos materiais utilizados, seu acabamento e integração das peças, entregando um habitáculo sólido e com poucos ruídos incômodos. O isolamento acústico é também bem interessante, e bem na linha da boa qualidade geral do modelo.

Conclusão do editor - O Peugeot 3008 é um veículo de características bem particulares, que mistura pinceladas de Crossover, com tempero de SUV e espaço de Minivan. Com ótimo comportamento dinâmico e um dos mais atraentes, confortáveis e tecnológicos habitáculos disponibilizados em veículos de até 200 mil reais no Brasil, a versão testada por nós, Allure, retira algumas das importantes tecnologias que equipam a versão topo e linha Griffe Pack, São exemplos a frenagem automática de emergência, alerta de saída de faixa com correção, alertas de fadiga e de ponto cego, controle de velocidade adaptativo (ACC), carregador de smartphone por indução e bancos dianteiros com massageadores e ajustes elétricos.


No entanto ele entrega, de forma irretocável, todas as excelentes qualidades da proposta, e para uma boa parte do público a diferença de 20 mil reais que separam as duas versões pode significar a razão, ou possibilidade, de levar para casa um produto bem completo, moderno e capaz de proporcionar muitas, e ótimas, emoções.


Para publicidade, apoio ou parcerias na seção Testes e Comparativos entre em contato através do e-mail: publicidade@revistapubliracing.com.br


Laja Revista Publiracing
Planos.jpg
Reserve seu espaço
Cursos Online AEA