Peugeot 408 1.6 Turbo THP 
Revista Publiracing

Texto: Artur Jorge Semedo

Imagens: Divulgação Peugeot ( Interior ) e Revista Publiracing

Avaliação: Peugeot 408 1.6 Turbo THP, elegância, conforto e estilo com coração valente.

 

Escrever sobre o Peugeot 408 Turbo THP após ter passado alguns dias dirigindo o sedan médio francês, é para mim uma tremenda alegria, pelos dias de convívio, repetido ao longo das várias evoluções e versões do modelo nos últimos anos, mas ao mesmo tempo uma  grande frustação ao constatar a tremenda injustiça que é feita com este modelo pelo publico que compra neste segmento.

Que o brasileiro ainda não atingiu a maturidade em relação a diversos aspectos do consumo cotidiano, todos nós sabemos. Em relação ao mercado automotivo não é diferente. As compras são feitas invariavelmente, por impulso, ou quando não, muito mais pelo “idealizado” status, e para não ficar “atrás” do vizinho do apartamento do lado. Só depois de vencida esta nefasta postura, aspectos fundamentais como desempenho, conforto ou tecnologia, entre outros, são levados em conta, e muitas vezes já é tarde de mais, pois a escolha já está feita.

Após este breve desabafo, e que terá seu raciocínio concluído no final da nossa avaliação, vamos aos destaques daquele que consideramos um dos melhores sedãs médios do mercado.

A Peugeot realizou a chamada reestilização do modelo no final de 2015, no caminho para a rejuvenescida identidade da marca, e tentando dar uma apimentada no distante relacionamento com o publico brasileiro.  Aqui pessoalmente considero que as linhas da versão anterior eram mais sóbrias, caracterizando de forma mais marcante o modelo, o que se perde um pouco na generalizada “fluidez” características, não só deste, mas dos novos sedãs disponíveis no mercado.

O estilo frontal do Peugeot 408 está alinhado à nova identidade Peugeot, destacando o cromado, e o imponente conjunto ótico, com faróis de neblina e as diurnas em LED. Como marca registrada da marca, o destaque maior fica por conta do Leão, felino e imponente, fica em destaque tanto na frente como no centro da traseira do veículo.

 

Mais um pormenor de bom gosto fica por conta das rodas de 17” Horus, que além de combinarem com a elegância do modelo, lhe dão ainda um ar esportivo e robusto, encaixando perfeitamente nos detalhes cromados que se destacam no veículo.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Para terminar nossa observação pela exterior do elegante francês, destaque para o para-choques traseiro que ganhou saídas de escapamento integradas nas duas extremidades, além do já referido leão que se impõe na parte central do porta-malas, local com 526L de espaço disponível para bagagens ou outros objetos.  

De fora para dentro, ao entrar no 408 e apesar de muitos pormenores acompanharem o modelo ao longo dos últimos anos, não deixa de nos proporcionar uma repetida sensação de bem estar, o elegante e confortável interior do 408.

São inúmeros os pormenores, muitos deles únicos neste segmento, e que transmitem esta sensação de perfeita harmonia entre habitáculo e passageiro. A nova central multimídia touchscreen de 7” do Peugeot 408 você tem tudo ao alcance de maneira muito prática e rápida. Rádio am/fm, memórias das rádios prediletas, Bluetooth para telefone e streaming de áudio, leitor de MP3 e fotos, computador de bordo com ajustes do veículo, indicações dos sensores de estacionamento e câmera de ré integrada, navegação por GPS com mapas da América Latina, função Jukebox com 16 GB de memória interna para armazenar a seleção de músicas prediletas em MP3, sem esquecer a tecnologia integrada MirrorScreen (MirrorLink e Carplay) e ao aplicativo Link MyPeugeot que permite espelhamento do seu SmartPhone na tela.

Espaço interior, posição de condução, requinte, elegância, ampla área de vidro, são tudo lugares comuns quando falamos de 408. O modelo é referência em todos estes aspectos, sendo inclusivamente superior aos modelos mais vendidos em seu segmento.

O ar condicionado bi-zone, e o atraente teto solar, que amplia a já comentada perfeita interação entre o sol, o meio ambiente, e o interior do sedan francês, e que são aspectos que carimbam a vasta lista de benefícios tecnológicos que fazem da condução do Peugeot 408 THP uma experiência incrível, e dos quais falamos um pouco mais abaixo.

Acompanhando todo o requinte e a riqueza em detalhes do interior, os bancos são revestidos de couro, tecido e outros materiais. O volante do novo Peugeot 408 conta com assistência eletro-hidráulica e com ajuste de altura e profundidade, o que permite escolher a melhor posição, tanto durante a condução em estrada quanto na utilização no dia a dia da cidade. Vidros, travas e retrovisores elétricos são itens de série em todas as versões. Os vidros elétricos one-touch, possuem trava eletrônica para crianças e fechamento na chave. O acabamento é sólido e rígido, com um bom isolamento do som que vem do compartimento do motor, além dos ruídos do exterior.

O regulador de velocidade (piloto automático) permite rodar a uma velocidade constante e preestabelecida. Após ativado, pode-se aumentar ou diminuir a velocidade sem a necessidade de pisar no acelerador. Já o limitador de velocidade é um dispositivo que oferece ao motorista a possibilidade de estabelecer uma velocidade máxima. Assim, você possui mais conforto durante viagens e ainda evita ultrapassar os limites de velocidade. Se recordarmos que este foi um dos temas principais da campanha eleitoral para a prefeitura de São Paulo, assim se reitera a importância desta funcionalidade para evitar surpresas desagradáveis.

Para terminar o já conhecido limpador de para-brisa com sensor de chuva que é ativado automaticamente quando as primeiras gotas caem no vidro e ainda regula a velocidade da palheta conforme a intensidade da chuva, o outro sensor, o crepuscular, acende os faróis automaticamente quando a luz ambiente perde intensidade.

Damos então partida ao motor 1.6 turbo THP Flex, que oferece alto nível de performance com 173cv de potência, um torque máximo de 24,5 kgf.m (DIN) disponível logo no inicio da subida dos giros, nas 1.750 rpm. Associado ou integrado ao conjunto mecânico, o câmbio automático EAT6 (Efficient Automatic Transmission 6) que permite um bom consumo, conforto e o prazer de dirigir. As relações foram alongadas tornando a aceleração mais suave e diminuindo a vibração nas marchas lentas. Outra novidade nesse câmbio é a presença do Modo ECO. Não utilizado por nós em nosso teste, a Peugeot garante uma economia de 7% em circuito urbano, e se selecionado este modo que fica disponível através de um botão no câmbio.

 

 

O Peugeot é praticamente irrepreensível na estrada, sóbrio, seguro, eficaz, direto e consistente, transmite uma sensação de total segurança, com ótimo desempenho em curvas, recuperações, ou situações de emergência.

Para reforçar toda a segurança que sentimos no comportamento dinâmico do carro, o sistema ESP (Controle Eletrônico de Estabilidade) de última geração que detecta e corrige riscos de perda de aderência em situações como curvas fechadas, desvios bruscos e pisos escorregadios, atuando de forma independente sobre os freios e o acelerador. Além disso, o equipamento acrescenta a essas funções um sistema de anti-patinagem (ASR) e controle de estabilidade (CDS) para melhorar ainda mais a estabilidade do veículo. 

Para completar o conjunto de segurança do Peugeot 408, o veículo possui sistemas ABS (sistema antitravamento dos freios), REF (repartidor eletrônico de frenagem) e AFU (Assistência de Frenagem de Urgência). Este conjunto evita o travamento das rodas,  garantindo maior precisão na freada e redução de espaço necessário para a imobilização ou redução da velocidade no veículo, e tudo isso proporcionado pelo maior equilíbrio das forças de frenagem sobre os eixos do veículo.

Continuando a falar de segurança, algo que não observamos, mas sabemos estar lá, os 6 airbags frontais, laterais e de cortina que oferecem 8 pontos de proteção aos passageiros.

Como resumo, o Peugeot 408 Turbo THP, é um produto muito bom. É, aliás, um dos melhores do segmento, e para nós uma das referências do segmento. Em “mimos”, conforto, elegância, qualidade, eficácia e desempenho ele ganha fácil da grande maioria dos seus concorrentes. E porque a Peugeot só vendeu 57 unidades em Setembro, dez a mais que em Agosto, e acumula apenas 805 unidades entregues em 2016 com uma inexpressiva participação de 0,76% no segmento, segundo a Fenabrave?.

Uma reflexão sobre o mercado e o comportamento do comprador, nos leva a conclusão que o brasileiro ainda é influenciado por inverdades que de tanta vez repetidas se tornam uma realidade, como a depreciação no valor de revenda, causada por suposta manutenção cara ou outros mitos do passado em relação a Peugeot no Brasil. O baixo volume de vendas do modelo que testámos, é uma das grandes injustiças do mercado automotivo brasileiro, um produto com esta qualidade não pode ficar tão distante dos seus concorrentes mais diretos, Corolla, Civic, Sentra, Cruze e até seu “primo” C4 Lounge, que vamos testar nas próximas semanas. Para todos eles o Peugeot 408 tem argumentos, de sobra.

Nosso modelo tem como preço sugerido R$ 93 590,00, mas não é difícil conseguir um bom desconto ou beneficiar de alguma promoção nas concessionárias da marca.

Click nas imagens para ampliar