Citroen C3 1.2 Pure tech Tendance 
Revista Publiracing

Texto: Artur Jorge Semedo

Imagens: Divulgação Citroen ( Interior ) e Revista Publiracing

Citroen C3 1.2 Pure Tech Tendance, eficiente e confortável.  

 

Chegado recentemente ao mercado brasileiro, o Citroen C3 disponibilizado com o motor 1.2 Pure Tech, vem junto com o seu “primo”, Peugeot 208, revolucionar o mercado brasileiro.

Neste momento nosso leitor se interroga. Mas visualmente não existem grandes alterações, como pode então um produto aparentemente já conhecido e sendo um compacto, ser revolucionário. Pode, mas sua principal novidade se esconde sob o capô dianteiro na forma de um dos componentes mais importantes de um veículo automóvel, o motor.

 

Este três cilindros em linha, 1.2 Pure Tech do grupo PSA é surpreendente, com um comportamento muito eficiente, e principalmente muito econômico.

São 90 cavalos de potência e 12,9 kgfm de torque, disponíveis às 2.750 rpm,  no 12 cilindros que vai surpreender quem busca economia, e aquele motorista que coloca na ponta do lápis suas despesas mensais com combustível.

Após esta breve introdução, vamos iniciar nossa viagem pela observação externa.

Esteticamente a linha 2017 não trás grandes novidades, no entanto, fica claro que os retoques introduzidos o mantêm atual.

 

Produzido em Porto Real (RJ), e vendido por R$ 52.690 o C3 tem alguns pormenores que dão charme ao pequeno francês, como o panorâmico parabrisa Zenith, que amplia a sensação de sofisticação do compacto de entrada da marca no país.

Já no interior, o condutor consegue facilmente uma correta posição para dirigir, permitindo fácil acesso aos principais comandos do interior do veículo.

 

A unidade testada por nós vinha equipada com a ótima central multimídia, com tela de sete polegadas sensível ao toque e espelhamento por CarPlay e Mirror Link, e ainda o ar condicionado. 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Comodamente instalados, damos inicio ao teste dinâmico ao C3. 

A realidade é que começamos a avaliação  condicionados pelos resultados obtidos dias atrás pelo Peugeot 208 avaliado por nós, e que utiliza o mesmo motor. A partir do quilometro zero,  nossa preocupação foi seguir padrões idênticos de condução e trânsito para estes dois produtos,  até para que pudéssemos, além de conhecer individualmente cada modelo, preparar o comparativo entre os dois produtos que iremos apresentar em algumas semanas.

O cambio manual de cinco velocidades é eficiente e bem escalonado, oferecendo recursos para as diversas necessidades do dia a dia, seja na cidade, ou na estrada.  A tração é dianteira, solução generalizada para este tipo de veículos. A direção assistida de forma elétrica é eficiente, com a suspensão independente McPherson na frente, e eixo de torção nas rodas traseiras, a transmitir uma sensação de conforto referencia quase imediata quando falamos da marca francesa pelo mundo. Os eficientes freios são de disco ventilados na frente e de tambores nas rodas traseiras.

Nos centenas de quilômetros percorrido com o Citroên C3, fica claro,  a honestidade da proposta da marca, com um carro confortável,  e com espaço interno para os passageiros,  complementados com 300 litros de espaço disponível no porta-malas.

Valores que influenciam no comportamento dinâmico e consequentemente no consumo, são as medidas do C3. O comprimento total é de 3,94 m, largura de 1,70 m e altura 1,52 m. A distância  entre-eixos é de 2,46 m.

O tanque de 55 litros foi abastecido com gasolina, e foi com essa proposta de combustível que realizamos todo o nosso teste com o veiculo. Cabe lembrar que este motor é Flex, e pode também ser abastecido com o nacional etanol.

Seguindo o perfil que estipulamos para nosso teste, o C3 percorreu 80%  dos quilômetros no pesado trânsito da cidade de São Paulo. 

Sem dúvida que esta é a rotina mais dura que o proprietário pode ter, seja em exigência mecânica, bem como cenário ideal para confirmar as reais capacidades do moderno motor em termos energéticos.

 

No nosso caso foi a confirmação dos valores obtidos com o 208.

 

Consumos que variam entre os 12,7 Km/l conseguidos na cidade e 14,2 Km/l obtidos na estrada, valores que confirmaram não só nossas expectativas, como a proposta da marca que chama novos clientes para as concessionárias com este importante atributo, anunciando um consumo de 14 Km/l.

Outro argumento bem interessante para atrair novos clientes para o C3, é o plano de revisão a custo de 1 real por dia, valor muito competitivo, e que evita surpresas desagradáveis na hora da obrigatória revisão periódica.

 

Na média de uma revisão anual, são R$ 365,00 de despesa em sua manutenção, o que espanta de vez os ultrapassados e não mais verdadeiros receios de que carro Citroên é caro para manter.

 

 

O Citroên C3, nesta versão, tem como principal proposta a economia, sem deixar de lado as necessidades praticamente básicas de conforto exigidas nos dias de hoje, entre as quais, central multimídia e ar condicionado. O nacionalizado carro francês é uma ótima proposta nesta faixa de preço, se destacando, por exemplo, no conforto, através da absorção eficaz das imperfeições das rodovias e ruas das cidade brasileiras, além de agora passar a ser também, ao lado de seu “primo” 208, referencias em eficiência energética.

Carro que é amigo do nosso bolso, e que oferece, apesar de seu posicionamento como compacto,  um elegante e espaçoso habitáculo, só poderia ser uma das boas opções que o mercado brasileiro oferece para veículos neste segmento e produzidos no Brasil.

Nossa equipe compilou mais informações, dados que vamos compartilhar com nossos leitores no comparativo que iremos publicar com os dois modelos do grupo PSA que utilizam o este motor de três cilindros 1.2, o C3 e o Peugeot 208. Existem diferenças entre as duas propostas e você vai conhece-las de forma mais aprofundada. Não perca !

Click nas imagens para ampliar