top of page

CPR: Craig Breen domina por completo a primeira do Campeonato de Portugal de Ralis


Craig Breen/James Fulton (Hyundai i20 N Rally2)
Craig Breen/James Fulton (Hyundai i20 N Rally2)

A dupla irlandesa Craig Breen/James Fulton (Hyundai i20 N Rally2) estreou-se da melhor forma no Campeonato de Portugal de Ralis, ao garantir a vitória, este domingo, no Rally Serras de Fafe, Felgueiras, Boticas, Vieira do Minho e Cabeceiras de Basto com uma vantagem de 1m35.5s face a Miguel Correia. O novo reforço do Team Hyundai Portugal iniciou a segunda e última etapa a 23.2s do piloto do Skoda Fabia, mas com oito classificativas (84,28 km) pela frente depressa recuperou o lugar que perdera na sequência de dois furos.


“Foi um bom começo de campeonato, mas gostava de ter ganho também a nível absoluto... Gostei da prova e agora que venha a próxima”,

comentou Breen, o piloto mais rápido em prova a nível absoluto – ganhou 6 das 14 classificativas – que não deixou de apanhar um valente susto neste último dia, na segunda passagem por Luílhas, quando na sequência de um ligeiro “toque” ficou com o Hyundai a andar em duas rodas. O piloto da Hyundai Portugal ainda teria vencido com alguma facilidade o rali à geral não fossem os dois furos mencionados, ambos na mesma especial, e que o fizeram perder pouco menos de três minutos no decorrer da etapa de sábado.


Miguel Correia percebeu rapidamente que o segundo lugar no CPR era precioso para os seus objetivos no campeonato.

“Hoje já conseguimos andar ao nosso ritmo, o carro estava muito melhor e este resultado foi bastante positivo para início de campeonato”,

disse o jovem piloto de Braga que acabou por ser o melhor português na prova na 15ª posição da classificação geral do rali.

Miguel Correia/Jorge Carvalho (Skoda Fabia Evo)
Miguel Correia/Jorge Carvalho (Skoda Fabia Evo)

O terceiro lugar também não sofreu alteração, já que Ricardo Teodósio, com o Hyundai afinado mais ao seu gosto, teve oportunidade de se “expressar” melhor, mas nem por isso passou por momentos de tranquilidade no final:

“Apostava em conseguir um bom resultado na power stage [Lameirinha 2], para amealhar o máximo de pontos, mas fui surpreendido por um furo e quase perdia o terceiro lugar. Até chorei… Felizmente, tudo acabou bem”, explicou o piloto do Team Hyundai Portugal.


A última etapa, este domingo, ainda permitiu que José Pedro Fontes (Citroen C3) minimizasse o modesto desempenho do dia anterior, ganhando duas posições, a Pedro Almeida e Lucas Simões.

“Ontem erramos na afinação do carro para lama e sofremos com isso, mas hoje foi possível lutar com os melhores pilotos portugueses e recuperar os lugares possíveis”, adiantava o piloto da Sports & You.

Reação diferente tinha Pedro Almeida, quinto classificado, que não resistiu à pressão de Fontes nas últimas classificativas do rali. “Bem tentei manter o quarto lugar, mas não deu. Este é um resultado mais ou menos, não o que eu esperava. Positivo foi ter chegado ao fim”, referia o jovem piloto do Skoda Fabia.


Lucas Simões levou o Ford Fiesta R5 a bom porto no seu quarto rali em pisos de terra, considerando a experiência positiva, para “adquirir confiança”.


Quem ficou pelo caminho, a meio desta derradeira etapa, quando ocupava a sétima posição, foi Bernardo Sousa (Citroen C3), devido a um “toque” com a roda traseira direita na primeira passagem pela Lameirinha.


Por último, de referir que na power stage (Lameirinha 2), qur atribui pontos suplementares para o CPR, Breen averbou o melhor tempo, seguido de Miguel Correia e de José Pedro Fontes.


Na geral, a prova que contava também para o europeu de Ralis teve como vencedor a dupla Hayden Paddon / John Kennard em Hyundai i20 N Rally2

 Ricardo Teodósio/José Teixeira (Hyundai i20N Rally2)
Ricardo Teodósio/José Teixeira (Hyundai i20N Rally2)

Classificação final do CPR (Campeonato de Portugal de Ralis)

1º, Craig Breen/James Fulton (Hyundai i20N Rally2), 1h44m41.0s

2º, Miguel Correia/Jorge Carvalho (Skoda Fabia Evo), a 1.35.5

3º, Ricardo Teodósio/José Teixeira (Hyundai i20N Rally2), a 3.48.2

4º, José Pedro Fontes/Inês Ponte (Citroen C3), a 4.03.6

5º, Pedro Almeida/Mário Castro (Skoda Fabia Evo), a 4.14.6

6º, Lucas Simões/Nuno Almeida (Ford Fiesta R5 MK II), a 5.37.2

7º, Paulo Neto/Nuno Mota Ribeiro (Skoda Fabia Evo), 7.25.8

8º, Ernesto Cunha/Carlos Magalhães (Peugeot 208 Rally4), a 15.48.6

9º, Paulo Caldeira/Ana Gonçalves (Citroen C3), a 18.01.1

A próxima prova do Campeonato de Portugal de Ralis é o Rali Casinos do Algarve (31 março/1 abril)


 

Com jornalistas nos dois lados do oceano, informamos que nossos textos contêm expressões e palavras utilizadas tanto no Brasil como em Portugal, de acordo com a origem do conteúdo e o mercado principal a que se destinam.


Visite nossa Plataforma de Compra e Venda de Veículos e tenha atendimento com especialistas que vão ajudar você a realizar o melhor negócio



Gostou da matéria? – Saiba que a sua contribuição é muito importante para a realização do nosso trabalho de jornalismo independente e totalmente gratuito.


Para publicidade, apoio ou parcerias na seção #Automobilismo entre em contato através do e-mail: publicidade@revistapubliracing.com.br


Comments


350x250.gif
300.250.png
bottom of page