• Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram
Revista Publiracing
729X90.gif

Nissan explica as funcionalidades do câmbio XTRONIC CVT em vídeo didático


Um dos cinco temas mais procurados um dos temas mais procurados em redes sociais em assuntos relacionados a automóveis em 2017, o câmbio CVT desperta cada vez mais a curiosidade dos brasileiros. Por conta disso, a Nissan preparou um vídeo que mostra as características, funcionamento e vantagens do câmbio XTRONIC CVT, que equipa versões de todos seus veículos de passeio vendidos no Brasil (March, Versa, Sentra e Kicks). A Nissan foi a primeira marca a oferecer esse tipo de transmissão – normalmente encontrada em carros de segmentos superiores – para veículos compactos no mercado brasileiro, ao equipar March e Versa, a partir de 2016.

O sistema da transmissão XTRONIC CVT é constituído por duas polias de diâmetro variável, ligadas por uma correia metálica, sendo que a Primária (conhecida como condutora) recebe o torque do motor e a Secundária (ou conduzida) o transmite ao diferencial. Cada polia tem dois cones que se afastam ou se aproximam, diminuindo ou aumentando a largura do canal onde passa a correia, elevando ou reduzindo a velocidade do carro de acordo com as demandas do pedal do acelerador.

Quando os cones estão juntos, esse canal fica mais estreito e o raio da polia aumenta. Em marcha reduzida, a polia condutora apresenta um raio menor (cones afastados), enquanto a polia conduzida fica com raio maior. Na medida em que o carro acelera, o movimento das polias se inverte e a relação de marcha fica maior. A distância entre as polias é fixa, como também o comprimento da correia. Assim, o XTRONIC CVT apresenta uma infinidade de marchas entre as menores e maiores relações.

Assista ao vídeo que exibe explica as diferenças do câmbio XTRONIC CVT para o automático tradicional e conheça mais sobre esse diferencial da Nissan:

#NISSAN #CÂMBIO #CVT #PEÇAS

Laja Revista Publiracing
Planos.jpg
Reserve seu espaço