• Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram
Revista Publiracing

24 Horas de Le Mans: Alpine vence na categoria LMP2 e relembra momento vitorioso de 78


Caprichosa desde o início dos treinos, a meteorologia continuou a desafiar os participantes das 24 Horas de Le Mans na tarde de sábado, momento da largada programada para a duríssima competição.

Com um forte tempestade sobre o circuito, a largada foi dada com carro de segurança na pista, o que aconteceu pela primeira vez em 84 edições – a corrida só começou realmente após aproximadamente cinquenta minutos. Rapidamente, os dois Alpine A460 assumiram a liderança da categoria LMP2.

A pista foi secando, mas a previsão era de novas tempestades, portanto várias opções estratégicas eram possíveis em matéria de pneus. A decisão tomada não foi conclusiva e os carros Alpine A460 tiveram que fazer uma parada adicional, caindo para a 12ª e 15ª posições depois de duas horas.

A meteorologia se firmou e quem estava ao volante dos carros desde a largada, Nicolas Lapierre e Nelson Panciatici logo foram subiram na classificação. Eles foram alternando a pilotagem dos dis carros com Gustavo Menezes e Ho-Pin Tung, e Stéphane Richelmi e David Cheng.

Às 21h locais, após ter se passado um quarto da corrida, Gustavo Menezes já estava na segunda posição com o carro n° 36, enquanto que Ho-Pin Tung se encontrava entre os 10 primeiros com o carro n° 35.

Mas a equipe foi se aproximando da vitória ao longo da noite e durante uma neutralização da prova durante a atuação do carro de segurança, a equipe de Philippe Sinault parou o carro de n° 36 para um check-up preventivo completo.

Após assumir a liderança, Nicolas Lapierre passou o volante a Gustavo Menezes. Em sua primeira participação na prova realizada na região francesa de Sarthe, o californiano deu o máximo durante as três horas em que esteve ao volante, aumentando ainda mais a vantagem da Signatech-Alpine! Quando passou o carro de volta a Nicolas Lapierre, às 4h da manhã, sua performance foi aplaudida pelos convidados em torno da garagem do equipe.

Alguns instantes mais tarde, Ho-Pin Tung recebia a mesma acolhida após também ter feito o quarto revezamento com excelente performance na pista. Tendo subido para a sexta posição, o piloto chinês foi substituído por Nelson Panciatici.

Mantendo um ritmo bastante elevado, o francês conquistou mais duas posições no domingo de manhã. Mas a corrida do carro n° 35 terminaria às 7h05, devido a uma saída de pista provavelmente causada por um problema mecânico. Após ter colidido contra o paredão da chicana Forza, Nelson foi obrigado a abandonar.

Uma vez digerida a decepção, a equipe voltou sua atenção para o carro n° 36, que liderava com uma volta de vantagem. Com um ritmo regular apesar do tráfego intenso, Stéphane Richelmi consolidou o trabalho de seus companheiros de equipe, pilotando durante a maior parte da manhã.

E foi Nicolas Lapierre quem teve a responsabilidade e a honra de cruzar a linha de chegada. Depois de três revezamentos tão perfeitos como os anteriores, ele saudou os membros da equipe Signatech-Alpine com uma vitória em Le Mans pela primeira vez de sua história.

Para a Alpine, foi mais uma vitória. Todos se lembram da grande vitória, naquele ano, absoluta, do carro A442B de Didier Pironi e Jean-Pierre Jaussaud, em 1978.

Graças aos pontos dobrados na chegada em Le Mans, o trio Lapierre / Menezes / Richelmi assume a liderança do FIA Endurance LMP2. Já a Signatech-Alpine lidera a classificação reservada às equipes.

Classificação LMP2 – 24 Horas de Le Mans

1. Signatech-Alpine n° 36 – 357 voltas

2. G-Drive Racing n° 6 +2’40’’640

3. SMP Racing n° 37 +4 voltas

4. Strakka Racing +6 voltas

5. Eurasia Motorsport +9 voltas

#ALPINE #24HORASLEMANS

Laja Revista Publiracing
Reserve seu espaço