• Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram
Revista Publiracing

Nissan apresentou resultados do Ano Fiscal 2017


A Nissan Motor Co. anunciou hoje os resultados financeiros para o período de doze meses do Ano Fiscal 2017, encerrado em 31 de março de 2018.

Nos primeiros 9 meses do ano fiscal, a empresa enfrentou custos significativos associados a itens específicos, ajustes de estoque e tendências negativas em termos de preços; entretanto, uma recuperação parcial foi possível graças à sólida performance no último trimestre do ano fiscal.

No encerramento do ano fiscal, a Nissan gerou lucro operacional de 574,8 bilhões de ienes com receitas líquidas de 11,95 trilhões de ienes, equivalente à margem operacional de 4,8%.

O lucro líquido no fechamento do ano 1 teve aumento de 12,6% totalizando 746,9 bilhões de ienes enquanto que o resultado não operacional e o impacto favorável das reformas fiscais norte-americanas mais do que compensaram a queda no lucro operacional.

No ano fiscal de 2017, a empresa lançou seu plano estratégico de médio prazo, o Nissan M.O.V.E. to 2022, e as vendas globais tiveram um aumento de 2,6% em volume, atingindo um recorde de 5,77 milhões de unidades comercializadas.

No Japão, as vendas aumentaram 4,8%, totalizando 584.000 unidades vendidas, principalmente graças ao lançamento de modelos que representam a visão de Mobilidade Inteligente da Nissan: o NOTE e-POWER e o novo Nissan LEAF.

Na China, onde a Nissan apresenta resultados financeiros baseados no ano calendário, o volume de vendas teve um aumento de 12,2% com 1,52 milhão de unidades comercializadas, o que equivale a uma participação de mercado de 5,6% – alavancada pela demanda por modelos como o Nissan X-Trail e o Sylphy, bem como o crescimento da marca Venucia.

Nos EUA, as vendas da Nissan atingiram 1,59 milhão de unidades, o que equivale a uma participação de mercado de 9,2%.

Na Europa, as vendas da Nissan – com exceção da Rússia – tiveram uma queda de 4,6%, totalizando 652.000 veículos vendidos, devido ao impacto da queda do mercado britânico e ao aumento da concorrência no segmento de crossovers – duas áreas que constituem pontos fortes da Nissan –, o que resultou em uma participação de mercado de 3,6%. As vendas na Rússia, entretanto, aumentaram 12%, para 105.000 unidades comercializadas.

Em outros mercados, incluindo Ásia e Oceania, América Latina, Oriente Médio e África, as vendas da Nissan aumentaram 1,3%, com 819.000 veículos vendidos.

Perspectivas

A empresa espera vender 5,925 milhões de unidades no Ano Fiscal de 2018. Modelos lançados recentemente, como o Serena e-POWER, o novo Nissan LEAF, o Datsun CROSS e o INFINITI QX50 devem contribuir para um aumento nas vendas deste ano fiscal. As vendas também devem ser alavancadas pelo lançamento de novos modelos, como o Altima, Sylphy 100% elétrico e o Terra.

#NISSAN

Laja Revista Publiracing