• Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram
Revista Publiracing

Porsche GT3: Kaesemodel reina em casa na Cup e Daniel Paludo vence na Challenge


Em casa, diante da sua família e amigos, o líder do campeonato Sul-Americano da Porsche GT3 Cup Challenge garantiu matematicamente o título com um par de vitórias na penúltima etapa de sprint de 2016.

A primeira, com direito a grand chelem: pole, liderança de todas as passagens e melhor volta da prova. A segunda, largando em sexto com grid invertido e concretizando a ultrapassagem da vitória nos giros finais. De quebra, é o primeiro piloto a conquistar o prêmio Momento Shell V-Power, pela largada da primeira corrida.

Lico agora entrou em um grupo restrito. Em 99 eventos dos 12 anos da categoria, apenas seis competidores haviam vencido as duas provas em uma mesma etapa, largando a primeira na pole e a segundo com grid invertido: Constantino Jr, Clemente Lunardi, Ricardo Baptista, Miguel Paludo, Xandy Negrão e Totó Porto. A última vez acontecera com Lunardi, na abertura da temporada 2012 no Estoril.

Com as vitórias, Lico agora abriu vantagem de 38 pontos sobre Miguel Paludo e 40 sobre Ricardo Baptista. Considerando os descartes dos dois piores resultados de cada um, a tabela mostra 152, 133 e 124 respectivamente. Na preliminar do GP Brasil de F1 em Interlagos estarão em jogo 42 pontos e Kaesemodel não poderá mais ser alcançado –a única hipótese de ele ficar sem o título será em caso de punição, pois o regulamento não permite descarte de desclassificações.

Os bicampeões também se destacaram na terceira passagem dos carros de corrida mais produzidos no mundo pela capital do Paraná. Depois de problemas na corrida 1, ambos escalaram o pelotão na prova final –o gaúcho conquistou 12 posições, Baptista nove.

Pela classe Cup Sport, as vitórias ficaram com Marcelo Hahn e Adalberto Baptista. Mas o líder Marcio Basso subiu no pódio nas duas provas e tem oito pontos na dianteira (2, considerando os descartes).

Maurizio Billi arrebatou as duas vitórias na Master e pavimentou o tricampeonato na divisão para competidores acima de 50 anos de idade. Ele abriu 22 pontos em primeiro (16, com descartes). Assim como Lico, só perde a coroa em caso de punição na preliminar da F1.

Pela classe Challenge, Daniel Paludo foi o nome da prova, com pole e liderança de todas as voltas. Ele ultrapassou Otávio Mesquita e agora é terceiro no campeonato.

O segundo colocado foi Gonzalo Huerta. O chileno foi segundo ou terceiro colocado em todas as provas do ano exceto em uma das corridas de Termas de Río Hondo (na qual foi vítima de acidente). Ele avançou para 86 pontos ao todo e está empatado com Cristiano Piquet.

Considerando os descartes porém, Piquet leva vantagem de quatro pontos sobre Huerta (74 a 70) e dez sobre Daniel Paludo (64). Ele teve a liderança nos pontos corridos ameaçada até a última volta em Curitiba, quando ultrapassou Eloi Khouri para terminar em terceiro no geral.

Mas o novato não teve motivos para queixas. Ele novamente foi ao pódio no geral e arrebatou a vitória na Challenge Sport pela quinta vez em seis corridas no ano. Saiu de Curitiba consagrado oficialmente como o primeiro campeão do ano, hegemônico na classe de entrada –que teve Ramon Alcaraz ultrapassando Christian Germano por um ponto na disputa pelo vice-campeonato.

Na preliminar da F1, não há disputa na classe de entrada da Challenge.

A próxima reunião da Porsche GT3 Cup Challenge será a centésima etapa da história do evento. Goiânia vai receber a segunda etapa de endurance do calendário, no dia 22 de outubro, agora que a prefeitura local voltou atrás na sua decisão de fechar a pista e confirmou toda a programação agendada para os próximos meses.

Já o campeonato de sprint termina em Interlagos, em 13 de novembro.

As corridas da terceira passagem da categoria por Curitiba serão exibidas na Band, no próximo dia 25 às 13h.

Declarações dos pilotos

Foi um dia muito especial. Na segunda corrida o acerto do carro era bom no início, mas no meio nem tanto. Consegui passar o Ambrósio, que vinha em segundo, depois busquei o Tom Valle, que deu uma erradinha. Mas o Ricardo Baptista era bem rápido e encostou. Aí pensando mais no campeonato que na prova não travei quando ele botou do lado no Pinheirinho. Depois tive a felicidade de os dois se enroscarem e ganhar. Não sei se na história da categoria teve um piloto fazendo pole e as duas vitórias, mas se tiver sei que estou num grupo muito seleto. Estou especialmente feliz, por ser em casa e com minha família aqui referiu Lico Kaesemodel

Os pontos do campeonato hoje não me favoreceram apesar de ter velocidade. A gente tem que contar um pouco com a sorte também. Infelizmente a falha na primeira corrida tirou pontos preciosos. Aí largar de penúltimo e chegar em terceiro com certeza é uma vitória –ou seja, poderia ter sido bem pior. Mas no ano passado também aqui em Curitiba tive um acidente e não pontuei, perdendo quase 30 pontos em relação ao Rosset e Constantino e na última em Interlagos descontei, terminando o ano somente seis atrás do Rosset e passando o Constantino. Então até a última etapa o campeonato está aberto e vou lutar até o fim afirmou Miguel Paludo.

Fotos: Luca Bassani

#PORSCHEGT3CUP #AUTOMOBILISMO

Laja Revista Publiracing
Pensando em vender seu veículo? - Nós compramos !