• Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram
Revista Publiracing

Festa da Porsche Cup Challenge na Argentina


Foram quatro as corridas realizadas no circuito argentino de Termas de Rio Hondo, pista rápida de 4.804, e que proporcionou quatro disputas cheias de emoção entre sábado e domingo.

Corrida 1 - Cup ( Sábado)

Na largada, o pole Pedro Queirolo foi tocado por Adalberto Baptista, que vinha em terceiro, e rodou. Segundo no grid, Daniel Schneider tirou o pé e jogou o carro #77 fora da tangência. Em quarto, Gini precisou jogar para a área de escape para evitar o choque. Miguel Paludo saiu de quinto para a liderança, seguido de Lico Kaesemodel.

Com confusão também na parte de trás do pelotão, o safety-car foi acionado.

Depois de liderar uma volta, sob bandeira amarela, Paludo precisou entrar no box para trocar pneu.

Após a saída do safety-car, na quinta volta, os cinco primeiros eram: Kaesemodel, Marcelo Hahn (liderando na Sport), Marcel Visconde, Ricardo Baptista e Marcio Basso. Guilherme Figueirôa era o sexto, liderando na Master.

No giro seguinte, Basso perdeu posições para Figueirôa e Gini, que vinham em duro duelo entre si. Até que o argentino passou para ser quinto.

Lá na frente, Marcelo Hahn apertava muito Kaesemodel, especialmente no trecho de velocidade mais alta da pista.

A sétima volta marcou mais uma posição conquistada por Gini, desta vez se aproveitando de ataque mal-sucedido de Ricardo Baptista sobre Marcel Visconde. Depois o argentino avançou para terceiro, passando o recordista em participações da Porsche GT3 Cup por fora.

Na volta de número 9, Ricardo Baptista retardou a freada até o limite para passar Visconde. Mas levou o “xis” e ainda perdeu a posição para Daniel Schneider, que se recuperava rápido das posições perdidas na largada. Mais à frente, Gini emparelhou com Hahn antes da última curva. Os carros se tocaram, e o brasileiro levou a pior, quase decolando.

Na conclusão da décima volta os cinco primeiros eram: Kaesemodel, Gini, Visconde, Schneider e Ricardo Baptista. Em sexto, Figueirôa liderava a Master e Basso, em oitavo, era o melhor Cup Sport.

No giro seguinte o Porsche #77 avançou para terceiro e passou a enquadrar Gini, faltando três minutos para o final.

Ao término da 14º volta, Kaesemodel festejou sua segunda vitória na categoria (a primeira em 2016), Figueirôa, em sexto, confirmou o triunfo na Master, enquanto Marcio Basso ganhou pela segunda vez consecutiva na classe de entrada com o nono lugar no geral.

Corrida 1 - Challenge (Sábado)

Eloi Khouri tracionou bem e sustentou a ponta, Cristiano Piquet, na curva 2, se espremeu para sair de quarto para segundo. Paludo segurou a terceira posição, com Rodrigo Mello a seguir. No fim da reta oposta, Gonzalo Huerta travou roda em disputa com Daniel Corrêa e parou na pista. Roberto Samed vinha entre dois concorrentes e não conseguiu evitar contato com o carro #7, provocando a primeira intervenção do safety-car.

No término da volta 1, os dez primeiros eram: Khouri (liderando também na Sport), Piquet, Paludo, Corrêa, Mello, Otávio Mesquita, Marcio Mauro, Luiz Arruda, Ramon Alcaraz e Rouman Ziemkiewicz.

Na abertura da sexta volta, o safety-car deixou a pista.

Piquet pressionou muito Khouri, que espalhou a tangência , perdendo o segundo lugar para Paludo e o terceiro para Corrêa. Mas na volta seguinte o atual líder da Challenge Sport devolveu a manobra sobre o campeão da classe de entrada em 2015.

Na abertura da oitava volta, Mesquita e Rodrigo Mello também passaram o Porsche #69. Enquanto isso, no fim do retão, Paludo embutiu na traseira de Piquet pela liderança. Chegou a emparelhar na curva da vitória, mas Rodrigo Mello perdeu o carro no miolo após disputa com Corrêa, provocando outra intervenção do carro de segurança. Ziemkiewicz rodou ao tentar evitar o carro #29 atravessado na pista, mas Alcaraz acabou coletado apesar de seu esforço em tirar do carro de Mello. Passou sobre detritos, tendo que levar o carro #50 para o box com pneu furado. Menos mal para Ramon, que o resgate levou tempo suficiente para ele alinhar no fim do pelotão, sem perder a volta do líder.

Piquet foi sagaz na relargada da volta 12, mas no fim do retão Paludo chegou novamente. Poucos metros atrás Otávio Mesquita passou Khouri, mas atravessou a freada duas curvas depois, permitindo ao novato recuperar a posição.

Na volta final, Paludo e Piquet vieram lado a lado durante mais de meia volta. O gaúcho tentou por dentro e por fora. Mas o dia foi do líder do campeonato. Logo atrás, na penúltima curva da corrida, Mesquita teve seu esforço recompensando e deixou Khouri para trás, numa brilhante prova de recuperação de onde saiu de 15º para terceiro. Marcio Mauro completou o top5.

Corrida 2 - Cup (Domingo)

Miguel Paludo e JP Mauro seguraram as duas primeiras posições na largada, enquanto Marcel Visconde saltou bem, de quinto para terceiro. Mas na volta seguinte foi ultrapassado por Ricardo Baptista.

Terminado o segundo giro, os cinco primeiros eram Paludo, JP, Baptista, Visconde e o argentino Esteban Gini. Em sétimo, Guilherme Figueirôa liderava na Master e, em oitavo, Marcio Basso na Sport.

Na quarta volta Gini deixou Visconde para trás e na quinta foi Kaesemodel quem ultrapassou o recordista de participações na Porsche GT3 Cup.

Faltando 15 minutos para a abertura da última volta, Gini enquadrou Baptista. Abanou para os dois lados atrás do bicampeão no fim da reta dos boxes, mas não conseguiu passar. A disputa entre eles favoreceu a chegada de Kaesemodel com o carro #63.

Na última curva da volta 7, quando a pista apresentava alguns trechos molhados, Gini passou Baptista. Paludo, na frente, perdeu a margem de 3s que tinha para JP Mauro.

A chuva então veio forte, e Esteban Gini guiou como se estivesse com pneus “biscoito”. Passou Paludo e JP na oitava volta, enquanto Kaesemodel também escalava o pelotão da frente.

O piso molhado obrigou a direção de prova a lançar mão do safety-car, com Gini, JP, Kaesemodel, Baptista e Paludo no top5. Em oitavo, Maurizio Billi liderava a Master, enquanto Basso, em décimo segurava a dianteira na Sport.

E assim receberam a bandeirada, comboiados pelo carro de segurança.

Corrida 2 - Challenge (Domingo)

Daniel Paludo e Eloi Khouri sustentaram as posições 1 e 2 na largada, enquanto Gonzalo Huerta, que saiu em quarto, superou Rodrigo Mello pela terceira posição. Mas a partida teve como protagonista Otávio Mesquita, avançando de décimo para sexto. Em disputa no pelotão intermediário, Ramon Alcaraz e Nando Elias tiveram contato, indo parar na caixa de brita. Com isso o safety-car entrou na pista.

Na relargada na volta 4, os cinco primeiros eram: Paludo, Khouri, Huerta, Mello e Christian Germano. Logo a seguir, Mesquita e Cristiano Piquet vinham em dura disputa, na qual o líder do campeonato prevaleceu no fim da mais longa reta do traçado.

A 10 minutos do fim, pela sexta volta da prova, a briga da corrida era entre Germano e Piquet, pela quinta posição. O piloto da Challenge Sport não se intimidou, defendendo-se dos ataques de Piquet por dentro e por fora.

Na abertura da volta 10, os dois cruzaram a linha com diferença de 0s1, a mesma que o chileno Huerta tinha para Khouri. Então os cinco minutos finais da prova prometiam disputa tanto pela vice-liderança quanto pelo último lugar no pódio.

Na volta 11, Huerta passou Khouri, e Piquet, enfim, ganhou a posição de Germano. Na passagem seguinte, Rodrigo Mello ganhou a terceira posição em cima do Porsche #21.

Na penúltima volta, uma raríssima rodada de Piquet abriu caminho para Germano abocanhar o merecido último lugar no pódio.

Lá na frente, Paludo guiava tranquilo rumo à sua primeira vitória, já a briga pelo segundo lugar se prolongou até a última curva, com Huerta levando a melhor sobre Mello. Khouri cruzou em quarto, mantendo a hegemonia na classe de entrada, com Germano em quinto (e segundo na divisão introdutória).

Completaram o pódio da Challenge Sport: Roberto Samed, Luiz Arruda e Guilherme Reischl.

Fotos:Fabian Lujan/ASN Media

#PORSCHEGT3CUP

Laja Revista Publiracing