top of page

W125: Conheça a nova moto elétrica da Watts que gasta 20 reais para percorrer 1000 km


W125: Conheça a nova moto elétrica da Watts que gasta 20 reais para percorrer 1000 km

A W125, primeira moto elétrica da WATTS, marca do grupo Multi dedicada à mobilidade elétrica presente no mercado brasileiro desde 2018, começou a rodar nas ruas de todo o Brasil em dezembro do ano passado. Depois do período de pré-venda, o modelo já está disponível para pronta entrega nas mais de 40 concessionárias da marca, em todos os Estados do país.


O valor do investimento é de R$ 19.990,00, para a moto com uma bateria, e R$ 24.990,00, com duas. Cada bateria oferece autonomia de até 75 km, portanto, os compradores que optarem pela versão completa terão até 150 km de percurso garantido.


“Fazendo um comparativo com os modelos comuns de 125cc disponíveis no mercado, para recarregar uma W125, que já ultrapassou 7.000 km rodados, por exemplo, o proprietário gastará em média apenas R$ 130 com energia . No caso do modelo tradicional, a combustão, o valor pode chegar a R$ 1.200, dependendo dos preços dos combustíveis ofertados em cada região”, explica Rodrigo Gomes, fundador da WATTS. Ele frisa que o custo para rodar 1.000 Km com o lançamento é de R$ 20 aproximadamente, sempre dependendo do custo de energia de cada região.

Com velocidade máxima de até 90 km/h, a W125 conta com motor de 3.000 W e sistema elétrico de tecnologia LIPO4 que, além de ser seguro contra incêndios, também garante um carregamento rápido, de até 80% em 1 hora e 5 horas para recarga total. O modelo suporta até 120 Kg e até 20 kg no baú.


“Somos pioneiros na oferta de motos elétricas no Brasil e, desde quando lançamos nosso primeiro modelo voltado à mobilidade elétrica, percebemos que a questão da praticidade em recarregar a bateria é uma questão latente para os brasileiros. Por isso, desenvolvemos um carregador rápido, fácil de transportar e bivolt para que os clientes tenham mais liberdade e praticidade para recarregarem onde e quando quiserem”, explica Gomes.

Além disso, a W125 não gera poluição sonora, nem gera CO², o que contribui na diminuição dos impactos ambientais. De fábrica, o comprador também garante sistema de ré, painel digital, entrada USB, freio a disco na dianteira e traseira (CBS), entrada USB e farol de LED, além de alarme e controle para desligar sem o uso da chave.


“Ainda este ano, teremos mais três lançamentos e o início da produção de 100% dos modelos WATTS em nossa unidade fabril em Manaus. Isso trará mais agilidade, controle de qualidade, além de passar ao consumidor a confiança de peças de reposição e um pós venda de excelência, combinando com a oferta de modelos a preços ainda mais competitivos. Estamos muito felizes com o sucesso da W125 no mercado e seguimos trabalhando para oferecer o melhor para as empresas e pessoas que, cada vez mais, buscam melhor custo-benefício e opções de transporte mais sustentáveis”, conclui o fundador da WATTS.
 

Com jornalistas nos dois lados do oceano, informamos que nossos textos contêm expressões e palavras utilizadas tanto no Brasil como em Portugal, de acordo com a origem do conteúdo e o mercado principal a que se destinam.


Visite nossa Plataforma de Compra e Venda de Veículos e tenha atendimento com especialistas que vão ajudar você a realizar o melhor negócio



Gostou da matéria? – Saiba que a sua contribuição é muito importante para a realização do nosso trabalho de jornalismo independente e totalmente gratuito.


Para publicidade, apoio ou parcerias na seção #Motocicleta entre em contato através do e-mail: publicidade@revistapubliracing.com.br

Comments


350x250.gif
300.250.png
bottom of page