• Redação Publiracing

Com o novo Tracker, Chevrolet cria argumento de peso para disputar segmento de SUVs compactos


O novo Tracker chega com potencial para liderar uma verdadeira transformação no segmento de SUVs. Isto porque o modelo da Chevrolet foi completamente atualizado e seu novo conjunto antecipa tendências nos quesitos mais valorizados pelo consumidor: design, segurança, conforto, conectividade e desempenho.


O modelo amplia seu leque de configurações, permitindo competir nas faixas com maior demanda comercial. O desenvolvimento do novo SUV da Chevrolet foi baseado desde em pesquisas de engenharia até estudos de inteligência de mercado, incluindo clínicas com clientes.


“O novo Tracker é SUV de série. Inova por entregar tudo aquilo que o consumidor realmente valoriza, sem precisar fazer renúncias. Traz porte de SUV de verdade e oferece tecnologias que tornam o dia a dia bem mais prático e seguro, como o Wi-Fi e o alerta de colisão com sistema de frenagem autônoma de emergência”, explica Carlos Zarlenga, presidente da GM América do Sul.


O novo Tracker chega com duas opções de motorização turbo (1.0T e 1.2T), duas opções de transmissão de seis marchas (manual e automática) e quatro opções de acabamento (versão de entrada, LT, LTZ e Premier).


Para a carroceria há um leque com sete opções de cores, incluindo a de lançamento Azul Power, exclusiva do modelo topo de linha.


O Novo Tracker mescla robustez, esportividade e elegância - tudo com muita personalidade. Começa impressionando pelo porte, já que o modelo cresceu em comprimento (12 mm) e na largura (15 mm), enquanto a altura foi ligeiramente reduzida para dar proporções mais contemporâneas.


“O Novo Tracker traz a verdadeira essência de um SUV, com um conjunto harmônico marcado por recursos de design que impressionam e fazem o carro parecer ainda mais imponente”, destaca Hermann Mahnke, diretor de Marketing da GM América do Sul.



Começando pela lateral, é possível notar a silhueta extremamente dinâmica pautada pela aerodinâmica. Descendo os olhos, observa-se que o novo veículo ganhou uma terceira janela na coluna C, ampliando a visibilidade em manobras.

A parte inferior da carroceria foi uma das que recebeu maior atenção dos designers. Ela reforça o aspecto de robustez do veículo. Toda a base dos para-choques, das portas e dos para-lamas contam com uma moldura escura que acentua a distância do veículo em relação ao solo. No centro, a peça é trabalhada com elementos tipo 3D típica dos veículos utilitários.

O Tracker vem equipado com rodas de alumínio de série. Na versão Premier elas são de 17 polegadas com superfície usinada, fundo cinza metálico e aros “flutuantes” cromados para combinar com outros acabamentos em mesmo tom. As rodas trazem cinco parafusos para, além de maior poder de fixação, permitir uma perfeita harmonização.


O novo Tracker chega com a mais recente linguagem de design dos SUVs globais da Chevrolet. O capô é marcado por vincos para dar maior rigidez à peça. A grade superior é mais estreita e acomoda a gravata dourada, enquanto a inferior é mais larga para ajudar na refrigeração do motor, com destaque para o formato estilizados das aletas. Já na base do para-choque há um aplique em cor diferenciada.


Na versão Premier existem LEDs também nas lanternas traseiras, agora bipartidas. À noite, criam uma espécie de assinatura luminosa que facilita a identificação do veículo. Como cada uma das partes conta com múltiplos LEDs, o efeito luminoso é idêntico ao de veículos premium, agregando charme até mesmo quando apagadas.


O quadro de instrumentos é bastante moderno e de fácil leitura, concentrando as informações mais relevantes. O velocímetro e o conta-giros contam com grafismos exclusivos e ponteiros iluminados por LEDS. No meio há a tela de TFT colorida, que exibe o nível de combustível e quais ocupante traseiros estão ou não com o cinto de segurança afivelados. Ali fica também o visor do computador de bordo de até 14 funções, entre elas o indicador de distância do veículo à frente, o monitoramento da pressão dos pneus e o percentual da vida útil do óleo.


O volante conta ainda com uma série de teclas. Nas do lado esquerdo ficam os comandos do limitador de velocidade e do controlador de velocidade de cruzeiro, enquanto que nas do lado direito estão os botões de atalho para o sistema multimídia e para o comando de voz.

O acabamento interno das portas está totalmente integrado com o do painel, com linhas e materiais que criam um aspecto de continuidade. Destaque para acabamento em dois tons (Preto JetBlack e Azul Captain) na versão Premier.


Os ocupantes traseiros também viajam com muito conforto. São igualmente beneficiados pelo aumento das dimensões, principalmente para a área das pernas (+74 mm), ombros (+46 mm) e cabeça (+19 mm). No Novo Tracker, os assentos são do tipo anfiteatro, ou seja, quem viajam atrás senta em um patamar mais alto para melhor visibilidade. O encosto de braço central é basculante e conta com porta-copos. A comodidade é complementada por compartimentos no dorso do banco dianteiro e nas laterais das portas. A variedade de formatos desses espaços garante a acomodação de objetos de diferentes como garrafas, eletrônicos, livros, brinquedos.


A sensação de espaço interno e de liberdade ganham uma outra dimensão com as janelas extras laterais e a opção do teto-solar panorâmico, que ampliaram a área envidraçada do carro em até 15%.

Outra grande evolução do novo SUV da Chevrolet está no compartimento de bagagem 30% maior. Ele se aproxima agora dos 400 litros de capacidade. Um recurso interessante é que a base agora pode ser ajustada em dois níveis de altura. No mais baixo, o usuário amplia a área de transporte em 36 litros. Já com a bandeja no nível mais alto, cria-se uma espécie de superfície plana quando o encosto dos bancos é rebatido, o que facilita a acomodação de objetos compridos ou pesados.


Aliás a estrutura do veículo é completamente nova. O modelo conta agora conta maior percentual de aços de alta resistência e mais uma série de tecnologias que contribuem para que o veículo tenha, no segmento, o mais abrangente pacote de itens de proteção aos ocupantes.


São seis airbags, cintos de segurança dianteiros com sistema de pré-tensionadores, controle eletrônico de estabilidade e assistente em partida em rampa de série em toda as versões, assim como recursos altamente tecnológicos que otimizam a performance do veículo.


O sistema de freios do Tracker é um dos mais eficientes da categoria e conta com diversos recuros:


Assistente de frenagem para situações de perda de eficiência por aquecimento. O carro é capaz de identificar potenciais situações de perda de eficiência de frenagem por aquecimento do sistema, como geralmente acontece em descidas de serra, quando a frequência e a intensidade de uso do equipamento é mais intensa. Neste caso, o veículo aumenta automaticamente a pressão do conjunto hidráulico para que o motorista não precise elevar demasiadamente a força de aplicação no pedal para realizar as frenagens.

Mais um mecanismo interessante refere-se à atuação do sistema de freio em curvas. O veículo analisa constantemente a velocidade, a aceleração lateral e o ângulo de esterçamento do volante para otimizar a distribuição da força de frenagem em cada roda, aumentando a estabilidade e melhorando a dirigibilidade do carro inclusive em condições cotidianas de uso, antes de situações consideradas extremas, quando existe a necessidade de intervenção do sistema eletrônico de estabilidade.

O veículo conta ainda com recurso que ajuda a manter a trajetória em frenagens em linha reta, podendo aplicar uma força específica em cada roda, compensando variações comuns de aderência da pista ou da distribuição irregular do peso de carga, por exemplo.


Outra novidade é a opção do sistema de alerta de colisão com sistema de frenagem autônoma em caso de emergência para mitigar ou mesmo evitar acidentes. Um recente estudo interacional mostrou que este tipo de tecnologia é capaz de evitar até metade das colisões frontais de trânsito. Uma câmera localizada no alto do para-brisas faz o monitoramento visual, enquanto sensores ultrassônicos fazem a leitura a fim de detectar a aproximação de algum outro veículo à frente. Primeiro, o veículo tanta alertar o condutor por meio de um alarme sonoro e de um faixo luminoso que é refletido na base do para-brisas. Caso não haja qualquer reação do motorista, o sistema aciona automaticamente os freios.

Outra tecnologia exclusiva do novo Tracker no segmento é o serviço de telemática avançada OnStar. Ele foca em dois pilares: segurança e proteção.


Proteção, pois, caso o carro seja roubado, o sistema é capaz de localizar o veículo e até forçar a sua parada para auxiliar na recuperação por parte da polícia. Em relação a segurança, um dos serviços é o de resposta automática em caso de acidente. Numa batida com deflagração dos airbags, o carro irá enviar um sinal à central de atendimento para que faça contato com os ocupantes via um canal telefônico exclusivo e, se necessário, providencie socorro adequado.


São itens que facilitam o dia a dia do usuário, como o assistente de estacionamento semiautônomo para vagas

paralelas e perpendiculares. O sistema é capaz de girar o volante sozinho e ajudar a encaixar o veículo até mesmo em vagas mais apertadas. As instruções são passadas ao motorista na tela do veículo.


O modelo aciona e ajusta automaticamente a intensidade de varredura dos limpadores conforme a condição climática e a velocidade de cruzeiro do veículo. Já o sensor crepuscular aciona automaticamente os faróis quando a luminosidade natural fica reduzida.

Ainda dentro dessa lógica de automação tem a chave inteligente. Ao se aproximar do carro, mesmo que com a chave dentro do bolso, o veículo identifica o usuário e permite o destravamento das portas e o acionamento da ignição por botão. A chave eletrônica é um item de série desde a versão LT e permite comandar remotamente a abertura e o fechamento das janelas.


O Novo Tracker também pode vir equipado com retrovisor eletrocrômico, no qual o espelho se escurece temporariamente para evitar ofuscamento da visão do motorista enquanto um veículo logo atrás trafega com a luz alta ou desregulada, por exemplo. O ar-condicionado digital está mais eficaz e pode ser comando pela tela do Mylink.


A dirigibilidade é fruto da adoção de uma arquitetura modular completamente nova e otimizada para as características do modelo. Apesar da carroceria estar maior, o carro ficou até 144 kg mais leve que a geração anterior, o que contribui bastante para os avanços em dirigibilidade.

O eixo traseiro agora tem perfil fechado e 8,5 kg a menos, trazendo maior controle dinâmico do veículo, enquanto uma estrutura avançada do chassi - inédita na categoria – agrega maior rigidez e permite um ajuste mais fino da suspensão. Destaque também para a perfeita calibração da direção, que mescla esportividade e conforto em proporções que variam conforme a situação de rodagem.


O SUV passa a ser feito na fábrica da GM em São Caetano do Sul (SP) dentro já do conceito de Indústria 4.0, que agrega principalmente produtividade e qualidade na execução.


O novo modelo estreia com uma nova família de motores turbo que o deixam, segundo a marca, até 17% mais econômico. Índices que posicionam o modelo como o Flex mais econômico do seu segmento mesmo em condições combinadas de uso, apontam as médias do Inmetro.


São duas opções de propulsores ECOTEC três cilindros: 1.0T (16,8 kgfm e 116 cv) e 1.2T (21,4 kgfm e 133 cv), esta última disponível exclusivamente com transmissão automática.

Na configuração de entrada, com transmissão manual, o Novo Tracker mostrou rodar médias até 14,8 km/l (G) e 10,4 km/l (E) em perímetro rodoviário e até 13 km/l (G) e 9 km/l (E) em trechos urbanos, números impressionantes levando em consideração o tamanho do veículo. Com transmissão automática as médias de consumo do Novo Tracker 1.0T são 13,7 km/l (G) 9,6 km/l (E) e 11,9 km/l (G) e 8,2 km/l (E), respectivamente.


Já o modelo 1.2T percorre, na estrada, médias de 13,5 km/l (G) e 9,4 km/l (E). Na cidade, os números passam para 11,2 km/l (G) e 7,7 km/l (E).


Quanto ao comportamento em acelerações e retomadas de velocidade, o novo Tracker 1.0T se destaca em relação a outros modelos turbinados ou a modelos até 1.8L aspirados. A aceleração de 0 a 100 km/h é feita em 10,9s.


As duas opções de propulsores contam com o que há de mais atual em termos tecnológicos no segmento, como bloco de alumínio, cabeçote com duplo comando variável de válvulas, coletor de escape integrado, bomba de óleo de duplo estágio de pressão variável, além de diversos conceitos inovadores ou até mesmo inéditos na categoria:

O volante do motor possui um sistema de dupla massa suspensa que absorve de forma mais eficiente as vibrações provenientes do motor para a transmissão;


Correia dentada imersa em óleo de funcionamento mais silencioso que o sistema de correntes usado pela concorrência e igualmente livre de manutenção até 240 mil km;

Optimização do virabrequim para que os pistões fiquem deslocados do centro dos cilindros para menor atrito da movimentação dos pistões.


Outro do segredo da excelente performance do Novo Tracker está no sistema avançado de gerenciamento eletrônico, que potencializa os resultados tanto na configuração manual como na automática.


“Enquanto a geração anterior atuava na faixa de preços mais alta do segmento, o Novo Tracker estreia configurações inéditas que, além de garantir uma cobertura mais ampla, o colocam na porção do mercado com maior perspectiva de crescimento”, explica Rodrigo Fioco, diretor de Marketing de Produto da GM América do Sul.


Os Novos Tracker 1.0T e 1.2T vêm para completar o portfólio de SUVs e crossovers da Chevrolet, que tem o Spin Activ7 (sete lugares) de um lado e o Equinox 1.5T e o 2.0T do outro. E para quem busca um 4x4 TurboDiesel temos o Trailblazer”, completa.

A exemplo do já disponibilizado no Onix, o Wi-Fi da Chevrolet é uma parceria exclusiva com a Claro. Além dos 3 GB ou três meses de cortesia para experimentação, o cliente poderá adquirir futuramente planos de dados adicionais de 2 GB até 20 GB/mês.


Outra novidade do Novo Tracker é o aplicativo myChevrolet. Ele permite maior interação entre o usuário e o veículo. Pelo aplicativo é possível consultar informações do computador de bordo, entre elas o nível de combustível e a quilometragem, para calcular a proximidade de revisões.


Pelo myChevrolet App o usuário tem acesso a diversas funcionalidades, como a que proporciona relatórios por viagem, por dia, semana ou mês. Para quem deseja se aprimorar ao volante e dirigir de forma mais eficiente tem as dicas do Smart Drive. Funções do veículo também podem ser comandados por smart watch. Esta tecnologia está disponível para o Novo Tracker equipado com o sistema OnStar.


Em relação a nova geração do multimídia MyLink, agora com tela ampliada para oito polegadas, vale destacar que ele está mais responsivo aos comandos, traz maior velocidade de processamento, novo layout, resolução gráfica superior, possibilidade de customização e novos menus, entre eles o que permite exibir informações do sistema de áudio e do telefone ao mesmo tempo.

Outra novidade é a possibilidade de pareamento simultâneo de até dois celulares por Bluetooth. O multimídia é compatível com os sistemas Android Auto e Apple CarPay para projeção de aplicativos, incluindo os principais de trânsito online e os de troca de mensagens, como o Whatsapp. Para evitar distrações, há comandos por voz.


Carregador sem fio para smartphones e duas saídas USB traseiras completam o pacote de conectividade do Novo Tracker.


Para publicidade, apoio ou parcerias na seção Automóveis entre em contato através do e-mail: publicidade@revistapubliracing.com.br