top of page

Clássicos: Um modelo quadrado, o NSU "Uruguay"


Clássicos: Um modelo quadrado: o NSU "Uruguay"

O NSU "Uruguay" é, sem dúvida, um membro exótico da família NSU. Era assim que os habitantes de Neckarsulm chamavam, antigamente, à carrinha rústica. Entre 1969 e 1971, o importador da NSU em Montevideo produziu cerca de 500 unidades do veículo particularmente angular nas versões P6 e P10. A Audi Tradition apresenta o NSU Uruguay neste quarto episódio da série de aniversário sobre a história da NSU.


É um modelo quadrado - como se tivesse sido desenhado com uma régua. O NSU Uruguay não se enquadra de forma alguma na linguagem de design dos automóveis da NSU no final da década de 1960. Foi assim que aconteceu. O importador da NSU no Uruguai, chamado Quintanar, começou a produzir e a vender uma carrinha em 1968, essencialmente por conta própria, ao utilizar subconjuntos técnicos do NSU Prinz 4 de dois cilindros. No final desse ano, a empresa tinha vendido 140 unidades. Mas o importador queria mais, nomeadamente um motor mais potente para a carrinha - de preferência um de quatro cilindros. Em maio de 1969, realizou-se uma reunião na fábrica de Neckarsulm para esclarecer se tal era possível. Para esta reunião, foi enviada por via aérea para Neckarsulm uma carroçaria de amostra "nua", que os engenheiros da NSU utilizaram para construir um protótipo.


No final, o motor de quatro cilindros do NSU Prinz 1000 não caberia no compartimento do motor sem exigir grandes alterações - mas podia caber na parte de trás do veículo. Os representantes da Quintanar não se mostraram incomodados com a perda significativa de espaço de carga, nem se sentiram desencorajados por uma longa lista de questões do departamento de Desenvolvimento Técnico de Neckarsulm.


As autoridades de inspeção em Darmstadt deram uma avaliação positiva à carrinha NSU, à exceção de algumas "queixas fáceis de resolver", e deram-lhe luz verde. E assim, entre 1969 e 1971, cerca de 500 carrinhas saíram da linha de montagem na América do Sul nas variantes P6 e P10. Em 1971, a NSU retirou-se do mercado uruguaio - o que também selou o destino do "Uruguay". Hoje, o protótipo do NSU P10 - o primeiro e único do seu género a circular nas estradas alemãs - faz parte da coleção de veículos históricos da AUDI AG. É indiscutivelmente um dos modelos mais extraordinários, angulares e distintos da coleção.


Especificações técnicas do NSU "Uruguay" P10 (protótipo de 1969) na coleção de veículos históricos da AUDI AG


Motor: Motor de 4 cilindros em linha, 4 tempos, arrefecido a ar

Performance: 43 cv a 5.000 rpm

Cilindrada: 996 centímetros cúbicos

Velocidade máxima: 120 km/h

Consumo de combustível: 6,5-7,5 litros/100 km

Período de produção: 1969-1971

Produção total: Cerca de 500 unidades (NSU P6 e NSU P10)


 

Com jornalistas nos dois lados do oceano, informamos que nossos textos contêm expressões e palavras utilizadas tanto no Brasil como em Portugal, de acordo com a origem do conteúdo e o mercado principal a que se destinam.


Visite nossa Plataforma de Compra e Venda de Veículos e tenha atendimento com especialistas que vão ajudar você a realizar o melhor negócio



Gostou da matéria? – Saiba que a sua contribuição é muito importante para a realização do nosso trabalho de jornalismo independente e totalmente gratuito. Saiba como apoiar aqui


Para publicidade, apoio ou parcerias na seção #Clássicos entre em contato através do e-mail: publicidade@revistapubliracing.com.br

Comments


350x250.gif
300.250.png
bottom of page