• Artur Semedo - Editor Automóveis

Toyota Etios HB, uma proposta que continua a ser reconhecida pela eficiência


Nossa equipe recebeu o Toyota Etios HB para mais um teste da nossa seção, DESTAQUE NA GARAGEM. Se ao longo de alguns anos ele foi responsável por ser a proposta imediatamente antes do Corolla, desde a chegada do Yaris perdeu esse posto, sendo agora posicionado muito mais de acordo com a sua envergadura, como veículo de entrada. Com uma responsabilidade bem mais de acordo com as suas características, ele é hoje uma das melhores propostas neste segmento, diferenciado pelo espaço, segurança e qualidade mecânica. Se não vende como o Renault Kwid ou Fiat Mobi, entrega uma robustez bem superior às referencias do segmento, que são projetos direcionados exclusivamente para utilização urbana, já o Etios se aventura facilmente pela rodovia.

Sua lista de versões já foi bem mais vasta, com opções que carregavam conteúdo para tentar agradar ao cliente que queria um Toyota, mas não queria (ou podia) adquirir o Corolla, tendo inclusivamente a versão aventureira, e que foi descontinuada.

Em 2016, saíram das concessionárias da marca 37 974 unidades, numero que foi superado em 2017, ano em que foram licenciados 41 986 Etios na versão Hatch. Já em 2018, período marcado pela chegada do seu irmão maior o Yaris, o Etios perdeu naturalmente espaço comercial, e foram bem menos os veículos do modelo que ganharam as ruas, 27 847. Se o número ainda era bastante expressivo, ficava claro que o seu público ficava bem mais reduzido.

Parafraseando o famoso ditado popular “cada macaco no seu galho”, a Toyota deixou de comercializar as versões mais equipadas e deixou o papel de proposta imediatamente antes do seu sedã médio para o Yaris, reservando também para ele, acabamento e itens de maior exclusividade como teto solar, entre outros, deixando o Etios, digamos assim, com mais ar de segundo carro da família.

Atualmente o Etios tem apenas duas versões de acabamento, a X com o motor 1.3, e a X-Plus, equipada com o motor 1.5, ambos de 16 V e Dual VVT-i (Duplo comando de válvulas variável) e também com ambas disponibilizando o câmbio manual de seis velocidades ou a opção do automático de quatro marchas.

Na versão X-Plus de câmbio automático que dirigimos durante alguns dias, seguem inalteradas as boas referencias do modelo.

Com 3.884 (metros) de comprimento, 1.695 de largura, 1.510 de altura e 2.460 de distancia entre eixos, o Etios poderá, pela sua envergadura, ser olhado como um veículo de perfil urbano, só que o espaço interno, e principalmente, sua mecânica, lhe permitem ir muito mais além. Em anteriores testes Já percorremos distancias superiores a 900 km com o Etios, exclusivamente em estrada, e a elasticidade deste câmbio de apenas quatro marchas automático é algo que sempre nos surpreende. Acerto primoroso da engenharia da Toyota que permite uma evolução urbana em baixas rotações, sem descuidar o consumo, ao mesmo tempo reservando recursos para uma condução segura em estrada. A quarta marcha parece não ter fim. Nesta versão, agora topo de linha do Etios, ele perdeu em relação a anterior XLS, a central multimídia e os faróis de neblina, numa tentativa de deixar ele mais competitivo, em preço, em relação a concorrência. Nas concessionárias da marca a Toyota tem como valor de referência para esta versão, R$ 63.190, sendo que a versão mais barata do Etios, a X de câmbio manual, custa atualmente R$ 51.390.

Esteticamente destacamos, além dos para choques e maçanetas das portas na cor da carroceria, as rodas de liga leve aro 15 onde são instalados os pneus de medida 185 / 60 R15, espelhos retrovisores (elétricos) na cor da carroceria e com sinalizadores de mudança de direção, e ainda a grade frontal em preto brilhante, dando um toque de esportividade ao pequeno Etios. Esta cor harmoniza com as peças que compõem o para choque dianteiro e as molduras das janelas. Já no interior o tradicional painel de instrumentos em posição central, digital Smart Screen em full TFT é o destaque, assim como o preto brilhante de diversas peças que dão acabamento ao painel e console central. Peças em cromado nas saídas de ar e nas maçanetas internas das portas dão o ar de exclusividade para a versão, além do apoio de braço no banco do motorista, algo bem agradável para viagens de maior quilometragem.

Os bancos são em tecido em todas as versões disponibilizadas, assim como é comum a todas elas o ar condicionado, a chave com comando para abertura e fechamento das portas, o encosto de cabeça para os cinco ocupantes, cintos de segurança de 3 pontos em todas as posições, fixação isofix e vidros elétricos em todas as portas. Já o sistema de áudio Toyota Play com CD, MP3, USB e Bluetooth com o áudio distribuído por dois auto-falantes e dois tweeters só vem de série nas versões equipadas com o motor 1.5.

Com uma mecânica muito interessante, o motor entrega 107 cv com etanol e 102 cv a gasolina, sempre nas 5.600 rpm. Já o torque é de 14,7 kgf.m no etanol e 14,3 kgf.m se a opção for pela gasolina, sempre nas 4.000 rpm. O Etios é um veiculo bem versátil, de agilidade na cidade e recursos interessantes em estrada. A suspensão é McPherson na frente e eixo de torção na traseira, com as naturais limitações da proposta, mas ainda assim sem esconder mais um bom trabalho da engenharia da marca, com um equilíbrio bem interessante entre conforto e consistência. A direção eletroassistida progressiva é rápida e precisa, e os freios com ABS e EBD, de discos na frente e tambor atrás, são suficientes para garantir segurança no momento de frear o nosso compacto de entrada. E já que falamos em segurança, destaque merecido para o fato de agora todas as versões do Etios serem entregues com controle de estabilidade e tração, bem como assistente de subida em rampa. Já bolsas de airbag são apenas duas, frontais para motorista e passageiro.

Com um tanque de combustível de 45 Litros de capacidade, ele melhorou ao longo dos anos sua eficiência, e nossa equipe terminou o teste, e no habitual circuito misto que mescla em proporções idênticas deslocamentos urbanos e estrada, com uma média de 7,9 km/l com o Toyota Etios abastecido com etanol.

Resumo do Editor – Neste segundo teste rápido no DESTAQUE NA GARAGEM, momento em que um determinado modelo retorna ao nosso convívio para analisarmos sua evolução nos últimos três anos, (comercial, técnica e mecânica) o Toyota Etios é uma proposta que continua agradando bastante pela eficiente mecânica, e sua estética, que era seu ponto mais questionável, melhorou muito com os retoques que ele vem sofrendo em suas recentes atualizações. Apesar dos anos não perdoarem, ele rejuvenesceu, e está até agradável. Se a tudo isto juntarmos um bom pacote de segurança, ele continua sendo uma boa opção de compra, e de acordo com o perfil do púbico, seu único handicap poderá ser o preço.

Para publicidade e parcerias na seção de TESTES e AVALIAÇÕES entre em contato através do e-mail: publicidade@revistapubliracing.com.br

#TOYOTA #TOYOTAETIOS #ETIOS #DESTAQUENAGARAGEM