• Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram
Revista Publiracing

Comparativo: Com design mais moderno, conectado e tecnológico, Nissan Versa vence disputa com Toyota


A Revista Publiracing reuniu duas das mais importantes propostas no segmento de sedãs compactos para assim poder passar para nossos leitores onde cada um deles se destaca.

As japonesas Nissan e Toyota disponibilizam duas opções bem características do mercado brasileiro e latino-americano, os modelos, Versa e Etios Sedã.

Cada vez mais competitivo, o segmento vem evoluindo, com as marcas sendo obrigadas a melhorarem seus produtos, incorporando principalmente itens de segurança, tecnologia, conectividade e conforto.

Invariavelmente aproveitando como base suas versões compactas de entrada, e a eles adicionando o porta-malas de maior capacidade, o segmento de sedãs compactos tem nos dois modelos avaliados neste teste comparativo, duas das melhores propostas do mercado brasileiro, e que aqui são representadas por duas das versões mais completas. No caso do Nissan Versa 1.6 Unique CVT o preço sugerido no site da marca é R$ 68.840, já no caso do Toyota Etios SD na versão XLS Automático o preço é de R$ 65.500, sendo que a Toyota disponibiliza ainda a versão Platinum com alguns itens adicionais como bancos de couro por R$ 69.780.

Após esta breve introdução, hora de observarmos por fora cada uma das propostas estacionadas em nossa garagem.

Iniciamos nossa avaliação pela observação detalhada das dimensões de ambas as propostas. O Versa tem de comprimento 4.492 mm, largura 1.695 mm, altura 1.506 mm e uma distância entre eixos de 2.600 mm. Já no caso do Etios são 4.369 mm comprimento, 1.695 mm largura, 1.510 mm altura e entre-eixos de 2.550 mm. Conclusão imediata, e óbvia, é que o Versa é um veículo de maior, com maior distância entre-eixos, no que pode influenciar nossa avaliação em termos de espaço disponibilizado, mas também no seu comportamento dinâmico. O peso dos modelos em ordem de marcha é de 1.100,5 kg no caso do Nissan, e 1.029 kg no Toyota.

O Versa da Nissan apresenta uma carroceria de design mais moderno e elegante, muito mais longe do que seria sua base, o March, e destacando um ótimo trabalho dos engenheiros da marca, criando a sensação de um modelo totalmente novo, sem referências, e de dimensões tão generosas que mais parece um sedã médio. Já o Etios da Toyota foi alvo de intervenção recente, atualizando sua estética, melhorando sem dúvida seu aspecto, mas não conseguindo esconder o peso dos anos.

No entanto os dois incorporam alguns dos principais atributos do segmento. Faróis de neblina, espelhos retrovisores externos elétricos na cor da caroceria com sinalizadores de mudança de direção e rebatíveis no caso do Versa. Para-choques dianteiro e traseiro na cor do carro, rodas de liga leve, aro 15” no Toyota e aro 16” no Versa, com caminhos diferentes no acabamento final. Se a Toyota optou por algumas peças na cor do veículo, como maçanetas das portas e alguns apêndices aerodinâmicos como as novas saias laterais, ficando sem dúvida mais esportivo e atraente que as versões que antecedem a linha Etios sedã mais recente. Já a Nissan optou pelo caminho da sofisticação, com o cromado como destaque no acabamento. Ele é visível na grade frontal, nas maçanetas das portas, na moldura das janelas, no acabamento do porta-malas (o Etios SD também tem acabamento em cromado) e ainda, ponteira do escapamento.

O Versa se destaca assim no quesito estética, mais moderno e de aspecto mais sofisticado ele sai na frente do nosso comparativo.

Hora então de passar para o interior. As duas propostas são muito eficientes quando ao aproveitamento do espaço interior, sendo que no Versa essa sensação é ainda maior. Primeiro valor de referência é para o aspecto que é a principal característica de um sedã compacto, seu porta-malas. As referências das marcas são praticamente idênticas e impressionantes, com vantagem praticamente imperceptível para o Etios que disponibiliza 562L, frente aos 560L do Versa.

Este ótimo trabalho no aproveitamento do espaço se estende para a cabine onde os dois modelos oferecem níveis de conforto muito bons. O painel de instrumentos centralizado do Etios é sua principal característica, em posição elevada, de fácil leitura e digital, Smart Screen com duas telas em full TFT, ele é muito apreciado pela nossa equipe ao proporcionar uma leitura segura e rápida das informações disponibilizadas. Ponto para a Toyota. Já no caso do Versa o painel é de formato tradicional, na frente do condutor.

O acabamento dos dois veículos vem evoluindo ao longo das diversas atualizações realizadas pelas marcas, principalmente no caso do Etios que corría atrás do prejuízo e necessitava de mais intervenção, principalmente no isolamento acústico onde os sinais de melhoria são agora evidentes. A integração das peças e sua solidez vem melhorando e acompanhando as exigência de um mercado brasileiro cada vez mais maduro.

E por falar em exigências, elas são cada vez maiores no quesito conectividade, e central multimídia. Aqui a Nissan celebra mais uma vantagem em nosso comparativo, ao trazer também GPS e o Multi-App, um acessório integrado ao veículo, disponível apenas para as versões SL e Unique e que permite conexão à internet via wi-fi, e assim baixar e utilizar aplicativos como um celular ou tablet.

Ambos oferecem comando de áudio e telefone no volante, com Ar-condicionado, vidros elétricos, com o Etios a trazer encosto de cabeça para os cinco passageiros, enquanto o Versa disponibiliza quatro (apenas dois no banco traseiro). Ainda como vantagem para o Etios que trás o encosto de braço para o condutor.

Já na segurança a mesma receita das duas marcas para o indispensável airbag . O básico par frontal para condutor e passageiro. Se no interior o Versa é mais tecnológico e também mais sóbrio, o Etios se destaca por alguns pequenos pormenores adicionais ao conforto (principalmente o encosto de braço para o condutor) e o painel de instrumentos, que é muito dinâmico de fácil leitura e agradável. Com volante regulável em altura em ambos os casos, e boa posição de condução, para Etios e Versa, nos dois japoneses nos sentimos muito confortáveis para dirigir, com segurança e conforto.


Hora de compararmos o comportamento dinâmico dos dois modelos de tração dianteira. Nossa versão do Versa vem com o motor Flex 1.6 (1,598 cm³) de 16 válvulas e quatro cilindros, de injeção eletrônica multiponto sequencial, incorporando alguns modernos componentes mecânicos como, acelerador eletrônico e câmbio CVT. Ele entrega 111 cv a 5.600 rpm com ambos os combustíveis (etanol/gasolina). Seu torque é de 15,1 kgfm a 4.000 rpm (etanol/gasolina).

Já no caso do Toyota Etios o motor que movimenta nosso veículo é o 4 cilindros em linha 1.5 (1496 cm³) Flex, 16V, com duplo comando variável e potência de 102 cv se abastecido com gasolina, e 107 cv quando o combustível escolhido é o etanol, em ambas as escolhas a potência máxima é disponibilizada a 5.600 rpm. O torque máximo é de 14,3 kgfm (gasolina) e 14,7 kgfm (etanol) na mesma faixa de rotações do motor da Nissan 4.000 rpm.

Em ambos os casos as transmissões são automáticas, e o conjunto mecânico dos dois modelos se mostrou muito interessante. Se a Nissan utiliza soluções mais modernas, como o câmbio CVT, na teoria a Toyota perderia no confronto facilmente por ainda utilizar o câmbio automático de apenas 4 marchas, no entanto isso na prática não acontece. O câmbio que faz parte do conjunto mecânico do Etios sedã é surpreendente na sua configuração. Dócil e suave, preciso no momento das trocas, ele se mostrou muito inteligente e elástico, desempenhando de forma muito eficiente sua função, equilibrando o jogo e permitindo muito dinamismo ao modelo da Toyota.

As motorizações expõem algumas das características dos modelos. O Etios reage mais rápido às solicitações, apesar de menor na cilindrada e entregando alguns cavalos a menos. Mas com toda a certeza o tipo de câmbio é responsável por esta sensação de agilidade maior do modelo da Toyota.

Já as reações do motor 1.6 da Nissan, são menos bruscas e de toque mais continuo, mas sem podermos esperar nada muito esportivo, já que o câmbio CVT influencia este comportamento que privilegia conforto e economia de combustível.

Os dois veículos têm opções de suspensão idênticas, tipo McPherson na dianteira e eixo de torção na traseira, com configurações bem equilibradas em ambos os casos, naturalmente com foco no conforto, e salvaguardando o peso que podem levar cada um deles no porta-malas, mas sendo eficazes se solicitados a velocidades maiores ou curvas de raio mais apertado. Outro fator positivo para ambos é a direção, assistida de forma elétrica nos dois casos, ela é precisa, e ajudando na dirigibilidade de ambas as propostas.

Outra solução idêntica para ambos os modelos é na configuração dos freios, utilizando Nissan e Toyota discos ventilados na frente e tambor atrás, opção que se mostrou suficiente para garantir segurança e eficácia sempre que necessário.

O tanque de combustível é de 41 litros no caso da Nissan, e um pouco maior (45L) no caso do Toyota. Nossos veículos estiveram sempre abastecidos com etanol e os valores finais do nosso teste de consumo foram, no caso do Versa, 7,6 km/l na cidade e 9,8 km/l m estrada. Já o Etios apresentou resultado final um pouco melhor, de 7,9 km/l na cidade e 10,2 km/l em estrada.

Com esses resultados finalizamos nosso teste comparativo que mostrou dois modelos muito equilibrados em suas propostas. Mais moderno no design, elegante e tecnológico, o Versa da Nissan fica ligeiramente na frente, muito por conta destas referências, mas sem deixar de valorizarmos o excelente trabalho de engenharia da Toyota com um fantástico conjunto mecânico, o que pode inclusivamente influenciar e ser decisivo na hora da compra.

Contabilizando os 11 meses de 2017 o Etios leva expressiva vantagem nas vendas com um acumulado de 28 404 unidades emplacadas contra as 20 981 do Versa, no entanto os últimos meses são de arrancada para o modelo da Nissan que vem melhorando seu posicionamento, com 2570 unidades vendidas em Outubro e expressivos 3661 emplacamentos em Novembro contra os 2841 do Etios no mesmo mês (11). Esses resultados mostram que a intervenção na linha 2018 do Versa deixou ele ainda mais competitivo, como mostrou nosso teste e sendo responsável pelo resultado final de nossa avaliação.

Avaliação em números

Toyota Etios Sedâ 1.5 XLS Nissan Versa 1.6 CVT Unique

Design 5 7

Espaço e Conforto 7 7

Freios 6 6

Conectividade e Tecnologia 5 7

Acabamento 6 6

Motor / Consumo 6 6

Transmissão 6 6

Suspensão 6 6

Direção 7 7

Segurança e Auxílios 6 6

Total 60 64

#TOYOTA #TOYOTAETIOS #NISSAN #NISSANVERSA #OPINIÃO #TESTEAVALIAÇÃO #COMPARATIVO

Laja Revista Publiracing
Reserve seu espaço