• Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram
Revista Publiracing

Fenatran 2017: Maior fabricante independente de motores, a Cummins mostra suas apostas para o futuro


A Cummins Brasil caminha em passos largos e confiante de que, qualquer que seja a tecnologia de powertrain, estará pronta para atender seus clientes. E traz soluções claras e objetivas para alcançar novos marcos e manter a tradição de ser a maior fabricante independente de motores, atualmente com as matrizes energéticas Diesel e Gás. Durante o 21º Salão Internacional do Transporte Rodoviário de Cargas – Fenatran 2017, que acontece entre os dias 16 e 20 de outubro no São Paulo Expo (SP), a Cummins convida os visitantes a um tour interativo para conhecer o que a empresa prepara para atender ao setor de transporte nacional. Em seu estande de 343 m2, a inovação está disposta em seus produtos e tecnologias; já a eletrificação, presente e consolidada nas ações da companhia.

Um passeio virtual pela fábrica localizada em Guarulhos é um convite ao mundo Cummins que evolui nas aplicações Diesel, com foco na redução de emissões e baixo custo de operação para seus clientes e usuários finais. A fabricante de motores comemora nova aplicação no segmento de caminhões leves com motorização ISF 2.8, tecnologia EGR – Recirculação de Gases de Exaustão – e turbo de geometria variável. O motor nacional ISF 2.8 permite à Cummins potencializar veículos mais leves e traz soluções para o atendimento das normas Euro VI. Os benefícios e características (motor, pós-tratamento e componentes) podem ser conferidos no estande da Cummins por meio de uma mesa interativa em realidade aumentada.

A inovação presente nos produtos da empresa se estende à demonstração das vantagens das tecnologias desenvolvidas pela Cummins Emission Solutions, Cummins Filtration e Cummins Turbo Technologies, integradas em motorização ISF 4.5, visível por meio de um scanner interativo em realidade aumentada, e segue para a tendência downsizing. O motor ISG 12 é mais uma contribuição da Cummins para o sistema de transporte nacional. A alta potência e baixo peso (860 quilos) para caminhões acima de 45 toneladas transforma o ISG 12 em um claro exemplo do desenvolvimento independente para os mercados globais da fabricante. O motor de até 510 hp exposto, disponível para atender às diversas normas internacionais em requisitos de emissões - Euro V, Euro VI, EPA 2017 -, é a solução da Cummins para serviços de longa distância.

Torques mais elevados e rotações mais baixas com consumo de combustível equilibrado fazem parte da estratégia de atendimento em excelência Cummins. O mais recente trabalho foi o ajuste de potência, torque e rotação realizado com a escolha do turbocompressor Holset com tecnologia wastegate, na motorização ISB 6.7. Esta versão entra em produção em dezembro deste ano e traz 310 cv de potência e torque de 1.100 NM a 1.110 rpm contra 290 cv do modelo anterior.

Para a Cummins, independente da solução de powertrain, é a conectividade que garantirá os melhores resultados comerciais para os clientes. Sistemas de dados digitais já disponíveis no mercado brasileiro, como o Telemetrics e o Adept, além de soluções conectadas que antecipam o futuro (Over The Air) estão expostas em uma mesa interativa para o visitante da Fenatran.

Na área dedicada à eletrificação, o posicionamento da Cummins na vanguarda do fornecimento de energias limpas e alternativas é um capítulo à parte. Recentemente a fabricante apresentou o caminhão-protótipo Aeos com o objetivo de mostrar o seu potencial em desenvolver novas soluções para seus clientes de forma a garantir o sucesso e atender à demanda em constante evolução de seus mercados. O caminhão elétrico Aeos tem autonomia de até 482 km com uma única carga e será usado em caráter de demonstração em aplicações de transporte rodoviário, entregas urbanas e atividades portuárias, como manuseio de contêineres.

Durante a maior feira nacional dos transportes, o estande da Cummins reserva uma ação inédita de sinergia entre as marcas Cummins e Eaton no Brasil após o anúncio da nova joint-venture. A primeira transmissão automatizada Endurant introduzida por ambas as empresas no mercado norte-americano é apresentada pela primeira vez no País. A Endurant, de 12 velocidades, é mais leve e eficiente, foi projetada para aplicações nas quais a economia de peso e a eficiência podem elevar a produtividade da frota.

#CUMMINS #PEÇAS

Pensando em vender seu veículo? - Nós compramos !