Revista Publiracing

Desenvolvido pela Engenharia da Autolatina, Volkswagen Apollo foi vendido até 1992

Com nome inspirado no do deus grego e no da nave espacial norte-americana que aterrissou na lua, o Apollo foi apresentado à imprensa brasileira em junho de 1990, no autódromo de Interlagos, em São Paulo.

 

Denominado Projeto Nevada, foi desenvolvido pela Engenharia da Autolatina, de acordo com especificações Volkswagen. Era um modelo médio (posicionado entre o Voyage e o Santana), com carroceria do tipo três-volumes, com duas portas.

 

Com apelo esportivo, trazia sob o capô o motor AP 1800 (105 cv com etanol; 92 cv com gasolina) em posição transversal, o que o diferia do Voyage, no qual o motor ficava em posição longitudinal. As suspensões eram independentes nos eixos dianteiro e traseiro (tipo McPherson em ambos os eixos).

 

O Apollo nasceu com versões GL e GLS. Suas linhas eram limpas, modernas. O modelo já eliminava características como a calha de teto e o quebra-vento. Os vidros eram posicionados rentes à carroceria. Seu porta-malas tinha 570 litros de capacidade.

 

Em 1991 o Apollo ganhou série especial VIP. Foi fabricado até 1992 e teve mais de 50 mil unidades vendidas.

 

O modelo exposto, ano 1992, foi retirado diretamente da linha de produção na Anchieta e preservado como zero quilômetro no Acervo da Volkswagen do Brasil.

 

Para publicidade, patrocínio ou parcerias na seção Automóveis entre em contato através do e-mail: publicidade@revistapubliracing.com.br

Please reload

Please reload

Rádio Sore Rodas