Revista Publiracing

Latin NCAP: Mitsubishi L200, fabricada na Tailândia e no Brasil com resultado muito negativo nos testes de segurança

A picape Mitsubishi L200, fabricada na Tailândia e no Brasil, alcançou zero estrela para proteção de ocupantes adultos e duas estrelas para proteção de ocupantes Infantis. A versão mais recente da caminhonete mais vendida em países como o Chile está disponível no mercado sem airbags, sem sistema de aviso de uso de cinto de segurança e sem controle eletrônico de estabilidade.

 

O modelo obteve zero estrela para a proteção de ocupantes adultos devido à alta probabilidade de ferimentos com risco de vida em uma batida a apenas 64 km/h. A L200 mostrou uma estrutura instável e instabilidade na área dos pés. Seguindo a recomendação do fabricante do carro, os sistemas de retenção Infantil (SRI) foram instalados usando cintos de segurança, em vez de recomendar o SRI com ancoragens ISOFIX a ser instalado usando as ancoragens ISOFIX disponíveis no carro como padrão.

 

O SRI do dummy de três anos ofereceu baixa proteção. A L200 tem uma versão com cintos pélvicos (dois pontos) na posição do banco central traseiro, mesmo em 2019. Levando em consideração todos os modelos avaliados da Mitsubishi pelo Latin NCAP, é claro que a proteção do ocupante criança não parece ser uma prioridade para este fabricante.

 

A Mitsubishi prometeu melhorar o equipamento básico padrão da L200 em toda a América Latina em produção a partir de fevereiro de 2020, chegando ao mercado não antes de abril de 2020, incluindo airbags dianteiros para o motorista e passageiro e cintos de segurança para o motorista e passageiro com pretensores e limitadores de carga. O Latin NCAP considera que o equipamento não é suficiente, pois ainda falta algo tão importante quanto o controle eletrônico de estabilidade, a proteção lateral da cabeça e a proteção de pedestres.

 

Todos esses itens serão necessários para obter mais de duas estrelas no novo protocolo Latin NCAP, que entrará em vigor no final de 2019. O Latin NCAP deverá avaliar a eficácia dos equipamentos atualizados assim que estiverem disponíveis no mercado. A Mitsubishi L200 é um modelo muito popular nas frotas para empresas de mineração na região e é a picape mais vendida no Chile.

 

Com este resultado assustadoramente pobre, o Latin NCAP pede aos gerentes de frota das empresas de mineração que tomem medidas imediatas e adotem uma política de frota de cinco estrelas o mais rápido possível, antes da Reunião Ministerial na Suécia, em fevereiro de 2020.O Latin NCAP acredita que é inaceitável que a Mitsubishi e alguns importadores da Mitsubishi na América Latina proporcionem a L200 com níveis de segurança de zero estrela para os clientes, argumentando que "os airbags não são necessários porque a estrutura é robusta" (declaração de um vendedor a um membro do Latin NCAP no momento da compra do carro como comprador anônimo).

 

Segundo o órgão que realiza os testes a ética da Mitsubishi e de seus importadores na América Latina deve ser seriamente questionada, colocando a vida das pessoas em risco e desinformando os consumidores sobre um assunto tão sensível como a segurança. É uma grande vergonha que a Mitsubishi discrimine os consumidores latino-americanos, como ela faz em termos de equipamentos básicos de segurança. O Latin NCAP recomenda que os consumidores da região comprem apenas veículos que ofereçam ESC.

 

Para publicidade, patrocínio ou parcerias na seção Automóveis entre em contato através do e-mail: publicidade@revistapubliracing.com.br

Please reload

Please reload

Rádio Sore Rodas