top of page

W2RC: Moraes sobe para 3° e vê pódio mais próximo em Portugal



A sexta-feira (05/04) da etapa europeia do Mundial de Rally Raid, a terceira do campeonato, marcou o retorno de Lucas Moraes para a terceira posição do acumulado geral da prova. O terceiro dia de atividades teve o desafio mais longo da etapa: mais de 700 km entre Grândola, em Portugal, e Badajoz, na Espanha.


Ao todo, 282,84 km do percurso foram cronometrados. Foi o dia o mais agitado do rally até então, com muitas trocas de liderança e alguns sustos para os pilotos, incluindo Moraes, que corre com a equipe principal da Toyota Gazoo Racing.


Apesar do incidente, bons resultados – O trajeto de Lucas Moraes e seu navegador, o espanhol Armand Monleon, começou com uma disputa no top-5. O pelotão se encontrava separado por três minutos de diferença, mas isso mudaria ao longo dia, com o brasileiro sendo mais rápido que seus adversários em diversos momentos.



Com mais da metade da prova e na liderança, Moraes teve o pneu de seu carro furado. O ritmo, consequentemente, caiu. Mesmo assim, o brasileiro, que foi destaque no Dakar em 2024, conseguiu finalizar a especial em segundo lugar na classe Ultimate e quarto entre todos os carros.


O resultado refletiu diretamente na classificação geral do rally: Moraes, que chegou ao terceiro dia de prova em sexto lugar na classificação acumulada, subiu para terceiro, com uma diferença de 4min59s para os líderes, o catari Nasser Al-Attiyah e o francês Edouard Boulanger. Com isso, o brasileiro chega cada vez mais perto do pódio da etapa, que se encerra no domingo (07/04).


"Pódio seria sensacional" – “Essa prova tem se mostrado bastante difícil e com surpresas ao longo do percurso. Então falar de resultado agora é bastante prematuro”, disse o brasileiro. “Se repetirmos o ritmo de hoje nos próximos dias, acredito que temos boa chance de terminar no pódio, o que seria sensacional”, pontuou o piloto, que disputa sua primeira temporada completa no Campeonato Mundial.

Neste sábado, os competidores deixam a Espanha e retornam à Grândola, em Portugal, onde está o acampamento-base. Os carros vão lutar contra o relógio em cerca de 270 km, enquanto o percurso total é de 550 km.



Resultados desta sexta-feira:

Top-5 da 4ª especial de um total de 6 – Grândola até Badajoz – 282,84 km

1º - Nasser Al-Attiyah (CAT) / Edouard Boulanger (FRA) – Nasser Racing by Prodrive, 03h31min47s

2º - Rokas Baciuska (LIT) / Oriol Vidal (ESP) – Can-AM Factory Team, +1min45s

3º - Luís Portela Moraes (POR) / David Megre (POR) – G Rally Team, +1min47s

4º - Lucas Moraes (BRA) / Armand Monleon (ESP) – Toyota Gazoo Racing, +1min49s

5º - João Ferreira (POR) / Filipe Palmeiro (POR) – X-Raid Mini JCW Team, +2min07s

 

Top-5 geral da etapa após a 4ª especial

1º - Nasser Al-Attiyah (CAT) / Edouard Boulanger (FRA) – Nasser Racing by Prodrive, 06h34min21s

2º - João Ferreira (POR) / Filipe Palmeiro (POR) – X-Raid Mini JCW Team, +4min39s

3º - Lucas Moraes (BRA) / Armand Monleon (ESP) – Toyota Gazoo Racing, +4min59s

4º - Carlos Sainz (ESP) / Alex Haro (ESP) – X-Raid Mini JCW Team, +6min31s

5º - Rokas Baciuska (LIT) / Oriol Vidal (ESP) – Can-AM Factory Team, +11min35s

 

Top-6 do Campeonato Mundial de Rally Raid após a 4ª especial

1º - Carlos Sainz (ESP), 82 pontos

2º - Nasser Al-Attiyah (CAT), 78 pontos

3º - Guerlain Chicherit (FRA), 64 pontos

4º - Ghislain de Mevius (BEL), 62 pontos

5º - Yazeed Al Rajhi (SAU), 59 pontos

6º - Lucas Moraes (BRA), 51 pontos

 

Programação da prova:

5ª especial – 06/04 – Badajoz até Grândola – 270 km

6ª especial – 07/04  – Grândola até Grândola – 130 km

Comments


350x250.gif
300.250.png
bottom of page