• Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram
Revista Publiracing

Volvo Cars passa a utilizar trens para transporte na Europa visando a redução de CO2


O compromisso com o meio ambiente está em todas as atividades da Volvo Cars. Uma das novas ações da empresa é reduzir o transporte rodoviário de seus veículos e apostar na malha ferroviária europeia. Com isso, a marca sueca está reduzindo significativamente as emissões de CO2 em suas operações.


Os caminhões são hoje a principal ferramenta para o transporte de carros novos para depósitos de distribuição e concessionárias. Com a política de redução dos gases causadores do efeito estufa, a empresa está substituindo cada vez mais esse transporte por meios menos poluentes.


Por exemplo, ao implementar o transporte ferroviário, reduziu as emissões de CO2 em quase 75% na rota entre sua fábrica de Ghent, na Bélgica, e um depósito no norte da Itália. Em outra rota, de Ghent para a Áustria, as emissões foram reduzidas quase que pela metade desde a mudança.


As iniciativas fazem parte da estratégia climática que a Volvo Cars revelou em outubro de 2019. De acordo com o que foi proposto, a companhia pretende reduzir a emissão de gás carbônico do ciclo de vida do carro em 40% entre 2018 e 2025, o que exigirá uma redução de 25% nas emissões operacionais, incluindo logística. O plano de 2025 é um passo tangível para a ambição da Volvo Cars de se tornar uma empresa neutra no impacto ambiental climático até 2040.


"Quando dissemos que planejamos reduzir significativamente as emissões em todas as nossas operações, estávamos certos disso", disse Javier Varela, vice-presidente sênior de manufatura e logística da Volvo Cars. "Nossa rede logística é apenas uma peça desse quebra-cabeça, mas importante, no entanto. Este é um exemplo de nosso compromisso em reduzir nosso impacto sobre o meio ambiente por meio de passos significativos e concretos."


A Volvo Cars também está procurando usar o transporte ferroviário em uma escala mais ampla na China e nos Estados Unidos. Já hoje, os carros são transportados de suas fábricas com sede na China para o porto de Ghent, na Bélgica, de trem duas vezes por semana. Outras conexões de trem entregam novos carros Volvo para depósitos regionais dentro da China e na Rússia.


Nos EUA, a fábrica de Charleston, na Carolina do Sul, tem uma rede de carga ferroviária bem estabelecida levando carros novos para depósitos em cidades da América do Norte. Agora, esses trens substituem o equivalente a dezenas de caminhões por semana, um número que provavelmente aumentará quando a próxima geração XC90 entrar em produção.


Para publicidade, apoio ou parcerias na seção Automóveis entre em contato através do e-mail: publicidade@revistapubliracing.com.br

Laja Revista Publiracing
Reserve seu espaço