top of page

Stadler entra para o Guinness com a maior distância percorrida por um trem a hidrogênio


Stadler entra para o Guinness com a maior distância percorrida por um trem a hidrogênio

A Stadler acaba de entrar no banco de dados do Guinness World Records. O Flirt H2 alcançou o recorde mundial da maior distância (2.803 quilômetros) percorrida por um trem de passageiros movido a hidrogênio sem reabastecimento ou recarga.


A empresa suíça apresentou o Flirt H2 ao público pela primeira vez na InnoTrans em Berlim em 2022, solução de transporte que integra inúmeras soluções que foram desenvolvidas para integrar células de combustível e armazenamento de hidrogênio na já moderna linha de veículos Flirt. Desde então, estas soluções foram exaustivamente testadas, primeiro na Suíça e, mais recentemente, na pista de testes dedicada no Colorado, nos Estados Unidos, onde foi alcançada a conquista sobre os olhos atentos da equipa do Guinness World Records.


A corrida para o recorde mundial começou na noite de 20 de março de 2024, quando a composição deu as primeiras voltas na pista de testes. As equipes de especialistas da Stadler e da ENSCO continuaram em turnos durante a noite e no dia seguinte, completando o teste com sucesso em 22 de março de 2024. No total foram percorridos 2.803 quilômetros (1.741,7 milhas) em mais de 46 horas com um único tanque de combustível.


O Flirt H2 para a Autoridade de Transporte do Condado de San Bernardino (SBCTA) é o segundo trem com motor alternativo de Stadler a alcançar um título reconhecido oficialmente pelo Guinness. Em dezembro de 2021, uma unidade Flirt Akku, movido a bateria, estabeleceu o recorde mundial para a viagem mais longa com uma composição em operação pura com bateria, percorrendo naquele momento 224 quilômetros na Alemanha.


A unidade múltipla Flirt H2 movida a hidrogênio da Stadler foi muito bem recebida no mercado e vem ganhando os olhares atentos de muitos governos e empresas como solução de mobilidade. Além de um pedido recente de unidades adicionais a hidrogênio para a Califórnia, a Stadler é o primeiro fabricante ferroviário do mundo a produzir unidades de bitola estreita a hidrogênio. Na Europa, os operadores ferroviários italianos Ferrovie della Calabria (FdC) e ARST já acionaram suas opções de compra, de modo que a Stadler é agora contratada para entregar um total de 15 veículos movidos a hidrogénio em Itália.


Stadler entra para o Guinness com a maior distância percorrida por um trem a hidrogênio

Sobre o Flirt H2

As soluções alternativas de acionamento da Stadler pretendem assim ser uma realidade cada vez mais presente para um transporte ferroviário mais ecológico, mesmo onde anteriormente não havia alternativa ao diesel, permitindo uma operação livre de emissões em rotas sem linhas aéreas.


O primeiro Flirt H2 da Stadler foi desenvolvido e construído para a SBCTA e consiste em dois vagões motorizados movidos eletricamente e um PowerPack no meio. Este vagão intermediário contém as células de combustível e os tanques de hidrogênio. As células de combustível convertem hidrogênio em eletricidade. Essa eletricidade é repassada para uma bateria de tração. A bateria então fornece ao sistema de tração do veículo a energia necessária para o seu movimento. Esta configuração também permite que a bateria seja realimentada aproveitando a energia utilizada nas travagens. Graças à inovadora solução, o Flirt H2 é assim capaz de circular o dia todo sem reabastecer. A unidade oferece assentos para 108 passageiros e espaço adicional generoso para ficar em pé, permitindo uma velocidade máxima de 130 km/h (79 mph), sendo que a unidade também foi projetado para operar em altas temperaturas ambientes de até 49 graus Celsius.


A Caltrans, a agência de transporte do estado da Califórnia, encomendou quatro Flirt H2s em 2023 e exerceu uma opção para mais seis unidades no início de 2024. Essas composições terão capacidade de passageiros maior que os SBCTA e serão compostos por quatro vagões e um PowerPack como vagão central.


O fabricante suíço celebra assim a venda bem-sucedida de veículos ferroviários com acionamento a bateria ou a hidrogénio para países como a Alemanha, Itália, Áustria e Lituânia, além dos EUA.

Comments


350x250.gif
300.250.png
AEA_SDSEC2024_CARROSSEL_01.png
bottom of page