top of page

Saiba quais são os países da Europa com melhor e pior estrutura de carregamento para VEs


Saiba quais são os países da Europa com melhor e pior estrutura de carregamento para VEs

Não só há um número insuficiente de pontos de carregamento elétrico ao longo das redes rodoviárias na maioria dos países da União Europeia (EU), como a grande maioria deles não carrega com rapidez suficiente, de acordo com a Associação Europeia de Fabricantes de Automóveis (ACEA).


A ACEA está alertando os formuladores de políticas para esse duplo problema – que corre o risco de travar a aceitação do mercado de carros elétricos – uma semana antes da votação do Parlamento Europeu sobre o Regulamento de Infraestrutura de Combustíveis Alternativos (AFIR).


Seis países da UE não têm um único ponto de carregamento por 100 km de estrada. 17 países têm menos de cinco pontos de carregamento por 100 km de estrada, com apenas cinco possuindo mais de 10 carregadores para cada 100 km de ruas.


Há também um enorme abismo entre os países com mais carregadores por 100 km de estrada e aqueles com menos. Por exemplo, na Holanda há um carregador para cada 1,5 km de estrada, enquanto a Polônia – que é oito vezes maior – tem apenas um carregador a cada 150 km.

Saiba quais são os países da Europa com melhor e pior estrutura de carregamento para VEs

A velocidade de carregamento também é um problema importante em todo o continente, pois os carregadores rápidos (com capacidade superior a 22kW) representam uma fração do total. De fato, apenas um em cada sete de todos os pontos de carregamento da UE é rápido. Todo o resto (incluindo muitas tomadas comuns ou de jardim, de baixa capacidade) têm uma capacidade de 22 kW ou menos e não carregam os veículos a uma velocidade aceitável.


Para cumprir as metas de CO2, as vendas de carros elétricos precisarão aumentar massivamente em todos os países da UE. “Se quisermos convencer os cidadãos de toda a Europa a mudar para a mobilidade elétrica na próxima década, carregar esses carros deve ser tão fácil quanto o reabastecimento é hoje”, disse o diretor-geral da ACEA, Sigrid de Vries. “As pessoas não deveriam viajar quilômetros para encontrar um carregador, nem esperar séculos para carregar seu veículo.”


A ACEA subscreve, portanto, integralmente o relatório do relator da AFIR, Ismail Ertug. “Pedimos aos eurodeputados que votem por uma ação decisiva na infraestrutura de carregamento na próxima semana, definindo metas de infraestrutura ambiciosas – com mecanismos de aplicação claros – para cada estado membro”, instou a Sra. de Vries.



Visite nossa Plataforma de Compra e Venda de Veículos e tenha atendimento com especialistas que vão ajudar você a realizar o melhor negócio



Gostou da matéria? – Saiba que a sua contribuição é muito importante para a realização do nosso trabalho de jornalismo independente e totalmente gratuito.


Utilize o QR Code


O valor, você escolhe!


Se preferir outra forma de contribuição (cartões), acesse aqui



Para publicidade, apoio ou parcerias na seção #Automóveis entre em contato através do e-mail: publicidade@revistapubliracing.com.br

Comments


350x250.gif
300.250.png
bottom of page