• Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram
Revista Publiracing

Mercedes inaugura Factory 56 que marca o início da produção do novo Mercedes-Benz Classe S


Flexível, digital, eficiente e sustentável: a Factory 56 incorpora o futuro da produção na Mercedes-Benz e estabelece novas referências na indústria automobilística. Com um investimento de aproximadamente 730 milhões de euros, a fábrica nas instalações da Mercedes-Benz em Sindelfingen é um claro compromisso com a Alemanha como polo empresarial.


No total, a Mercedes-Benz irá investir cerca de 2.1 mil milhões de euros nas instalações de Sindelfingen. Ao mesmo tempo, a empresa irá aumentar a eficiência na Factory 56 em 25% comparativamente à anterior linha de montagem do Classe S. A produção na Factory 56 é caracterizada pela máxima flexibilidade; isto aplica-se ao número de modelos produzidos, ao volume de produção bem como ao escoamento dos materiais. Novos modelos – desde compactos aos SUVs, incluindo cadeias cinemáticas convencionais, híbridos plug-in e elétricos – podem ser integrados na produção em série em apenas alguns dias. A produção pode ser rápida e flexivelmente ajustada para satisfazer a procura pelo mercado.


Em conformidade com a iniciativa Ambition 2039, a Factory 56 será uma fábrica neutra em carbono, cujas necessidades a nível de energia serão extremamente reduzidas. Isto só é possível, entre outros fatores, devido ao seu inovador conceito de energia com um sistema fotovoltaico, uma rede de distribuição de energia de corrente contínua e sistemas de armazenamento de energia que utilizam baterias reutilizadas de veículos. Tecnologias e processos inovadores foram implementados de forma consistente e abrangente em toda a linha de montagem, fornecendo o melhor apoio possível aos colaboradores durante o seu trabalho diário. O conceito da Factory 56 será gradualmente aplicado a todas as fábricas de veículos da Mercedes-Benz em todo o mundo.

A Factory 56 foi inaugurada com as devidas restrições sobre as medidas de proteção contra a Covid-19. Além dos altos representantes da Daimler AG e da Mercedes-Benz AG, foram também convidados Winfried Kretschmann, ministro-presidente da região de Baden-Württemberg, Steffen Bilger, secretário de estado parlamentar do ministro dos transportes e infraestruturas digitais, Roland Bernhard, administrador distrital da cidade de Böblingen, e Bernd Vöhringer, o presidente da câmara de Sindelfingen.


No total, a Mercedes-Benz investiu aproximadamente 2.1 mil milhões de euros desde 2014 para criar uma base orientada para o futuro, para a fábrica de produção de veículos e as áreas administrativas aqui localizadas. Deste montante, cerca de 730 milhões de euros foram aplicados à Factory 56, que está integrada nas instalações da Mercedes-Benz em Sindelfingen. Os investimentos são um claro compromisso com a Alemanha na manutenção de um polo empresarial neste país e que também irão assegurar postos de trabalho na região no longo prazo. Ao mesmo tempo, a Factory 56 atinge ganhos de eficiência de cerca de 25% comparativamente à anterior linha de montagem do Classe S. Isto foi possível através da otimização do processo de toda a cadeia de valor.


Máxima flexibilidade graças a uma inovadora linha de montagem

A característica mais importante da Factory 56 é a máxima flexibilidade. Numa primeira fase, a nova geração do Mercedes-Benz Classe S limousine e a versão longa vão sair da linha de produção da Factory 56. Posteriormente, o Mercedes-Maybach Classe S e o EQS, o primeiro membro totalmente elétrico da nova família do Classe S, também serão produzidos na mesma linha. A divisão da linha de montagem é 100% flexível e, portanto, todas as séries de modelos da Mercedes-Benz podem ser integradas numa produção contínua no mais curto período de tempo possível, em função das demandas do mercado – desde modelos compactos a modelos SUV.

Factos e números na Factory 56

Construção: 2 anos e meio;

Área total da soleira de 220,000 metros quadrados, correspondendo a 30 campos de futebol;

Terra escavada: aproximadamente 700,000 metros cúbicos;

Aço utilizado durante a construção: aproximadamente 6,400 toneladas, praticamente a mesma quantidade utilizada na Torre Eiffel em Paris;

Volume de cimento utilizado: aproximadamente 66,300 metros cúbicos, correspondendo a cerca de 150 casas de família;

O cimento reciclado foi utilizado no edifício principal;

Mais de 12,000 painéis fotovoltaicos com uma potência máxima superior a 5,000 MW;

Um acumulador de energia da Mercedes-Benz Energy GmbH com uma capacidade de 1,400 kWh;

Comprimento do canal de retenção de água da chuva de aproximadamente 1 km, com profundidade máxima de 17 metros e diâmetro de 3 metros;

Redes de comunicação WLAN e 5G de alta taxa de transferência de dados, como base para a digitalização total da Factory 56;


Para publicidade, apoio ou parcerias na seção Automóveis entre em contato através do e-mail: publicidade@revistapubliracing.com.br


Laja Revista Publiracing
Pensando em vender seu veículo? - Nós compramos !