top of page

Ferrovia: Relatório UIC sobre os efeitos do vento cruzado em trens a mais de 140 km/h


Ferrovia: Relatório UIC sobre os efeitos do vento cruzado em trens a mais de 140 km/h

Em 2018, a UIC publicou um White Paper sobre aerodinâmica ferroviária produzido pelo Setor TTI do Departamento de Sistemas Ferroviários. Este estudo foi impulsionado em grande parte pelo aumento das velocidades dos trens de passageiros. No entanto, as linhas existentes bem como as novas que ainda estão sendo projetadas para o uso de tráfego misto em velocidades de trens convencionais - incluindo serviços de carga - impulsionadas pela demanda local e transferência modal rodoviário para ferroviário. O White Paper examinou o tema da aerodinâmica ferroviária, revisando a situação atual, identificando problemas e lacunas de conhecimento e propondo áreas para pesquisa.



Um dos problemas identificados diz respeito à avaliação da segurança dos veículos ferroviários com velocidades máximas superiores a 140 km/h e inferiores a 250 km/h com relação aos ventos laterais, as chamadas vias covencionais. Os atuais dados não fornecem valores-limite para avaliar os veículos e não prescreve métodos ou orientações para os gestores de infraestrutura avaliarem as suas linhas quanto à exposição a ventos laterais e ao risco de acidentes ferroviários.


O projeto SAFIRST foi lançado em março de 2019 para pesquisar essas questões e desenvolver orientações para gestores de infraestrutura avaliando os efeitos do vento cruzado e impacto no material circulante ao longo das linhas ferroviárias.


O relatório técnico WP1 trata do cálculo das características das curvas e do impacto do vento nos veículos mais suscetíveis em trens que circulam com velocidades máximas entre 140 km/h e 250 km/h. O relatório pode ser baixado em https://www.shop-etf.com/fr/safirst-vehicle-assessment-technical-report


Este relatório indica os métodos existentes e usados ​​para definir as curvas e referências dinâmicas além do impacto dessas escolhas tanto para trens (avaliação de veículos) quanto para infraestrutura (proteção de linhas).



Segundo a UIC a produção deste relatório técnico é muito valioso pelo compromisso dos membros do projeto SAFIRST ao longo dos últimos anos em contribuir para o compartilhamento e harmonização de boas práticas tanto em projetos de infraestrutura como material rodante. Foi feita uma menção especial para Eliane Allain, Engenheira Aerodinâmica da SNCF, por seu trabalho como coordenador líder e coautor do documento juntamente com Terence Johnson, Engenheiro Aerodinâmico Principal do RSSB.


Para publicidade, apoio ou parcerias na seção Ferrovia entre em contato através do e-mail: publicidade@revistapubliracing.com.br

コメント


350x250.gif
300.250.png
bottom of page