top of page

Fórmula E: São Paulo se posiciona para receber categoria de carros elétricos


Fórmula E: São Paulo se posiciona para receber categoria de carros elétricos

O Campeonato Mundial de Fórmula E da ABB FIA e a cidade de São Paulo, juntamente com SPTuris e GL Events, assinaram um contrato no E-Prix de Mônaco que levará a série de corridas totalmente elétricas para o Brasil pela primeira vez, em pista e atividade ainda sujeita à aprovação da FIA .


O acordo de cinco anos, com opção de renovação, significa que a cidade de São Paulo pode sediar o principal campeonato de automobilismo elétrico do mundo a partir da 9ª temporada – o início da nova era Gen3 da Fórmula E.


“Estamos muito satisfeitos que o Campeonato Mundial de Fórmula E da ABB FIA esteja indo para o Brasil pela primeira vez, aguardando aprovação no Conselho Mundial de Automobilismo da FIA em junho”, disse o cofundador da Fórmula E e diretor do campeonato, Alberto Longo. “O país tem uma paixão enorme e de longa data pelo automobilismo, é um grande mercado como um dos maiores países do mundo, e a própria São Paulo é um local histórico de corridas.


“Mal podemos esperar para receber os fãs brasileiros, eles são como nenhum outro e certamente haverá uma atmosfera única e animada, pois os fãs desfrutam das corridas de Fórmula E com o salto em tecnologia e desempenho que veremos com o Gen3. .”


Ricardo Nunes, prefeito de São Paulo, elogiou o acordo: “Realizar um E-Prix está totalmente alinhado com os objetivos da cidade: atrair eventos que promovam a imagem de São Paulo para o mundo todo, movimentar a economia e gerar empregos com turismo de eventos ; além disso, fomentar o desenvolvimento sustentável”.


Gustavo Pires, CEO da São Paulo Turismo, esteve em Mônaco para assinar o acordo com a Fórmula E. Ele disse: “A criação de um calendário estratégico de eventos é essencial para a forte reabertura que queremos da cidade de São Paulo no pós-pandemia e O E-Prix pode contribuir muito nesse movimento."



A notícia foi bem recebida pelo piloto brasileiro no Campeonato Mundial de Fórmula E da ABB FIA, Lucas di Grassi.


O piloto da equipe ROKiT Venturi Racing, di Grassi, disse: “A notícia de São Paulo sediando a próxima geração da Fórmula E é música para meus ouvidos. Este marco não significa apenas o retorno do auge do automobilismo elétrico para a América do Sul, mas é um passo importante para a eletrificação do mercado automotivo brasileiro. Em uma nota pessoal, não há nada como o orgulho e a incrível energia dos fãs de corrida brasileiros, então seria um sonho para mim correr neste campeonato revolucionário na frente de uma multidão em casa."

 

Visite nossa Plataforma de Compra e Venda de Veículos e tenha atendimento com especialistas que vão ajudar você a realizar o melhor negócio

 

Gostou da matéria? – Saiba que a sua contribuição é muito importante para a realização do nosso trabalho de jornalismo independente e totalmente gratuito.


Utilize a chave PIX - comercial@revistapubliracing.com.br e seja nosso parceiro -

O valor, você escolhe!


Se preferir outra forma de contribuição (cartões), acesse aqui


Para publicidade, apoio ou parcerias na seção #Automobilismo entre em contato através do e-mail: publicidade@revistapubliracing.com.br

Comentários


350x250.gif
300.250.png
bottom of page