top of page

Extreme E: X44 de Hamilton, Loeb e Cristina Gutiérrez são campeões 2022


Extreme E: X44 de Hamilton, Loeb e Cristina Gutiérrez são campeões 2022

A equipe X44 Vida Carbon Racing terminou em terceiro lugar por meio segundo de diferença no Uruguay Natural Energy X Prix, garantindo assim a conquista do campeonato em uma Final muito acirrada, na qual a equipe ABT CUPRA XE conseguiu sua primeira vitória na categoria.


A equipe de Lewis Hamilton chegou a uma Final onde estavam ausentes as quatro primeiras equipes na classificação do campeonato, incluindo a líder RXR.


Enquanto seus rivais mais próximos assistiam do paddock, Sébastien Loeb e Cristina Gutiérrez garantiram o pódio necessário para conquistar seu primeiro título da Extreme E, com apenas dois pontos de vantagem em relação à RXR.


Cristina Gutiérrez, da X44 Vida Carbon Racing, disse: "Ainda não consigo acreditar! Foi um fim de semana muito difícil para nós. A equipe fez um trabalho incrível com o carro e a primeira vez que o pilotamos foi ontem, na Classificação”.


"Quanto à final, tinham me dito por rádio que alguém ia ser penalizado, mas eu ainda não sabia. Queria ter certeza da vitória, então não comemorei até ser oficial. Foi uma montanha-russa, mas para nós é muito melhor do que isso, porque agora podemos acreditar no que conquistamos."

Extreme E: X44 de Hamilton, Loeb e Cristina Gutiérrez são campeões 2022

Sébastien Loeb, da X44 Vida Carbon Racing, disse: "Só nos restava ir, com tudo o que tínhamos e tentar marcar o máximo de pontos. A Final foi um momento crítico, porque eu era o quarto e precisávamos terminar em terceiro. Tivemos algum contato aqui e ali, mas não havia nada que eu pudesse fazer para ultrapassar. Cristina fez um ótimo trabalho para ficar muito perto do carro da frente e sabíamos que estávamos potencialmente em terceiro. No final, era o que precisávamos, então estou realmente aliviado por estar aqui e muito orgulhoso de vencer este campeonato”.


Alejandro Agag, fundador e CEO da Extreme E, comentou: "Acho que o final da temporada foi uma montanha-russa incrível. Estava tudo em aberto!”.


“Houve uma recuperação incrível da X44 Vida Carbon Racing e má sorte da Rosberg X Racing, que fez coisas incríveis nesta temporada. Mais uma vez, a decisão do campeonato foi acirrada, e com o fim desta temporada, já estamos nos preparando para uma campanha fantástica no ano que vem!"


As apostas eram altas e, desde o início, ficou claro que não seria uma tarefa fácil para a X44 Vida Carbon Racing na corrida final, à qual chegou depois de ter vencido a Crazy Race. Nasser Al-Attiyah, da ABT CUPRA XE, e Kevin Hansen, da Veloce Racing, cercaram Loeb quando o trio se aproximava da sequência inicial de curvas.



Uma manobra fantástica de Loeb parecia ter dado a liderança ao francês depois que ele seguiu com velocidade por uma linha mais larga, até que Al-Attiyah surgiu por dentro e lhe roubou a dianteira.


Com o título em jogo, Loeb manteve a ABT CUPRA XE ao seu alcance, mas as equipes líderes seguiam lutando pela supremacia. Tanner Foust, da NEOM McLaren Extreme E, preparou perfeitamente o seu ataque, avançando para tirar a segunda posição da X44 Vida Carbon Racing.


A vitória do campeonato ficou mais distante para a X44 quando Timmy Hansen conseguiu superar Loeb e garantiu o terceiro lugar para a Genesys Andretti United Extreme E. Depois de uma aula em defesa, na qual Hansen manteve Loeb afastado, as equipes se aproximaram da Switch Zone, onde Gutiérrez retomaria a luta com Catie Munnings.


Uma penalidade de cinco segundos para a Veloce Racing, por Hansen ter acertado uma bandeira de waypoint, diminuiu a pressão atrás da X44 Vida Carbon Racing, mas ainda restava o desafio de ultrapassar a Genesys Andretti United Extreme E.

Extreme E: X44 de Hamilton, Loeb e Cristina Gutiérrez são campeões 2022

Gutiérrez lançou seu ODYSSEY 21 em todas as curvas, mas continuava lutando para ganhar terreno suficiente sobre Munnings à frente. Além disso, a espanhola estava sob investigação por uma colisão com Molly Taylor, da Veloce Racing, pela qual receberia mais tarde uma penalidade de cinco segundos.


Quando o tempo parecia estar se esgotando para a X44 Vida Carbon Racing, veio uma penalidade de sete segundos para a Genesys Andretti United Extreme E por excesso de velocidade na zona de troca de pilotos.


Foi a salvação que Gutiérrez precisava enquanto lutava para ficar perto o suficiente do ODYSSEY 21 da Genesys Andretti United Extreme E. A espanhola cruzou a linha de chegada em quarto lugar, mas a dois segundos de Munnings, garantindo assim a terceira posição e o título do campeonato para a X44 Vida Carbon Racing, com apenas dois pontos de vantagem sobre a RXR.



Mais adiante, a direção cuidadosa de Klara Andersson manteve Emma Gilmour atrás enquanto a piloto da NEOM McLaren Extreme E tentava um pódio inaugural para a equipe. Gilmour garantiu o segundo lugar, e as performances de Andersson e Al-Attiyah renderam à ABT CUPRA XE sua primeira vitória em um X Prix e dois pódios consecutivos em sua primeira campanha na Extreme E.


Atrás da luta entre Gutiérrez e Munnings estava a Veloce Racing. O quinto lugar marcou uma reviravolta impressionante para a equipe e um incrível regresso de Molly Taylor à Extreme E.


Klara Andersson, da ABT CUPRA XE, disse: "Uau! São tantas emoções agora, para ser honesta. Estou esperando por isso há muito tempo”.


“É apenas minha segunda corrida na Extreme E, e meu primeiro fim de semana de corrida propriamente dito, então estar no topo do pódio é incrível. Eu não teria conseguido sem Nasser e toda a equipe."


Nasser Al-Attiyah, da ABT CUPRA XE, disse: "Obrigado à equipe e obrigado a Klara. Tivemos um fim de semana incrível e estamos felizes por vencer a última corrida”.


“Agora temos muita confiança para voltar no próximo ano e lutar pelo título!”


Tanner Foust, da NEOM McLaren Extreme E, disse: "Houve confusão no início, o que estranhamente é o que você deseja quando está em último. Acabei saindo em segundo, acho, e tinha Timmy [Hansen] atrás de mim. Foi difícil permanecer no segundo lugar na primeira volta, até que apareceu Emma [Gilmour] - ela foi incrível”.


Emma Gilmour, da NEOM McLaren Extreme E, disse: "É simplesmente fantástico - a equipe trabalhou muito durante todo o ano. Tivemos alguns contratempos ao longo do caminho, então isso é para a equipe, não poderíamos fazer isso sem eles. Tanner é um companheiro de equipe fantástico e estou muito feliz por terminar assim a temporada”.


Após a consagração da X44 Vida Carbon neste domingo em Punta del Este, a Extreme E já se prepara para a temporada 2023, que começará no fim de semana de 11 e 12 de março na Arábia Saudita.


Resultados


ABT CUPRA XE 10:26.537

NEOM McLaren Extreme E +3.427

X44 Vida Carbon Racing +10.467 (PENALIZADO)

Genesys Andretti United Extreme E +11.029 (PENALIZADO)

Veloce Racing +15.094 (PENALIZADO)


Classificação do Campeonato


X44 Vida Carbon Racing: 86 pontos

Rosberg X Racing: 84 pontos

ACCIONA | SAINZ XE Team: 66 pontos

No.99 GMC HUMMER EV Chip Ganassi Racing: 63 pontos

NEOM McLaren Extreme E: 52 pontos

ABT CUPRA XE: 46 pontos

Genesys Andretti United Extreme E: 45 pontos

XITE ENERGY Racing: 33 pontos

JBXE: 27 pontos

Corrida de Veloce: 18 pontos



Visite nossa Plataforma de Compra e Venda de Veículos e tenha atendimento com especialistas que vão ajudar você a realizar o melhor negócio




Gostou da matéria? – Saiba que a sua contribuição é muito importante para a realização do nosso trabalho de jornalismo independente e totalmente gratuito.


Para publicidade, apoio ou parcerias na seção #Automobilismo entre em contato através do e-mail: publicidade@revistapubliracing.com.br

댓글


350x250.gif
300.250.png
bottom of page