top of page

Expressas: Na União Europeia marcas pedem um Euro 7 “mais leve”


Expressas: Na União Europeia marcas pedem um Euro 7 “mais leve”

Na sexta-feira, 22 de Setembro em Bruxelas, países da União Europeia reunidos manifestaram-se contrários às rígidas regras do Euro 7.


Trata-se de negociar uma versão com menos exigências junto da Comissão Europeia, numa conversa em que associações como a ACEA, que representa as principais montadoras na EU, vem estado empenhada.


A questão são os limites de emissões de poluentes não-CO2 e os óxidos de nitrogênio.


A proposta apresentada pela Espanha já tem aprovação de 9 países incluindo dois dos principais mercados, França e Itália.


O CEO da Renault, Luca Di Meo disse que "O Euro7 na forma como foi apresentado forçará as montadoras a investirem em motores a combustão sem futuro, pois deixarão de ser usados a partir de 2030."

Na 2ª feira, 25 de Setembro, haverá uma reunião ministerial onde deverá ser preparada a proposta a ser discutida com o Parlamento Europeu.

 

Com jornalistas nos dois lados do oceano, informamos que nossos textos contêm expressões e palavras utilizadas tanto no Brasil como em Portugal, de acordo com a origem do conteúdo e o mercado principal a que se destinam.


Commentaires


350x250.gif
300.250.png
bottom of page