top of page

Ducati Panigale V2 Bayliss, uma poderosa e justa homenagem


Ducati Panigale V2 Bayliss, uma poderosa e justa homenagem

21 tem sido um número mágico para a Ducati desde que Troy Bayliss o esculpiu com suas vitórias na história do motociclismo. Precisamente em 2021, vinte anos após vencer o Campeonato Mundial de Superbike de 2001, a Ducati homenageia a lendária carreira do piloto australiano dedicando a ele uma motocicleta especial, produzida em uma série numerada, que celebra o primeiro dos três títulos mundiais de SBK vencido por Bayliss: o Ducati Panigale V2 Bayliss 1º aniversário do campeonato.


A ligação entre Bayliss e Ducati Corse no Campeonato Mundial de Superbike é uma das histórias mais fascinantes do universo da Motovelocidade. Os resultados desta bela aventura são 52 vitórias, 94 pódios e três títulos mundiais (2001, 2006 e 2008) conquistados com três motos diferentes: a 996 R de dois cilindros, a 999 R e a 1098 R. Troy Bayliss é o único piloto da história capaz de vencer no MotoGP e no Mundial de Superbike na mesma temporada (2006) e suas conquistas em pista marcaram o nome do australiano nos corações de todos os Ducatisti.


Agora a química vencedora entre a Ducati e "Baylisstic" é reavivada com a criação desta motocicleta comemorativa, cujo nome foi escolhido diretamente pelo piloto, que também contribuiu ativamente para a criação do conceito gráfico.

Ducati Panigale V2 Bayliss, uma poderosa e justa homenagem

Feita a partir da base do Panigale V2, a versão "Bayliss 1st Championship 20º Anniversary" é caracterizada por sua pintura especial, cujos gráficos são inspirados nos do 996 R que na temporada de 2001 impulsionou Bayliss à conquista de seu primeiro título, revisitando suas cores e recortes. O vermelho Ducati é a cor principal da moto e se junta ao verde e ao branco em uma homenagem ao espírito italiano do fabricante de motocicletas com sede em Bolonha, enquanto o icônico # 21, o número de corrida de Troy Bayliss e o logotipo da Shell, que visualmente fortalece a relação com a bike de corrida, e destaque-se nas laterais e na frente. O autógrafo de Troy é reproduzido no tanque de combustível, enquanto a pinça tripla de alumínio do tarugo mostra o nome da moto e a numeração progressiva deste modelo único.



Para tornar a motocicleta ainda mais eficaz na pilotagem em pista, a Ducati optou por equipar a Panigale V2 Bayliss com componentes Öhlins. O garfo dianteiro NX30 e o amortecedor traseiro TTX36 garantem a máxima suavidade e são projetados para obter o melhor desempenho em circuito, com uma configuração que torna a moto mais precisa e oferece ao piloto maior sensibilidade e suporte em todas as fases da pilotagem. O amortecedor de direção, graças aos ajustes com os quais está equipado, permite personalizar sua calibração adaptando-o ao estilo de pilotagem e às características da pista.

Em comparação com a versão padrão, a Panigale V2 Bayliss também é 3 kg mais leve, graças à adoção de uma bateria de íon-lítio e à escolha da configuração monolugar que relembra explicitamente o visual da moto de corrida (assento do passageiro e apoios para os pés estão disponíveis no equipamento fornecido).

Ducati Panigale V2 Bayliss, uma poderosa e justa homenagem

O equipamento é complementado pelos punhos desportivos, pela tampa da saída do silenciador em fibra de carbono e titânio e pelo assento do piloto feito pela combinação de dois materiais distintos com dupla costura vermelha. O número 21 de Troy é bordado a branco na sela e, juntamente com as faixas verdes e vermelhas, compõe a bandeira italiana.


A Panigale V2 representa o modelo de entrada da família Panigale. É alimentado pela unidade de dois cilindros Superquadro de 955 cc (em conformidade com Euro 5), com uma potência máxima de 155 cv a 10.750 rpm e um torque máximo de 104 Nm a 9.000 rpm. O chassi é baseado no quadro monocoque, enquanto o design elegante e esportivo é inspirado no Panigale V4.


O pacote eletrônico, dedicado à segurança ativa e ao controle da dinâmica do veículo, inclui a função de "curva" aplicada ao ABS Bosch, a mudança rápida eletrônica que também funciona na redução de marchas e tração, freio motor e controles de roda (Quick Shift, Traction Control, Wheelie Control, Motor Brake Control). Todos os controles estão integrados nos três Modos de pilotagem (Corrida, Esporte e Rua) que podem ser modificados usando o painel TFT colorido de 4,3 "com gráficos e interface projetados para tornar intuitiva a navegação no menu e o ajuste das configurações, bem como a identificação imediata dos modos selecionados.


Para publicidade, apoio ou parcerias na seção Motocicletas entre em contato através do e-mail: publicidade@revistapubliracing.com.br







350x250.gif
300.250.png
bottom of page