top of page

Dakar 2024: Moraes dá primeira vitória ao Brasil no Dakar


Dakar 2024: Moraes dá primeira vitória ao Brasil no Dakar

Em mais um feito histórico para o automobilismo brasileiro, o piloto Lucas Moraes foi o vitorioso do dia na edição 2024 do Rally Dakar. Desde a estreia do país, em 1988, na lendária aventura no deserto, que este ano acontece na Arábia Saudita, nenhum brasileiro havia conseguido chegar em primeiro lugar entre todos os competidores. Moraes disputa a principal categoria, a Carros, que reúne as equipes oficiais de fábrica e os maiores pilotos da modalidade de todo o mundo.


Em 2023, Moraes já havia conquistado o primeiro pódio brasileiro no resultado final de uma edição do Dakar, fato que lhe rendeu na atual temporada uma vaga na equipe Toyota Gazoo Racing, oficial da fábrica japonesa e atual campeã do Dakar.


A especial de hoje abriu a chamada “maratona”, trecho composto por duas especiais e que permite apenas duas horas na noite de hoje para eventual manutenção e preparo dos carros. Na chegada, o brasileiro foi cumprimentado pelos companheiros da equipe, agradeceu a ajuda de todos e chorou de emoção. Acometido por uma forte gripe desde o primeiro dia do Dakar, ele também acompanha a evolução do tratamento da filha de quatro anos de idade, internada devido a um quadro de meningite. “No começo, a condição dela nos assustou. Foi difícil, como pai, ficar aqui, mas os médicos disseram que tudo correria bem. Agora ela já está bem melhor e a previsão é de que amanhã já sai do hospital e vai pra casa. É, então, um dia duplamente feliz”, contou Moraes.


Dakar 2024: Moraes dá primeira vitória ao Brasil no Dakar

A disputa pelos 447km da especial – trecho cronometrado e válido pela corrida – foi super competitiva. Vários pilotos chegaram a ocupar a ponta, mas a briga final pela vitória envolveu Moraes, o sueco Mattias Ekstrom (Audi), o saudita e campeão mundial Yazeed Al-Rajhi (Overdrive) e o atual campeão do Dakar, Nasser Al-Athiya (Prodrive), do Qatar. Na marca de 352km, Nasser tomou a ponta de Moraes por apenas quatro segundos. O carrarense chegou a abrir 22 segundos, mas Lucas reagiu com uma tocada vigorosa, retomou a dianteira e deu a primeira vitória ao Brasil em uma especial do Dakar. O primeiro lugar foi garantido por apenas 9s sobre o segundo colocado, o Audi RS Q e-tron E2 da dupla sueca Mattias Ekström/Emil Bergkvist.


 Com o resultado, Lucas e o navegador Armand Monleón subiram do oitavo para o quarto posto na classificação geral da prova, que é liderada pela dupla Yazeed Al-Rajhi (Arábia Saudita)/Timo Gottschalk (Alemanha).


“O Dakar é extremamente duro com o carro todo, mas os pneus sofrem demais. E poupar pneus e o carro é uma das principais estratégias para chegar bem na corrida. Não é fácil – todo mundo quebra ou tem pneus furados. Mas hoje nós conseguimos fazer uma corrida “limpa” e com boa velocidade o tempo todo. A navegação do Armand foi perfeita e permitiu que não perdêssemos tempo em nada. Vimos outros competidores perderem posição porque tiveram pneus furados, ou erraram. Nós, felizmente, conseguimos juntar todas as peças desse quebra-cabeça, o que nos deu esse resultado”,

explicou o vencedor da especial de hoje, que tem apoio de Red Bull, Repsol, Strava, Oakley e Zapalla, além de ter levado a marca brasileira de pneus SpeedMax como patrocinadora da equipe Toyota Gazoo Racing neste Dakar.


Rodrigo Varela/Enio Bozzano Júnior (Can-Am Maverick XRS Turbo)
Rodrigo Varela/Enio Bozzano Júnior (Can-Am Maverick XRS Turbo)

Mais brasileiros – Com 17 representantes, o Brasil tem neste ano sua maior delegação no Dakar. E tem tido bons resultados. A história mais curiosa do dia novamente ficou por conta da dupla Rodrigo Varela/Enio Bozzano Júnior (Can-Am Maverick XRS Turbo), que corre com um carro improvisado na categoria UTV T4 após seu equipamento ser desviado de rota por piratas no Mar Vermelho – e assim perder a data de início do evento, na última sexta-feira. “Nós fomos desviar de uma rocha grande, íamos bater feio, mas com isso caímos em cima de uma moita gigante, e o UTV ficou preso lá, com as quatro rodas no ar”, conta Rodrigo que, junto com Enio, conseguiu liberar o veículo, para ainda terminar em sétimo no dia, caindo de segundo para quarto na classificação geral da T4. O duo, que venceu a primeira especial da T4, no último sábado, tem apoio de Divino Fogão, Can-Am, Motul e Quadrijet e defende a equipe Team Brazil, formada por familiares e técnicos nacionais.


Marcelo Medeiros (Yamaha Raptor 700) seguiu forte na categoria Quadriciclos. Foi quarto colocado hoje e ocupa a terceira posição no ranking geral da divisão. O navegador Gustavo Gugelmin, parceiro do piloto norte-americano Austin Jones (Can-Am Maverick XRS Turbo) terminou em sexto e ocupa a mesma colocação na categoria UTV T3, destinada a protótipos. Ainda nesta divisão, a dupla Marcelo Gastaldi/Cadu Sachs (Taurus T3 Max) teve seu melhor dia no Dakar, terminando hoje em quinto e passando ao oitavo lugar na geral. Na T4, o brasileiro Cristiano Batista e o navegador espanhol Fausto Motta (Can-Am Maverick XRS Turbo) lideraram mais da metade do dia, mas tiveram problemas e terminaram em quinto, colocando-se agora em quinto na geral.


A especial desta terça-feira (09) será a quarta das 12 previstas para o Dakar e encerrará o trecho maratona. Ela será a mais curta até o momento, com 299km de extensão. Os pilotos partem de Al Salamiya rumo a Al Hofuf, uma cidade situada no coração de um oásis extenso e exuberante, emoldurado por três milhões de tamareiras em seu entorno. Apesar de ser a especial mais curta, também será uma das mais traiçoeiras. Segundo a organização da prova, há trechos de navegação extremamente difícil, com potencial para influenciar no resultado final da corrida.


Lucas Moraes
Lucas Moraes

Confira os principais resultados e demais informações:

 

RESULTADOS

Apuração que pode ser alterada após avaliação dos resultados e infrações pelos comissários técnicos

Categoria Carros - 3ª Especial de 438km, de Al Duwadimi até Al Salamiya

1. Lucas Moraes (BRA) / Armand Monleon (ESP) - Toyota GR DKR Hilux, 4h14min51s

2. Mattias Ekström (SUE) / Emil Bergkvist (SUE) - Audi RS Q e-tron E2, +0min09s

3. Yazeed Al-Rajhi (SAU) / Timo Gottschalk (ALE) - Toyota Hilux Overdrive, +1min09s 4. Nasser Al-Attiyah (CAT) / Mathieu Baumel (FRA) – Prodrive Hunter, +1min33s

5. Seth Quintero (EUA) / Dennis Zenz (ALE) - Toyota GR DKR Hilux, +2min01s

6. Carlos Sainz (ESP) / Lucas Cruz (ESP) - Audi RS Q e-tron E2, 3min29s

7. Mathieu Serradori (FRA) / Loic Minaudier (FRA) – Century CR6-T, +5min21s

8. Stéphane Peterhansel (FRA) / Edouard Boulanger (FRA) - Audi RS Q e-tron E2, +7min49s

9. Benediktas Vanagas (LIT) / Kuldar Sikk (EST) – Toyota Hilux, +11min26s

10. Vaidotas Zala (LIT) / Paulo Fiuza (POR) – Mini John Cooper Works Rally Plus, +14min10s

 

Categoria Carros – Acumulado após a 3ª Especial

1. Yazeed Al-Rajhi (SAU) / Timo Gottschalk (ALE) - Toyota Hilux Overdrive, 13h07min29s

2. Carlos Sainz (ESP) / Lucas Cruz (ESP) - Audi RS Q e-tron E2, +0min29s

3. Mattias Ekström (SUE) / Emil Bergkvist (SUE) - Audi RS Q e-tron E2, +8min26s

4. Lucas Moraes (BRA) / Armand Monleon (ESP) - Toyota GR DKR Hilux, +9min17s

5. Nasser Al-Attiyah (CAT) / Mathieu Baumel (FRA) – Prodrive Hunter, +10min49s

6. Stéphane Peterhansel (FRA) / Edouard Boulanger (FRA) - Audi RS Q e-tron E2, +18min05s

7. Mathieu Serradori (FRA) / Loic Minaudier (FRA) – Century CR6-T, +18min32s

8. Seth Quintero (EUA) / Dennis Zenz (ALE) - Toyota GR DKR Hilux, +19min58s

9. Sebastian Loeb (FRA) / Fabian Lurquin (BEL) – Prodrive Hunter, +24min58s

10. Guerlain Chicherit (FRA) / Alex Winocq (FRA) – Toyota Hilux Overdrive, +26min12s

 

Categoria UTVs T4 - 3ª Especial de 438km, de Al Duwadimi até Al Salamiya

1. Yasir Seaidan (SAU) / Adrien Metge (FRA) - BRP Can-Am Maverick XRS Turbo, 4h57min51s

2. João Ferreira (POR) / Filipe Palmeiro (POR) - BRP Can-Am Maverick XRS Turbo, +04min57s

3. Gerrard Farres Guell (ESP) / Diego Ortega Gil (ESP) - BRP Can-Am Maverick XRS Turbo, +05min24s

4. Sara Price (EUA) / Jeremy Gray (EUA) - BRP Can-Am Maverick XRS Turbo, +06min47s

5. Cristiano Batista (BRA) / Fausto Mora (ESP) - BRP Can-Am Maverick XRS Turbo, +08min38s

6. Jerome de Sadeleer (SUI) / Michael Metge (FRA) - BRP Can-Am Maverick XRS Turbo, +09min15s

7. Rodrigo Varela (BRA) / Enio Bozzano Junior (BRA) - BRP Can-Am Maverick XRS Turbo, +24min57s

8. Sebastian Guayasamin (EQU) / Fernando Matias Acosta (ARG) - BRP Can-Am Maverick XRS Turbo, +26min22s

 

9. Eduardo Pons Sune (ESP) / Jaume Betriu (ESP) - BRP Can-Am Maverick XRS Turbo, +44min17s

10. Xavier de Soultrait (FRA) / Martin Bonnet (FRA) - Polaris RZR Pro R, +45min39s

 

Categoria UTVs T4 – Acumulado após a 3ª Especial

1. Gerrard Farres Guell (ESP) / Diego Ortega Gil (ESP) - BRP Can-Am Maverick XRS Turbo, 15h40min02s

2. Sara Price (EUA) / Jeremy Gray (EUA) - BRP Can-Am Maverick XRS Turbo, +15min05s

3. Jerome de Sadeleer (SUI) / Michael Metge (FRA) - BRP Can-Am Maverick XRS Turbo, +19min41s

4. Rodrigo Varela (BRA) / Enio Bozzano Junior (BRA) - BRP Can-Am Maverick XRS Turbo, +21min46s

5. Cristiano Batista (BRA) / Fausto Mora (ESP) - BRP Can-Am Maverick XRS Turbo, +31min38s

6. Yasir Seaidan (SAU) / Adrien Metge (FRA) - BRP Can-Am Maverick XRS Turbo, +41min52s

7. João Ferreira (POR) / Filipe Palmeiro (POR) - BRP Can-Am Maverick XRS Turbo, +48min17s

8. Xavier de Soultrait (FRA) / Martin Bonnet (FRA) - Polaris RZR Pro R, +51min45s

9. Sebastian Guayasamin (EQU) / Fernando Matias Acosta (ARG) - BRP Can-Am

Maverick XRS Turbo, +1h21min59s

10. Eduardo Pons Sune (ESP) / Jaume Betriu (ESP) - BRP Can-Am Maverick XRS Turbo, +2h16min15s

350x250.gif
300.250.png
bottom of page