top of page

CPM: Rampa Pêquêpê Arrábida tem extensa lista de inscritos


CPM: Rampa Pêquêpê Arrábida tem extensa lista de inscritos

Numa época de recordes, a 3ª prova do Campeonato de Portugal de Montanha JC Group 2023 afina pelo mesmo diapasão e apresenta a sua melhor lista de inscritos de sempre. Aos dois dias intensos de competição, o Clube de Motorismos de Setúbal acrescenta três de festa rija, para ser saboreada em pleno coração da capital de distrito sadina.


O programa competitivo, com transmissões em direto via Live Streaming ao longo dos dois dias, incluirá no sábado as primeiras subidas de treinos previstas para começar a partir das 10h e a única subida de prova deste dia a estar agendada para as 15.45. No domingo as coisas vão aquecer logo a partir das 10.00, com uma sessão de warm-up e outra de treinos oficiais, antecedendo as duas subidas de prova deste derradeiro dia, programadas para terem início a partir das 14.00, estando a cerimónia de entrega de prémios às 18 horas.


A equipa organizativa sadina não tem poupado esforços para melhorar as condições da rampa. Nos últimos anos, colocou asfalto novo em grande parte do traçado e, só na preparação para a edição de 2023, foram colocados também 900 metros de novos rails.


O “programa das festas” deste evento faz real jus ao nome. A organização preparou 3 dias de muita animação com a 1ª edição da FAN ZONE de acesso livre, que decorrerá na Caetano Retail Park, com a abertura às 18:00h da zona da restauração e expositores. Nessa noite, o espetáculo noturno contará, com as presenças de Porbatuca, Tuna Sadina, GM Tributo aos Xutos e pontapés e Herman José, enquanto no sábado, o palco será partilhado entre as 11.00h e as 18:00h, pelas atuações de Sevilhanas, Teatro by Jokebox, Banda Rock Tonight e, às 20h, os espetáculos principais de TOY e do DJ Wilson Honrado.


COMPETITIVIDADE GARANTIDA COM UMA “ARMADA” FORTE

107 milésimas de segundo ditaram em 2022 o desfecho final da luta pelo triunfo absoluto na Rampa Pêquêpê Arrábida. Então, a vitória caiu para o lado de José Correia. O patrão e piloto da JC Group Racing Team, suplantou a oposição de Hélder Silva (Osella PA2000 EVO2) e os dois apresentam-se à partida da edição de 2023 como favoritos, embora, desta feita, contando com a companhia de António Rodrigues. O piloto do Silver Car tem o handicap de não ter feito a prova do ano passado, mas terá de ser tido em conta a sua candidatura à vitória na prova.


Entre os Protótipos B, favoritismo total para Nuno Guimarães. O “Capitão” e o seu Silver Car S2 querem dar continuidade à invencibilidade que já vem da época de 2022. Nuno Pinto, seu colega de equipa na NJ Racing, quererá ter uma prova limpa de problemas com a sua nova ADR Sport II, enquanto o também duriense Victor Bessa vai dar continuidade à enorme evolução que tem ostentado com o seu PRM RC.

CPM: Rampa Pêquêpê Arrábida tem extensa lista de inscritos

Nos GT a lista de inscritos ostenta uma qualidade acrescida. Ao trio de favoritos a lutar pela vitória constituído por Vítor Pascoal (Porsche 991 GT3 CUP), Gabriela Correia (Mercedes AMG GT4) e Bernardo Garcia e Castro (Porsche 997 GT3 CUP) e ao cada vez mais competitivo Daniel Vilaça (Nissan Nismo 370Z), junta-se agora, desde terras de Leiria, mais um homens dos ralis. Paulo Carvalheiro vai estrear-se nas lides da Montanha com o seu bem preparado Porsche 991 GT3 CUP da Paulcar.


Na Categoria Turismo estão inscritas 14 unidades. Nos Turismo 1, Carlos Gonçalves (Mitsubishi Lancer EVO X) recebe na Arrábida a companhia da regressada Daniela Marques (Subaru Impreza) e de José Carlos Magalhães, com o patrão e piloto da MNE Sport a deixar em casa o Porsche e a alinhar num Mitsubishi Lancer EVO X.


Mas, é na Divisão Turismo 2 que encontrámos o duo que têm lutado pela supremacia nesta categoria. Luís Delgado (Cupra Leon TCR) e Joaquim Teixeira (Cupra TCR) são os protagonistas, sendo de esperar muita ambição na luta pelos lugares do pódio da divisão por parte dos bracarenses (Paulo Silva (Audi RS3 LMS) e Manuel Rocha e Sousa (Cupra TCR), não esquecendo o jovem algarvio Miguel Gonçalves, que tem feito uma época muito interessante com o seu Fiat Punto R3D.


Entre os Turismo 1, Parcídio Summavielle (Renault Clio RS R3) é claro favorito e, entre os seus adversários, estarão como habitualmente Celso Fonseca (Citroen Saxo), José Borges (Citroen C2 R2), a setubalense Eva Laranjeira (Kia Picanto) e Rute Brás (Peugeot 206 RC), sendo novidade a presença do sempre rápido Gonçalo Inácio (Peugeot 208 R2) que, em circunstâncias normais, poderá assumir o papel de principal desafiador da supremacia de Summavielle.


Passando à nova Categoria Super Challenge, registo para a presença de 16 equipas, distribuídas pelos 4 grupos. No Grupo SC A, alinha Luís Nunes e o Skoda Fabia R5, binómio invicto na época, quer no grupo, quer na categoria. Juntam-se a ele entre os 4X4 os dois Mitsubishi Lancer EVO VI de Daniel Pacheco e José Carlos Pouca Sorte.

CPM: Rampa Pêquêpê Arrábida tem extensa lista de inscritos

Quanto aos SC B, o duelo será entre o Citroen AX GTi de Gonçalo Janeiro e o Fiat Uno 45s de André Magalhães. Bruno Magalhães (Citroen Saxo) e Miguel Matos (Peugeot 106 Maxi) quererão muito mais do que só discutir o triunfo no Grupo SC C, onde têm a companhia do sempre muito regular Abílio Aparício (Peugeot 205).


Finalmente, nos SC D, temos “casa cheia”. 8 pretendentes, liderados pelo BMW M3 do famalicense Luís Silva, correndo ainda atrás da glória mais quatro exemplares da marca bávara: o 330 de Aníbal Pinto, o 328is de João Macedo e os M3 de Carlos Correia e Rui Pinheiro. A lista fica completa com os Mini Cooper S de José Salgado e Arlindo Beça e o VW Golf GTI de António Ferreira.


Nelson Rocha e o seu Semog têm a responsabilidade de representar na prova a Taça de Portugal de Kartcross de Montanha.


LEGENDS, CLÁSSICOS E 1300 COM “CASA CHEIA”

A Arrábida não assistirá ao terceiro round do duelo que este ano tanto tem animado os Clássicos. José Pedro Gomes e o seu Ford Escort RS 1800 estarão ausentes e isso abre o caminho para Flávio Saínhas tentar levar o seu Ford Escort MKI ao segundo sucesso do ano. Mas não terá uma tarefa fácil. Pela frente, contará com a oposição de Fernando Salgueiro (Ford Escort MKII), com o atual bicampeão nacional a estar a realizar uma época em crescendo, juntando-se ao “combate” o icónico Mário Silva. O laureado piloto que já tantas vezes venceu na Arrábida, aparece este ano com um Ford Escort RS 1600 MKI.

CPM: Rampa Pêquêpê Arrábida tem extensa lista de inscritos

Destaque para o regresso de Ricardo Loureiro. Com um renovado Ford Escort MKII, o piloto do Caramulo também vai querer ter uma palavra a dizer na discussão dos lugares do pódio, sendo 7 os participantes nos Clássicos, com a lista a incluir ainda os nomes de Carlos Fava (VW 1303), Luís Moutinho (Ford Escort MKI) e de rui gama (Austin Clubman).


Nos Legends, Pedro Alves e o seu Citroen Saxo VTS vêm desde Vila Real com o firme propósito de manter a invencibilidade. Terá pela frente a oposição habitual de Carlos Oliveira (Ford Sierra Cosworth) e de Miguel Gonçalves (BMW E36 Coupé), sendo novidade na lista de inscritos deste campeonato o Citroen Xsara VTS de Luís Fonseca e o Nissan Sunny de Bernardo Almeida. Estreante na Penha, Vânia Loureiro tomou-lhe o gosto e estará na Arrábida com o seu Peugeot 205.


E 7 é a conta que a fortuna fez para as lides dos 1300. A capitanear o plantel está Armando Freitas (Toyota Starlet), que procurará o terceiro triunfo consecutivo da época, tendo como oponentes principais os Fiat Punto 85 Sport de João Diogo Santos e Carlos Ferreira, sendo grande a expectativa em relação ao que poderá fazer Daniel Rolo, sempre muito rápido na Arrábida e que este ano alinha com um Datsun 100A, com que deverá dominar nos clássicos desta cilindrada. O pelotão dos 1300 conta ainda com Diogo Constante (Fiat Uno), Catarina Silva (Citroen C1) e José Pedro Figueiredo (Datsun 1200).


REVIVAL TOUR COMPLEMENTA CPM

Fora das refregas do campeonato, a prova conta ainda com 11 inscritos no Revival Tour, sobressaindo os nomes dos consagrados Rui Madeira, José Grosso, Nuno Madeira, Aníbal Rolo, Igor Alexandre e Paulo Fiúza, a que se juntam Eduardo pereira, Fernando Gomes, Rui machado, Abílio Machado, Miguel Duarte, Jorge Arvana, Jorge Paulino e Edgar Graça, aos comandos de belos exemplares da relojoaria automóvel de competição, entre os quais o Mitsubishi Lancer EVO III vencedor de Taça do Mundo de Ralis, um Nissan Sunny 4X4 ex-fábrica, vários Ford Escort MKI, um Cortina Lotus e um trio de BMW 1602. Um desfile de grandes máquinas, nas mãos de grandes pilotos!

 

Com jornalistas nos dois lados do oceano, informamos que nossos textos contêm expressões e palavras utilizadas tanto no Brasil como em Portugal, de acordo com a origem do conteúdo e o mercado principal a que se destinam.


Visite nossa Plataforma de Compra e Venda de Veículos e tenha atendimento com especialistas que vão ajudar você a realizar o melhor negócio



Gostou da matéria? – Saiba que a sua contribuição é muito importante para a realização do nosso trabalho de jornalismo independente e totalmente gratuito. Saiba como apoiar aqui


Para publicidade, apoio ou parcerias na seção #Automobilismo entre em contato através do e-mail: publicidade@revistapubliracing.com.br

Comments


350x250.gif
300.250.png
bottom of page