top of page

Conhecendo os chefes de equipe da Fórmula E: Amiel Lindesay, da TAG Heuer Porsche Fórmula E Team


Os pilotos são os grandes protagonistas em cada competição da ABB FIA Fórmula E, mas por trás deles existem muitas pessoas trabalhando para alcançar o sucesso, e os chefes de equipe são peças fundamentais.


Amiel Lindesay, chefe de operações da equipe oficial Porsche de Fórmula E, tem uma extensa carreira no automobilismo, que começou em sua cidade natal, Auckland, na Nova Zelândia. Lá ele deu seus primeiros passos, inicialmente com o sonho de ser piloto de corridas, e depois passou a trabalhar do outro lado do muro do pit.


“Queria ser piloto de corridas, mas isso não aconteceu. Conheci algumas pessoas da Europa, fiz contatos e comecei por baixo no automobilismo, fui abrindo caminho da Fórmula Ford até a Fórmula 1, Carros de Turismo na Alemanha, Corridas de Endurance e agora a Fórmula E. Tem sido uma boa jornada. Agora este é o próximo capítulo, e estou entusiasmado por estar onde estamos”, disse Lindesay, que trabalha para a Porsche desde 2012, e que desde 2019 foi o responsável por preparar a chegada da marca alemã na Fórmula E, o que aconteceu no ano passado na Temporada 6.

“Meu trabalho como chefe de operações abarca muitos aspectos diferentes. Basicamente, sou o responsável pela equipe. Trata-se de articular tudo, desde a parte de engenharia, de operações, até os mecânicos. Unir tudo e conseguir o melhor resultado por parte de todos.”

Os finais de semana de corrida da Fórmula E podem ser muito desgastantes mentalmente para todos os envolvidos, e no caso de Lindesay nem tudo termina com a bandeira quadriculada.


“Você sai do hotel às 5 da manhã e volta à meia-noite, o que torna o dia muito longo. E sim, você precisa relaxar. Para mim pessoalmente continua sendo bastante estressante até voltarmos, porque mesmo quando voltamos é preciso analisar o evento e informar a sua equipe em casa sobre o que aconteceu. Acho que somente dois dias depois tento andar de bicicleta, gosto do ciclismo. Isso libera minha mente, é como eu gosto de relaxar”, revelou o neozelandês.

Questionado sobre qual a sua cidade favorita entre as que visitou com a Fórmula E, Lindesay destaca uma que o marcou: “Devo dizer que Santiago do Chile foi uma cidade muito agradável para nossa equipe. Gostamos muito de lá e esperamos voltar em breve”.


Por último, o chefe da equipe Porsche explicou porque a Fórmula E é tão importante para a marca com sede em Stuttgart, Alemanha.



“É o próximo passo para nós, é o próximo capítulo do automobilismo. Viemos dos motores de combustão, depois passamos para a era híbrida e agora vamos em direção aos carros totalmente elétricos. É também uma ponte na transferência de tecnologia entre os carros de rua e o que fazemos na pista, e usar essa informação, compartilhá-la sob o mesmo teto, é uma vantagem real para a Porsche Motorsport, para que os carros do futuro sejam um produto melhor.”

Para publicidade, apoio ou parcerias na seção Automobilismo entre em contato através do e-mail: publicidade@revistapubliracing.com.br

Comments


350x250.gif
300.250.png
AEA_SDSEC2024_CARROSSEL_01.png
bottom of page