• Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram
Revista Publiracing

Comissão Europeia vai subsidiar projeto de trem a hidrogênio com participação da CAF e Toyota


A FCH JU, uma agência da Comissão Europeia dedicada à promoção do desenvolvimento do hidrogénio e das células de combustível, selecionou a proposta FCH2 Rail para negociar um acordo de subvenção da UE no valor de 10 milhões de euros.


O projeto FCH2 Rail é promovido por um consórcio tecnicamente liderado pela CAF e constituído por DLR, Renfe , Toyota Motor Europe, Adif , IP, CNH2 e Failveley Stemmann Technik que pretende desenvolver um protótipo de trem movido a hidrogénio, com financiamento de fundos europeus através do programa H2020.


O projeto abrangerá a fabricação e os testes para a validação e homologação de um protótipo de trem com emissão zero e desempenho competitivo em relação aos atuais trens movidos a diesel, tanto em veículos novos quanto em reformas.


Parte fundamental do projeto consiste na participação em comitês europeus de normatização ferroviária, com o objetivo de promover a elaboração de novas normas ou a atualização das existentes com as condições necessárias para acomodar a tecnologia de células de hidrogênio na rede ferroviária.

Acordo


O Consórcio em que participam empresas de Espanha, Bélgica, Alemanha e Portugal, já iniciou o processo de celebração do acordo contratual que inclui a participação de cada um dos sócios e prevê-se que termine antes do final do ano, o que daria luz verde para seu início em janeiro de 2021.


O projeto terá a duração de cerca de quatro anos e terá um orçamento de mais de 14 milhões de euros, dos quais cerca de 70 por cento corresponderão a fundos europeus.

Unidade Civia

O protótipo será baseado em uma unidade Civia da Renfe com três carros em que será instalado um sistema de geração de energia elétrica a partir da hibridização de energia de células de hidrogênio e baterias LTO, integrando por sua vez com o sistema de tração já existente no veículo.


O protótipo será um dos primeiros demonstradores ferroviários de um veículo bimodal de célula de combustível a hidrogênio e, portanto, poderá circular em modo elétrico em infraestrutura eletrificada, ou em modo híbrido em trechos sem catenária.


O protótipo passará por uma fase contínua de testes para otimizar a solução hibrida, e será finalmente validado em Espanha, Portugal e um terceiro país a ser determinado. O projeto incluirá também o estudo de diferentes soluções de aproveitamento do calor gerado por baterias de hidrogênio, como medida de aumento da eficiência energética.


Para publicidade, apoio ou parcerias na seção Ferrovia entre em contato através do e-mail: publicidade@revistapubliracing.com.br


Pensando em vender seu veículo? - Nós compramos !