top of page

Com inspiração brasileira, a caracterização do protótipo Audi Q6 e-tron


Com inspiração brasileira, a caracterização do protótipo do Audi Q6 e-tron é única

Cada design é único: desde a apresentação do Audi e-tron em 2018, a marca dos quatro anéis tem vindo a dotar protótipos e modelos únicos com decorações personalizadas, o chamado "livery design" da Audi - mais recentemente o S1 Hoonitron e o showcar de Fórmula 1. A marca dos quatro anéis já apresentou mais de 20 veículos com este exterior especial, todos desenhados por Marco dos Santos, responsável pela área de Design Branding da Audi. A sua mais recente visão decora agora o protótipo do Audi Q6 e-tron.


"A linguagem de design da Audi está a dar o próximo passo com o Q6 e-tron e quisemos tornar isso claro na decoração do protótipo", diz Marco dos Santos. "A arquitetura e o carácter de um veículo são sempre únicos, assim como o design individual de cada elemento decorativo. Começamos sempre por decidir quais os aspetos do veículo que queremos realçar e enfatizar. Embora o novo projeto também se baseie em elementos de design anteriores - como o vermelho néon também usado no Audi Q6 e-tron, amplamente conhecida dos memoráveis autocolantes do Audi e-tron 2018 - cada novo modelo também abre um novo capítulo", observa. "Na Audi, a tecnologia e o design estão ligados e formam uma única entidade. À medida que as nossas tecnologias se tornam mais poderosas e precisas, isso também é visível no nosso design, escolha de materiais e narrativa", explica.

De acordo com Marco dos Santos, a decoração traduz os elementos técnicos do veículo numa linguagem visual memorável. O que torna a linguagem de design única é o facto de esta conversa poder ser mantida globalmente.

"Certas coisas são vistas de forma diferente em diferentes países, mas no final, o design funciona em todo o lado - ou em lado nenhum."

As formas têm um interfluxo harmonioso para enfatizar elementos-chave.


No caso do Audi Q6 e-tron, os grafismos de grandes dimensões identificam o veículo como um protótipo à primeira vista, o que, na opinião de Marco dos Santos, está "sempre num campo de tensão muito especial". "Quando se trata de um protótipo, a decoração cria oportunidades para conversarmos sobre o design, que na verdade ainda está em grande parte envolto em segredo. Isto permite-nos ser vagos, enquanto já definimos alguns aspetos".


Linhas claras e elevado contraste: Os gráficos radiais de grande escala em Gloss Fierce Fuchsia encontram-se com uma malha geométrica detalhada e gráficos às riscas em tom Prata. As formas fluem suavemente umas para as outras, enfatizando os elementos-chave da arquitetura do veículo. O painel inferior das embaladeiras é destacado da carroçaria em branco, acentuando a filosofia e-tron da Audi, que coloca a condução sem emissões no centro do design. As jantes dinâmicas de cinco braços e o Singleframe que define o visual da Audi também são completamente brancos. As inserções em vermelho néon, designadas por "e-tron Powerstripes", realçam a zona superior das embaladeiras. Como local de instalação da bateria, este é o coração pulsante do veículo 100% elétrico.


Outra elegante linha vermelha néon percorre a traseira e realça os pronunciados guarda-lamas “quattro” - os contornos da carroçaria que suportam os pilares D. Os guarda-lamas são uma reminiscência do Audi quattro original e são um elemento central do ADN de design da Audi. "Tornar a tecnologia visível" é o nome deste princípio de design central da marca dos quatro anéis. Uma grelha de malha fina corre ao longo do bordo superior da carroçaria, conferindo ao veículo o seu perfil técnico. A zona do habitáculo é completamente destacada da carroçaria pelo tom preto, exceto os pilares D.


“A decoração tem de funcionar a 360 graus.”

O processo de conceção dos autocolantes é semelhante para cada veículo. Utilizando representações detalhadas dos designers de exteriores, a equipa trabalha em conjunto para decidir quais os elementos que compõem o modelo e em que partes da carroçaria se deve concentrar. O objetivo é refletir de forma abstrata e reforçar visualmente o carácter do modelo através dos autocolantes. "A ideia original tem sempre de continuar a ser o princípio orientador."

Com inspiração brasileira, a caracterização do protótipo do Audi Q6 e-tron é única

É nessa altura que o processo de design de Marco dos Santos realmente tem início. Com muitos esboços feitos à mão no papel ("só preciso daquela ligação entre a mente, o lápis e a mão"), a visão é finalmente transferida para o veículo utilizando software de imagem e gráficos. O automóvel é completamente coberto de autocolantes, um processo que demora vários dias devido ao elevado nível de meticulosidade e precisão necessários.

"Este é o momento da verdade", explica, porque "as linhas que antes pareciam retas já não parecem retas na carroçaria devido aos seus muitos cantos e arestas." Durante esta fase do trabalho, "muita coisa é deitada fora, repensada e redesenhada". Durante o processo, Marco dos Santos tem sempre de ter em conta a forma como as pessoas irão mais tarde ver o seu design. "Nunca se sabe de que ângulo uma pessoa vai ver o Audi Q6 e-tron pela primeira vez. Não é como num filme, com uma câmara, em que podemos decidir focar primeiro esta parte e depois aquela."

No final, quando o design da decoração estiver perfeitamente adaptado às várias geometrias do automóvel, Marco dos Santos terá criado um fato personalizado para o modelo. "Só existe uma vez em todo o mundo, apenas para este modelo específico".


Sobre Marco dos Santos: Nasceu em Munique em 1987, filho de mãe alemã e pai brasileiro. Depois de terminar o liceu, estudou design interdisciplinar na sua cidade natal. Trabalha para a Audi em Design Branding desde 2014, com o seu foco principal no e-tron, IA e desportos motorizados. Para além do mundo automóvel, também trabalha como designer freelancer - criando logótipos, produtos e cartazes, bem como capas de álbuns para artistas de ouro e platina na indústria musical.

Comments


350x250.gif
300.250.png
bottom of page