top of page

Clássicos: Museu do Caramulo em Portugal reforça coleção com Jaguar XJ220 de 1991


Clássicos: Museu do Caramulo em Portugal reforça coleção com Jaguar XJ220 de 1991

A colecção de automóveis do Museu do Caramulo, um dos interessantes da Europa, foi reforçada com um dos Supercarros mais icónicos do início da década de 90: o Jaguar XJ220.


Desenhado por Keith Helfet, o Jaguar XJ220 começou a ser desenvolvido por um pequeno grupo de técnicos da Jaguar, com a premissa de fazer uso da nova versão do motor V12 com quatro válvulas por cilindro, tracção integral e quebrar a barreira das 220 milhas por hora (352 km/h) de velocidade máxima. O concept-car inicial foi apresentado em 1988, no Salão de Birmingham, onde teve uma reacção melhor do que o esperado. A marca recebeu 1500 depósitos de clientes interessados no futuro modelo. As primeiras entregas foram agendadas para 1992. No entanto, a versão final seria um pouco diferente.


Por motivos de requisitos de engenharia e de uma nova legislação que limitava fortemente as emissões, o motor V12 foi substituído por um V6 biturbo e a transmissão integral foi simplesmente cancelada. Embora o peso fosse inferior ao esperado e a potência declarada fosse mais elevada, o propulsor não tinha o mesmo pedigree do inicialmente proposto e provavelmente mais importante, a conjuntura económica tinha mudado. A procura por automóveis de altas prestações abrandou e a marca viu uma grande parte dos potenciais interessados desistirem da compra.

Clássicos: Museu do Caramulo em Portugal reforça coleção com Jaguar XJ220 de 1991
Clássicos: Museu do Caramulo em Portugal reforça coleção com Jaguar XJ220 de 1991

O último XJ220 saiu da linha de produção em Abril de 1994, tendo sido fabricados somente 275 exemplares, transformando este modelo da marca de Coventry num autêntico objecto de culto entre os amantes e apreciadores de automóveis.


Para Salvador Patrício Gouveia, Presidente da Direcção do Museu do Caramulo, “O Jaguar XJ220 é um automóvel mítico, e que além de complementar a crescente colecção de desportivos em exposição, corporiza o espírito de competição que esteve sempre no DNA da Jaguar”.


O XJ220 deteve o título de automóvel de série mais rápido do mundo em 1992, com uma velocidade de 217,1 mph (347,4 km/h) no Circuito de Nardo.

Clássicos: Museu do Caramulo em Portugal reforça coleção com Jaguar XJ220 de 1991
Clássicos: Museu do Caramulo em Portugal reforça coleção com Jaguar XJ220 de 1991
 

Com jornalistas nos dois lados do oceano, informamos que nossos textos contêm expressões e palavras utilizadas tanto no Brasil como em Portugal, de acordo com a origem do conteúdo e o mercado principal a que se destinam.


Visite nossa Plataforma de Compra e Venda de Veículos e tenha atendimento com especialistas que vão ajudar você a realizar o melhor negócio



Gostou da matéria? – Saiba que a sua contribuição é muito importante para a realização do nosso trabalho de jornalismo independente e totalmente gratuito. Saiba como apoiar aqui


Para publicidade, apoio ou parcerias na seção #Clássicos entre em contato através do e-mail: publicidade@revistapubliracing.com.br

コメント


350x250.gif
300.250.png
bottom of page