top of page

Clássicos: Ford Mustang vence as duas provas do Raid Campos do Jordão - Pedra do Baú


Ford Mustang 1969 de Fernando Leibel/Adriano Braz
Ford Mustang 1969 de Fernando Leibel/Adriano Braz

Pilotando o único Ford Mustang inscrito, modelo 1969, a dupla formada pelo piloto Fernando Leibel e pelo navegador Adriano Braz venceu os dois passeios cronometrados realizados no Raid Campos do Jordão – Edição Pedra do Baú. O evento organizado pelo MG Club do Brasil teve um raid noturno na noite de sexta-feira (3 de dezembro) e um diurno no sábado (4). Ambos tiveram também a mesma dupla classificada em segundo lugar: Antonio Marcucci/Ana Assunção, com um Puma GTS 1974.



O raid noturno teve largada e chegada na Pousada do Quilombo, em São Bento do Sapucaí, e foi decidido por apenas um ponto: a tripulação do Mustang perdeu 13 pontos e a do Puma perdeu 14. Américo Nesti/Danilo Nunes, com um BMW 320 1976, completaram os três primeiros lugares. A vantagem de Leibel e Braz foi maior no raid diurno, com largada na Pousada do Quilombo e chegada na Vinícola Villa Santa Maria: 23 pontos perdidos, enquanto Marcucci e Ana Assunção perderam 52. Nesta prova, o terceiro lugar ficou para Leandro Mazzoccato/Lizandra Mazzoccato, com um Alfa Romeo 2300 Ti 1986, o melhor resultado de um carro da marca italiana, uma das que mais tiveram adeptos no Raid. Mercedes-Benz e MG, também com vários representantes na lista de inscritos, conseguiram cada uma um quarto lugar, com Mauro Kern/Mario Lott (Mercedes 450 SLC 1976) no raid noturno e com Manoel A. Cintra/Pedro Lambiasi (MG B GT 1967) no diurno.


Puma GTS 1974 de Antônio Marcucci/Ana Assunção
Puma GTS 1974 de Antônio Marcucci/Ana Assunção

De posse dos troféus conquistados pelas duas vitórias, Fernando Leibel elogiou o raid: “Já participei de muitas provas do MG Club do Brasil e esta foi uma das melhores”, afirmou. “O raid noturno é sempre desafiador, porque há maior dificuldade para ver as referências. O diurno foi interessante porque, apesar de não ser longo, o percurso foi quase todo em subida e isso aumentava o desafio para manter as médias. Em raids de regularidade, a dupla precisa ser metódica, ter atenção o tempo todo e ser criterioso com aferições e verificação do carro antes da prova. E o papel do navegador é fundamental.”


Fernando Pimentel, presidente do MG Club do Brasil e também participante, ficou satisfeito com o Raid Campos do Jordão – Edição Pedra do Baú: “Foi um sucesso. Todos ficaram contentes e elogiaram a prova. O tempo também ajudou: quente e sem chuva. Ficamos quase dois anos sem fazer raids por causa da pandemia e esperamos poder fazer mais eventos como este em 2022”.


MG TD 1951 de Marco Pigossi, o carro mais antigo inscrito no raid
MG TD 1951 de Marco Pigossi, o carro mais antigo inscrito no raid

BMW 320 de Américo Nesti/Danilo Nunes
BMW 320 de Américo Nesti/Danilo Nunes

Resultado final – 105º Raid MG Club do Brasil - Campos do Jordão – Edição Pedra do Baú

Noturno (sexta-feira, 3 de dezembro), dez primeiros colocados (resultado completo nos links abaixo)


1 8 Fernando Leibel/Adriano Braz (Ford Mustang 1969), 13 pontos perdidos

2 21 Antonio Marcucci/Ana C. Assunção (Puma GTS 1974), 14

3 26 Américo Nesti/Danilo Nunes (BMW 320 1976), 26

4 11 Mauro Kern/Mario Lott (Mercedes-Benz 450 SLC 1976), 34

5 28 Geyson Bruno Giglio Silva/Margarete Lemos (VW Passat 1978), 34

6 34 Leandro Mazzoccato/Lizandra Mazzoccato (Alfa Romeo 2300 Ti 1986), 44

7 6 Manoel A. Cintra/Pedro Lambiasi (MG B GT 1967), 45

8 19 Eduardo Lambiasi/Vera L. Lambiasi (MG B GT 1974), 70

9 33 Fernando Pimentel/Maria F. E. Fontes Pimentel (Mercedes-Benz 190E-2.3 1985), 76

10 39 Hamza El Moumen/Sofia Salomão (BMW 325i Cabrio 1994), 117 pontos perdidos.


Diurno (sábado, 4 de dezembro), dez primeiros colocados (resultado completo nos links abaixo)


1 8 Fernando Leibel/Adriano Braz (Ford Mustang 1969), 23 pontos perdidos

2 21 Antonio Marcucci/Ana C. Assunção (Puma GTS 1974), 52

3 34 Leandro Mazzoccato/Lizandra Mazzoccato (Alfa Romeo 2300 Ti 1986), 53

4 6 Manoel A. Cintra/Pedro Lambiasi (MG B GT 1967), 64

5 2 Carlos A. A. Antunes/Rafael A. Antunes (Porsche 911 1977), 70

6 11 Mauro Kern/Mario Lott (Mercedes-Benz 450 SLC 1976), 77

7 33 Fernando Pimentel/Maria F. E. Fontes Pimentel (Mercedes-Benz 190E-2.3 1985), 77

8 26 Américo Nesti/Danilo Nunes (BMW 320 1976), 81

9 3 Manoel F. Cintra Neto/Miriam Lucia Cintra (MG B Roadster 1963), 145

10 35 Julio Duarte Areia Filho/Leticia Maia B. de Mello (Jaguar XJS 1990), 153 pontos perdidos

Belas paisagens no Raid Campos do Jordão - Pedra do Baú
Belas paisagens no Raid Campos do Jordão - Pedra do Baú

MG Club do Brasil

Fundado em 1983, o MG Club do Brasil é um dos mais atuantes clubes de carros clássicos do País. Foi criado para congregar proprietários de modelos da marca inglesa MG, mas logo tornou-se um clube multimarca, admitindo proprietários de carros clássicos de qualquer modelo.


O clube organiza raids de regularidade e passeios como as 1000 Milhas Históricas Brasileiras, Raid de Campos do Jordão e Raid da Serra do Mar. Por serem concebidos para carros clássicos, esses raids percorrem boas estradas, paisagens agradáveis e incluem visitas a pontos de interesse cultural e histórico.


Todos os sábados, o MG Club do Brasil promove encontros informais entre os associados, nos quais o antigomobilismo é o assunto predominante. Também acontecem na sede social (localizada na Vila Romana, zona oeste de São Paulo) eventos temáticos e homenagens a personalidades do automobilismo. O local possui um acervo de publicações automobilísticas disponível aos sócios para consulta. Para saber mais, visite o site do MG Club do Brasil.


Para publicidade, apoio ou parcerias na seção Clássicos entre em contato através do e-mail: publicidade@revistapubliracing.com.br

350x250.gif
300.250.png
bottom of page