top of page

Clássico: Histórico e popular, Citroën 2 CV comemora 75 anos


   Com jornalistas nos dois lados do oceano, informamos que nossos textos contêm expressões e palavras utilizadas tanto no Brasil como em Portugal, de acordo com a origem do conteúdo e o mercado principal a que se destinam.

A Citroën celebra os 75 anos do 2 CV, o seu modelo icónico que teve um total de 5.114.969 unidades produzidas entre 1949 e 1990.


O 2 CV nasceu do projeto TPV (very small car) de 1936 que tinha como objetivo tornar o automóvel um produto acessível, versátil e económico.


Imaginado no coração de Paris, no escritório de design da Citroën na Rue du Théâtre e desenvolvido no centro de testes Ferté-Vidame em Eure-et-Loir, foi apresentado ao público em geral durante o Salão Automóvel de Paris, 7 de outubro de 1948. Os 2 CV terão uma carreira excepcional ao longo de décadas e do total de 5.114.969 unidades, 1.246.335 foram vans 2 CV destinadas, em sua grande maioria, ao trabalho como veículos comerciais. 42 anos depois do seu lançamento, no dia 27 de julho de 1990, pelas 16h00, os últimos 2 CV saíram da fábrica de Mangualde, em Portugal.

   Com jornalistas nos dois lados do oceano, informamos que nossos textos contêm expressões e palavras utilizadas tanto no Brasil como em Portugal, de acordo com a origem do conteúdo e o mercado principal a que se destinam.

A ORIGEM DO 2 CV: O PROJETO TPV

O projeto TPV (very small car) nasceu em meados da década de trinta, em 1936. Tinha como objetivo oferecer um produto automóvel económico, versátil e acessível às classes trabalhadoras. Em 1937, o primeiro protótipo do projeto TPV viu a luz do dia, pesava apenas 370 kg e possuía apenas um farol (a legislação vigente na época não exigia dois). É um veículo capaz de transportar quatro pessoas, 50 kg de bagagem a uma velocidade máxima de 50 km/h, tudo com o máximo conforto.


250 modelos de pré-produção deveriam ser revelados no Salão Automóvel de Paris de 1939, mas isso acabou não acontecendo devido à declaração de guerra. Os modelos já produzidos são, portanto, destruídos, exceto quatro deles que serão guardados secretamente no Centro de Testes Citroën em La Ferté-Vidame.

   Com jornalistas nos dois lados do oceano, informamos que nossos textos contêm expressões e palavras utilizadas tanto no Brasil como em Portugal, de acordo com a origem do conteúdo e o mercado principal a que se destinam.


UM CARRO MÍTICO, TORNE-SE UM ÍCONE DO MUNDO AUTOMOTIVO

Quando a produção começou em julho de 1949, o 2 CV era um carro pequeno equipado com um motor bicilíndrico plano de 375 cm³, 9 cv, refrigerado a ar, capaz de atingir uma velocidade máxima de 50 km/h. Com este modelo, a Citroën conseguiu revolucionar a indústria automóvel ao oferecer um veículo económico e versátil.


A sua silhueta singular e seu aspecto simpático permitiram seduzir rapidamente grande parte da população. Mas são também as suas infinitas utilizações com os seus bancos amovíveis, a sua leveza, a sua agilidade e também o seu conforto que lhe darão grande sucesso. Sem esquecer o seu carácter ultraeconómico, que o tornará o automóvel mais popular. Seu sucesso foi tão grande que em 1950 o prazo de entrega era de 6 anos.


O seu espírito vanguardista, com as suas tecnologias, simples, mas muito engenhosas para a época, permitiram que o modelo fizesse parte do panorama automóvel durante muitos anos. O 2 CV é um modelo intemporal, que se tornou um verdadeiro fenómeno social que hoje reúne colecionadores em todo o mundo e que é frequentemente encontrado nas nossas estradas.


O 2 CV é também um nome conhecido em todo o mundo de diferentes formas, aliás, a notoriedade deste modelo lhe valerá diversos apelidos. Podemos referir em particular os mais conhecidos, “Deuche”, “Deudeuche”, “Patinho Feio” e muito mais. Esta grande variedade de apelidos mostra a popularidade deste modelo histórico e icônico.

   Com jornalistas nos dois lados do oceano, informamos que nossos textos contêm expressões e palavras utilizadas tanto no Brasil como em Portugal, de acordo com a origem do conteúdo e o mercado principal a que se destinam.

DIVERSAS VERSÕES E ÉPOPOS PELAS ESTRADAS DO MUNDO

No total, o 2 CV terá dez séries especiais, lançadas em França e em alguns países europeus. Entre eles podemos citar o Spot, o Charleston ou mesmo o Cocorico. O 2 CV também conhecerá alguns desenvolvimentos, como em 1951, com o lançamento da carrinha de 2 CV (denominada 2 CV AU) ou em 1954 com a produção do 2 CV AZ equipado com motor de 12 CV e a famosa embraiagem centrífuga.


Além disso, o 2 CV percorreu estradas de todo o mundo através de vários Raids - como o Raid Paris-Kaboul-Paris de 16.500 km em 1970, o Raid Paris-Persépolis de 13.500 km em 1971 e o Raid África de Abidjan a Tunis de 8.000 km em 1973, todos eles organizados pela Citroën.

   Com jornalistas nos dois lados do oceano, informamos que nossos textos contêm expressões e palavras utilizadas tanto no Brasil como em Portugal, de acordo com a origem do conteúdo e o mercado principal a que se destinam.
   Com jornalistas nos dois lados do oceano, informamos que nossos textos contêm expressões e palavras utilizadas tanto no Brasil como em Portugal, de acordo com a origem do conteúdo e o mercado principal a que se destinam.

CELEBRAÇÃO DO ANIVERSÁRIO A 7 DE OUTUBRO NO CONSERVATÓRIO

Aproxima-se um acontecimento automóvel imperdível para o próximo dia 7 de outubro: a celebração do 75º aniversário do lendário Citroën 2 CV no Conservatório Citroën. Para assinalar este aniversário memorável, 75 unidades registadas do Citroën 2 CV, restauradas e apaixonadamente conservadas por colecionadores privados, reunir-se-ão no Conservatório Citroën de Aulnay-sous-Bois. A partir das 10 horas, os visitantes terão a oportunidade de conhecer estas joias da história do automóvel e de falar com os seus proprietários.


O evento é aberto ao público e constituirá um dia inesquecível para os fãs da Citroën, para os entusiastas dos automóveis clássicos e igualmente para os curiosos. Os visitantes terão também a oportunidade de visitar o Conservatório, espaço que alberga cerca de 250 modelos emblemáticos da marca do double chevron, proporcionando uma visão fascinante da rica história da Citroën.

   Com jornalistas nos dois lados do oceano, informamos que nossos textos contêm expressões e palavras utilizadas tanto no Brasil como em Portugal, de acordo com a origem do conteúdo e o mercado principal a que se destinam.

OITO 2 CV ICÓNICOS FOTOGRAFADOS PARA A OCASIÃO

Para assinalar este aniversário, oito icónicos 2 CV do Conservatório Citroën foram fotografados de um ângulo particularmente artístico:


O 2 CV 6 by Hermès, "vestido" por Hermès por dentro e por fora, foi apresentado no Salão Automóvel de Paris de 2008 para assinalar o 60º aniversário do 2 CV.

O 2 CV 6 Spécial, um dos últimos 2 CV produzidos na fábrica de Levallois em 1988.

O 2 CV Spot, a primeira edição especial da Citroën. Foram produzidas 1.800 unidades com estofos em dois tons e carroçaria baseada num design do estilista Serge Gevin.

O 2 CV A, um dos 250 protótipos construídos em 1939 para o Salão do Automóvel que acabou por ser cancelado devido à Segunda Guerra Mundial. Um dos quatro veículos que restam no Conservatório Citroën.

O 2 CV A Berline (1950) idêntico ao apresentado por Pierre Boulanger aquando da abertura do Salão Automóvel de Paris de 1948.

O 2 CV A de condução à direita, fabricado em Slough (Reino Unido) a partir de 1953. Dispunha de uma bagageira em chapa metálica e de vidros traseiros de abrir. Ainda hoje, é o mais antigo 2 CV britânico na Europa.

O 2 CV AZU, um 2 CV furgão produzido de 1954 a março de 1978, com uma grande capacidade de carga e portas traseiras do tipo "armário" para facilitar o carregamento.

O 2 CV 4 x 4 "Sahara" com tração às quatro rodas e dois motores que lhe permitem ultrapassar inclinações de mais de 40% sobre areia.

   Com jornalistas nos dois lados do oceano, informamos que nossos textos contêm expressões e palavras utilizadas tanto no Brasil como em Portugal, de acordo com a origem do conteúdo e o mercado principal a que se destinam.
   Com jornalistas nos dois lados do oceano, informamos que nossos textos contêm expressões e palavras utilizadas tanto no Brasil como em Portugal, de acordo com a origem do conteúdo e o mercado principal a que se destinam.
 

Com jornalistas nos dois lados do oceano, informamos que nossos textos contêm expressões e palavras utilizadas tanto no Brasil como em Portugal, de acordo com a origem do conteúdo e o mercado principal a que se destinam.


コメント


350x250.gif
300.250.png
bottom of page