top of page

Aviação: Azul recupera demanda de viagens corporativas


Aviação: Azul recupera demanda de viagens corporativas

A Azul, vem apresentando uma retomada consistente das viagens a negócios neste ano. No primeiro semestre houve um crescimento de 22% na emissão de passagens aéreas para viagens a negócios - a partir de empresas atendidas por agências com perfil corporativo –, na comparação com o mesmo período no ano passado. Em agosto, outro indicador importante de crescimento também foi identificado. A demanda por passagens alcançou o mesmo patamar que 2019, sendo o primeiro mês com recuperação total após a pandemia.


Um dos fatores que contribuíram com o crescimento foi a expansão das operações da companhia no aeroporto de Congonhas, em São Paulo (SP), que saiu de 41 para 84, em abril deste ano.

“Praticamente dobramos nossa operação e, desta forma, conseguimos aumentar o número de assentos ofertados e também criar novas rotas a partir de Congonhas, que é o aeroporto que mais concentra viagens para negócios no Brasil”, afirma Antônio Américo, diretor Comercial da Azul.

Além disso, a Azul possui uma malha com mais de 150 destinos, chegando em cidades que são atendidas apenas por voos comerciais da companhia.

“Com a Azul voando para diversos locais, temos uma procura muito grande para atender viagens corporativas, por exemplo, do agronegócio, conectando grandes polos de produção da agropecuária com centros financeiros e industriais”, explica Américo.

O principal hub da companhia, o aeroporto de Viracopos, em Campinas (SP), oferece para os Clientes corporativos da região voos diretos para mais de 50 destinos, inclusive internacionais.

“É um grande diferencial, pois oferecemos mais agilidade para as empresas da região, ainda mais pelo fato de a Azul ter sido a companhia aérea mais pontual do mundo, em 2022, segundo a Cirium, empresa líder em análise de dados de aviação mundial”, analisa.

Para Américo, a expectativa para o segundo semestre é ainda mais otimista. “Historicamente, no segundo semestre sempre temos um aumento na procura de viagens a negócios, além disso tem também uma demanda maior para viagens para participações em eventos.”.

 

Com jornalistas nos dois lados do oceano, informamos que nossos textos contêm expressões e palavras utilizadas tanto no Brasil como em Portugal, de acordo com a origem do conteúdo e o mercado principal a que se destinam.



Comments


350x250.gif
300.250.png
bottom of page