top of page

Aviação: Azul desiste da compra da Latam


Aviação: Azul desiste da compra da Latam

Em comunicado, a Azul confirmou ter entregue, no passado dia 11, uma proposta de compra da Latam e justificou o recuo com o plano de reestruturação apresentado por aquela que é a maior companhia aérea da América Latina.


O plano de reestruturação que a Latam apresentou na sexta-feira perante um tribunal de Nova Iorque propõe uma injeção de 8,1 bilhões de dólares, através de uma combinação de aumento de capital, e outras ações no mercado financeiro.


A Azul explicou que a sua proposta de aquisição do grupo de aviação chileno previa uma capitalização de 5 bilhões de dólares e foi apoiada por alguns credores da Latam. A oferta previa que os acionistas da Azul e os credores da Latam tivessem participação numa futura empresa resultante da fusão das duas companhias.


A Azul esclareceu que, apesar da sua proposta, neste momento o nível com que a Latam avaliou os seus negócios no plano de reestruturação “é superior ao que a Azul considera razoável, especialmente considerando as contínuas incertezas no setor, principalmente nos mercados internacionais de longa distância”.


A companhia aérea brasileira calculou inicialmente que a sua proposta de fusão dos negócios com os da Latam geraria sinergias na ordem de 4 bilhõesde dólares graças ao crescimento da rede aérea e à ampliação do número de destinos.



Essas sinergias gerariam “criação de valor para os acionistas da Azul e maior recuperação para todos os credores latino-americanos”, sem violar as regras do processo de recuperação judicial negociado com as autoridades norte-americanas”, acrescentou.


Apesar de ser a segunda maior companhia aérea do Brasil no mercado atrás apenas da Gol, a Azul, com uma frota de 140 aeronaves, é a maior em número de voos e destinos, com 916 voos diários para 116 destinos.


A Latam e as suas subsidiárias no Brasil, Chile, Colômbia, Equador, Peru e Estados Unidos pediu falência como resultado da crise gerada pela pandemia de Covid-19 quando a empresa, nascida em 2012 da fusão entre a chilena LAN e a brasileira TAM, reduziu a sua operação em até 95%.


Para publicidade, apoio ou parcerias na seção Aviação entre em contato através do e-mail: publicidade@revistapubliracing.com.br

Comments


350x250.gif
300.250.png
bottom of page