top of page

Aviação: ABEAR mostra preocupação após Petrobras anunciar reajuste de 6,7% no preço do querosene


Aviação: ABEAR mostra preocupação após Petrobras anunciar reajuste de 6,7% no preço do querosene

A guerra na Ucrânia continua impactando negativamente os custos estruturais das companhias aéreas, com a pressão do preço do barril de petróleo sobre o querosene de aviação (#QAV). No primeiro dia do mês, a #Petrobras anunciou mais um reajuste, desta vez de 6,7% no preço do QAV em relação ao mês anterior. De 1º de janeiro a 1º de maio, a alta chega a 48,7%, segundo dados da #Petrobras compilados pela Associação Brasileira das Empresas Aéreas (#ABEAR). Somente no ano passado, o valor do QAV acumulou aumento de 92%.


“Mais uma vez o reajuste anunciado pela Petrobras comprova como as companhias aéreas enfrentam diariamente a a alta dos custos estruturais, sobretudo com o atual cenário de guerra na Ucrânia que traz muita pressão para o preço do barril de petróleo e para a cotação do dólar. O setor permanece sendo resiliente, mas a atual conjuntura traz muita dificuldade para podermos obter uma recuperação vigorosa diante da crise gerada pela pandemia do novo coronavírus”, afirma o presidente da ABEAR, Eduardo Sanovicz.


 

Visite nossa Plataforma de Compra e Venda de Veículos e tenha atendimento com especialistas que vão ajudar você a realizar o melhor negócio

 

Gostou da matéria? – Saiba que a sua contribuição é muito importante para a realização do nosso trabalho de jornalismo independente e totalmente gratuito.


Utilize a chave PIX - comercial@revistapubliracing.com.br e seja nosso parceiro -

O valor, você escolhe!


Se preferir outra forma de contribuição (cartões), acesse aqui


Para publicidade, apoio ou parcerias na seção #Aviação entre em contato através do e-mail: publicidade@revistapubliracing.com.br

350x250.gif
300.250.png
bottom of page