• Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram
Revista Publiracing

Avaliação: Camry, o luxuoso sedã da Toyota


Recebemos para um contato de alguns dias, o expoente máximo em luxo da marca Toyota no Brasil, o sedã Camry.


Ele é definitivamente um veículo de personalidade muito própria, com diversos itens disponíveis de forma eletrônica no encosto de braço central traseiro, permitindo assim que quem viaja na segunda fileira possa, por exemplo, controlar ar condicionado, o sistema de áudio, ou ainda abrir e fechar a tela protetora, que evita a entrada dos raios solares através do vidro traseiro.


Fica assim claro, neste breve paragrafo, que o Camry foca em quem viaja atrás, mas nem por isso deixa de ser um veículo muito interessante, e até divertido.


Mas começamos naturalmente pela observação externa, que expõe a imagem de marca da Toyota, e deixa evidentes as grandes dimensões da proposta.


São 4.885 (mm) de comprimento, 1.840 de largura, 1.455 e altura e 2.825 de entre eixos. Mais números que expõem sua imponência são os 2.100 kg de peso bruto, os 60 litros do tanque de combustível e os não menos impressionantes 593 litros de volume de espaço disponibilizado no porta-malas.

Por fora destaque para a grade frontal na cor preta, onde são instalados os praticamente imperceptíveis faróis de neblina, direcionais, os faróis bi-LED com regulagem automática de altura e indicador de mudança de direção, e referência também para as elegantes luzes diurnas em LED, solução de iluminação também utilizada nas lanternas traseiras.


Já que chegamos à traseira, destaque para o toque de esportividade através do escapamento duplo com ponteiras cromadas, em veículo que apesar de bem grande, entrega um design que mistura a elegância da proposta com toques de esportividade.


Para muitos ele é apenas um Corolla maior, mas sua imponência antecipam muitas das qualidades que estão reservadas para o interior, bem como para seu comportamento dinâmico.


Ainda antes de conhecermos o habitáculo, referência para a utilização do cromado no acabamento das maçanetas das portas, na moldura que envolve as janelas, e ainda pormenores da caixa dos espelhos retrovisores.


Ainda em destaque, as bonitas e esportivas rodas de liga leve de aro 18” onde são instalados pneus de medida 235/45 R18.


Resumindo a questão estética, o Toyota Camry nesta versão única XLE, apresenta linhas bem suaves, sem os apêndices aerodinâmicos tão característicos de modelos que querem chamar a atenção, sendo a mistura da elegância com a sua postura robusta seu grande charme.

Hora então de passar para o interior e observar claramente o direcionamento comercial da proposta mais luxuosa da marca japonesa no Brasil.


A entrada é realizada pelo sistema de trava e destrava automático das portas por proximidade da chave. Já sentados, é possível observar o bom acabamento do carro, com peças sólidas e bem integradas, fazendo justiça aos mais de 250 mil reais pagos para levar para casa (ou para a garagem da empresa) este sedã de luxo da Toyota.

O ar-condicionado é digital, três zonas (com controle de temperatura independente para motorista, passageiro dianteiro e bancos traseiros). O banco do motorista tem regulagem elétrica para oito posições e ajustes na distância, reclinação, altura e lombar, o passageiro dianteiro também pode regular de forma elétrica a distância e reclinação, já no pacote de exclusividades para os passageiros que viajam atrás o banco com descansa-braço central que incorpora um elegante painel de controle touch onde pode ser realizado o ajuste de ar-condicionado, áudio e abertura e fechamento da cortina de privacidade elétrica traseira, tudo para quem viaja atrás ter o máximo de conforto ao seu dispor.


Além disso, os bancos traseiros também têm regulagem elétrica, com ajuste na reclinação do encosto. O sistema de multimídia é de muita qualidade, sendo composto por uma tela de LCD de 8" disponibilizando os principais e habituais recursos de conectividade, além de DVD, GPS e as imagens da câmera de ré. O áudio é distribuído através de 6 alto-falantes.


O interior expõem a preocupação com a qualidade dos materiais e do acabamento, entregando um interior sólido e bem robusto. São utilizados o revestimento em couro e partes em material sintético, pormenores em cromado e prateado e peças no chamado revestimento Tiger Eye Stone.

Um habitáculo de muita solidez, onde os ruídos externos chegam em baixíssimo nível, muito por conta do material antirruído no interior do capô e assoalho, tornando o interior, especialmente atrás, uma verdadeira sala de estar.


Ao dispor do motorista o ajuste da coluna de direção em altura e profundidade de forma elétrica, volante multifuncional com controles de áudio, computador de bordo, telefone e velocidade de cruzeiro.

O Camry vem também com freio de estacionamento de acionamento eletrônico, os espelhos retrovisores externos elétricos, retráteis com indicador de mudança de direção em LED e sistema de aquecimento (desembaçador), já o retrovisor interno é eletrocrômico (antiofuscante).


Ainda antes de olharmos para o seu comportamento dinâmico, falar do ótimo pacote de segurança, digno do produto, em que o destaque são as sete bolsas de airbag, incluindo frontais, laterais e de cortina e ainda proteção para os joelhos do motorista. Não faltam também os sistemas eletrônicos de estabilidade e tração, assistente de saída em rampa, cintos de segurança de três pontos para todos os ocupantes e ainda sistema isofix para ancoragem da cadeirinha infantil.


Mas também existem ressalvas. Ainda que seja com o direcionamento comercial já referido, o teto solar é uma ausência notada.

Hora então de acionar o botão start/stop e ouvir o bonito som do motor 3.5 L V6 24 V, aspirado, e exclusivamente a gasolina, que entrega 310 cv nas 6.600 rpm, e ainda torque máximo de 37,7 kgfm nas 4.700 rpm. O motor é bem interessante e apesar do peso do modelo, consegue entregar reações bem ágeis quando necessário, não sendo naturalmente um sedã esportivo, mas ainda assim um carro de muita capacidade de aceleração, boa retomada, e ótimo crescimento. Aliás, ele cresce de forma continua e linear, muito bem trabalhado pela engenharia da marca que incorporou ao conjunto mecânico o câmbio automático de 8 velocidades com modo sequencial de passagens muito inteligentes e corretas, algo habitual na marca.


O Camry é realmente uma sala de estar para quem viaja atrás, mas pode também ser um bom passatempo para quem dirige. Sempre disponível e com um escalonamento muito correo do câmbio, ele se apresenta sempre muito seguro e disponível.

A suspensão independente com barras estabilizadoras do tipo McPherson na dianteira e tipo Double Wishbone na traseira, entrega perfeito equilíbrio entre conforto e segurança, deixando o Camry sempre muito previsível e estável ao mesmo tempo que deixa confortável quem viaja no sedã japonês. Um carro que passa para a direção o que ostenta, robustez, integridade e solidez.


No entanto, sua direção de assistência elétrica progressiva permite manobras de forma leve e ágeis em manobras ou baixas velocidades, sendo uma questão técnica muito elogiada pela nossa equipe O nível de ruído na cabine é, como já referido, muito baixo, para não dizer praticamente nulo, e só quando sobe um pouco mais o giro, podemos ouvir o bonito som do potente motor.

Referência técnica ainda para o ótimo sistema de freios, composto por discos nas quatro rodas, sendo ventilados os da frente e sólidos atrás, com auxilio dos sistemas ABS, EBD (Electronic Brakeforce Distribution) e BAS (Brake Assist System).


Já em relação ao consumo nossa equipe terminou o teste, com uma boa referência de 9,8 km/l (gasolina), já que se trata de um veículo pesado, com toda uma estrutura de massa substancial que temos que movimentar e tirar da inércia para o movimento a cada nova parada no transito de São Paulo. Nosso circuito misto incluiu, como habitualmente, os dois circuitos, urbano e estrada, e com a preocupação de percorrermos distância idênticas em ambos os cenários.

Conclusão do Editor – O Toyota Camry é um veículo de postura robusta, e de muita capacidade. Capaz de permitir agilidade e recursos muito interessantes em estrada, tudo sempre com muita segurança e estabilidade. A preocupação com o conforto de quem viaja atrás também mostra que a proposta é pensada, principalmente, para quem ocupa o banco traseiro, mas sem abdicar de muitos recursos para o condutor. Um ótimo produto, e seu único ponto de interrogação parece ser seu preço, sugerido no site da marca por R$ 276.990, o valor deixa ele concorrendo com muitas propostas das chamadas marcas premium, o que acaba por ser um forte condicionante para um melhor desempenho comercial. A Toyota promete a chegada da atualização do modelo para breve, mas seu posicionamento deverá ser idêntico.


Para publicidade, apoio ou parcerias na seçãão Testes e Comparativos entre em contato através do e-mail: publicidade@revistapubliracing.com.br


Laja Revista Publiracing
Pensando em vender seu veículo? - Nós compramos !