top of page

AFIA: Exportações de componentes automóveis produzidos em Portugal crescem pelo nono mês consecutivo


De acordo com os dados recolhidos pela AFIA - Associação de Fabricantes para a Indústria Automóvel, as exportações de componentes automóveis produzidos em Portugal continuam a subir pelo nono mês consecutivo e mantêm, no mês de janeiro, um registo de recuperação, atingindo os 1000 milhões de euros. Este valor representa uma subida de 16,6% relativamente ao mesmo mês de 2022.


No que se refere às exportações de componentes automóveis por país, Espanha continua a ser o principal cliente dos componentes fabricados em Portugal com vendas de 306 milhões de euros, seguida pela Alemanha com 208 milhões de euros. Na terceira posição encontramos a França, com 118 milhões de euros, enquanto a quarta posição pertence à Eslováquia com 43 milhões, seguindo-se os Estados Unidos da América na última posição do top 5, com 37 milhões de euros. Estes cinco países representam 72% das exportações portuguesas de componentes automóveis.


De destacar positivamente que as exportações para quase todos os países do top 5 aumentaram relativamente ao ano de 2022, com a exceção dos Estados Unidos da América. As exportações de Espanha, o principal cliente dos componentes fabricados em Portugal, aumentaram 8,4% relativamente ao ano de 2022, enquanto para a Alemanha aumentaram 29% e os valores de França tiveram um crescimento de 14,2%. Por último, destaca-se a entrada no top 5 por parte da Eslováquia, como 4.º mercado cliente das exportações dos componentes automóveis produzidos em Portugal, depois dos seus valores terem aumentado 18,6%, face ao ano de 2022. Como referido, e de uma forma menos positiva, realça-se a queda de 13,4% das exportações para os EUA.


De assinalar que as empresas portuguesas têm sido obrigadas a gerir de uma forma constante toda a incerteza que se vive em termos mundiais, quer em relação à difícil situação geopolítica determinada pela guerra na Ucrânia quer pela tensão entre os EUA e a China. Fator também condicionante para toda esta incerteza, é a contínua escassez de semicondutores, assim como a inflação dos custos relacionadas com os transportes, energia e matérias-primas, que têm obrigado à interrupção das cadeias de abastecimento.


Os cálculos da AFIA têm como base as Estatísticas do Comércio Internacional de Bens divulgadas a 13 de março pelo INE – Instituto Nacional de Estatística.

 

Com jornalistas nos dois lados do oceano, informamos que nossos textos contêm expressões e palavras utilizadas tanto no Brasil como em Portugal, de acordo com a origem do conteúdo e o mercado principal a que se destinam.


Visite nossa Plataforma de Compra e Venda de Veículos e tenha atendimento com especialistas que vão ajudar você a realizar o melhor negócio



Gostou da matéria? – Saiba que a sua contribuição é muito importante para a realização do nosso trabalho de jornalismo independente e totalmente gratuito. Saiba como apoiar aqui


Para publicidade, apoio ou parcerias na seção #Peças e #Mecânica entre em contato através do e-mail: publicidade@revistapubliracing.com.br

Comments


350x250.gif
300.250.png
bottom of page