• Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram
Revista Publiracing

Fenatran: VW Caminhões e Ônibus oficializa parceiros para produção no Brasil dos primeiros caminhões


A VW Caminhões e Ônibus dá um grande passo na viabilização da mobilidade elétrica: acaba de oficializar seus parceiros para a produção dos primeiros caminhões elétricos brasileiros. Bosch, CATL, Moura, Semcon, Siemens, Weg, Meritor e Eletra fazem parte do inédito e-Consórcio no complexo de desenvolvimento e produção em Resende (RJ). A celebração do nascimento do e-Consórcio ocorreu na 22ª edição da Fenatran, uma das maiores mostras de veículos comerciais do mundo, em São Paulo (SP).


A produção em série já tem data marcada: começa em 2020, com e-Delivery 14 toneladas, que será o primeiro do portfólio elétrico da empresa. As adequações na fábrica já estão em andamento e envolvem preparação para montagem dos componentes elétricos, energização dos veículos e inspeção de qualidade em área especialmente designada para o e-Delivery. Na sequência será a vez do e-Delivery 11 toneladas somar-se à linha elétrica.

“Essa iniciativa entra para a história da indústria automotiva mundial. Juntos, VWCO e parceiros, somamos forças para tornar viável a produção e aplicação dos primeiros caminhões elétricos desenvolvidos e feitos no Brasil”, afirmou Roberto Cortes, presidente e CEO da VW Caminhões e Ônibus.

Entre as atividades de cada parceiro do e-Consórcio estão:

• Siemens, para fornecimento de infraestrutura, carregadores e energia para clientes.

• CATL e Moura, para fornecimento, gerenciamento, distribuição e manutenção de baterias.

• Bosch e WEG para fornecimento de componentes.

• Semcon para prestação de serviços de engenharia.

• Meritor em eixos de veículos elétricos.

• Eletra como parceria estratégica.

Conheça o primeiro caminhão elétrico brasileiro em série

O primeiro caminhão desenvolvido no Brasil a entrar em produção em série em 2020 é o e-Delivery 14 toneladas, concebido na configuração 6x2. O modelo traz novo conjunto de trem de força e arquitetura modular para atender todo o portfólio de veículos comerciais elétricos Volkswagen. O motor elétrico entrega até 260kW de potência com autonomia de até 200 km, variando de acordo com as condições de operação. A recarga das baterias pode ser realizada de forma flexível (30% em 15 minutos ou 100% em 3 horas), de forma a atender às mais variadas demandas da operação, assim como a disponibilidade de infraestrutura.

O e-Delivery 14 toneladas também traz sistema de leitura inteligente da massa transportada pelo veículo para ajustar o consumo de energia, em conjunto com o Eco-Drive Mode. Chassis, rodas e pneus seguem as características tradicionais e toda robustez da nova linha Delivery, compartilhando componentes da plataforma para garantir a sinergia e escala de componentes também com a família diesel, visando à consequente redução de custos.

Além de baixíssimo nível de ruído e emissões zero, o conforto é assegurado pelo exclusivo sistema de suspensão a ar, que torna a experiência a bordo muito mais confortável, reduzindo a fadiga e colaborando para o aumento da produtividade da operação.

Para maximizar a performance do e-Delivery, o freio possui sistema dinâmico de regeneração, capaz de recuperar até 35% da energia durante a frenagem, que será utilizada para recarregar as baterias. O freio regenerativo atua combinado ao freio de serviço, de maneira a prover máxima desaceleração do veículo e menor desgaste dos componentes, o que reduz fortemente o custo de manutenção e aumenta a disponibilidade do veículo na operação.

e-Delivery: já nas ruas de São Paulo

Pouco mais de um ano após a Cervejaria Ambev anunciar que terá mais de 1/3 da frota parceira composta por pelo menos 1.600 caminhões Volkswagen elétricos até 2023, maior anúncio do tipo no mundo, as duas empresas celebram conquistas para a viabilidade da distribuição elétrica.

Além de assinar um termo de cooperação global para o desenvolvimento de um modelo de negócio de mobilidade elétrica, as duas trabalham em conjunto nos testes do caminhão elétrico e-Delivery, que já rodou mais de 15 mil quilômetros em testes de engenharia e condições reais de operação na cidade de São Paulo.

Graças a esse teste, que começou na sequência ao anúncio, mais de 11 toneladas de CO² deixaram de ser emitidas na atmosfera e, até agora, o e-Delivery deixou de consumir mais 3.300 litros de diesel. Além disso, o caminhão elétrico é recarregado com 100% de energia elétrica proveniente de fontes limpas, como eólica e solar, 43% de sua energia provém do próprio sistema regenerativo de freios do veículo.

Para publicidade, patrocínio ou parcerias na seção Caminhões entre em contato através do e-mail: publicidade@revistapubliracing.com.br

#FENATRAN #CAMINHÕES #VWCAMINHÕES

Laja Revista Publiracing