• Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram
Revista Publiracing

Mesmo com as recentes novidades, Honda HR-V perde o fôlego no segmento


Um dos destaques nos últimos anos no competitivo segmento dos SUVs compactos, o modelo HR-V da Honda vem perdendo o fôlego, comportamento registrado mesmo depois das recentes atualizações ao modelo, inicialmente com o Facelift visível no modelo após o Salão do Automóvel de 2018, e mais recentemente com a chegada da versão equipada com motor turbo e teto panorâmico, fatores de peso que deveriam alavancar as vendas do modelo, mas que o preço de R$ 139.900 para a esperada versão Touring equipada com o referido motor turbo de 173 a gasolina, parece distanciar o consumidor da proposta.

Com mais três versões, equipadas com o habitual motor 1.8 16V Flex de 140 cv, começando pela LX, com preço sugerido a partir de R$ 94.400, e passando ainda pelas versões EX e EXL, as quatro opções disponibilizadas atualmente parece que vêm perdendo argumentos diante da concorrência. Com 4 155 unidades emplacadas em maio, e 3897 em junho, a queda reflete o comportamento do público em relação ao modelo, que teve como marco simbólico, o fato de ver o Captur da Renault emplacar uma unidade a mais em junho e numa disputa direta, fechando o modelo francês o mês com 3898 unidades. O HR-V completou o semestre com vendas acumuladas de 23 696, numero que o deixa distante do líder Renegade com 33 048, e atrás de Nissan Kicks (25 826) e Hyundai Creta (24 247). Nesta lista ainda podemos adicionar o Compass da Jeep, que apesar de não considerarmos como SUV compacto, tem um expressivo volume de vendas, 28 033 emplacadas, só perdendo para seu irmão de casa, o Jeep Renegade e colocando no mesmo “bolo”, todos os SUVs vendidos no mercado brasileiro.

Com estes dados da Fenabrave, fica evidente como o modelo da Honda vem perdendo espaço, e a versão Touring, que poderia reverter esta trajetória através do nível de equipamento e conforto elevado, mas entra numa faixa de preço proibitiva, competindo com propostas mais versáteis com o Renegade de tração 4x4 e motor diesel, ou ainda de opções como o já comentado Compass, de maior envergadura e excelente nível de equipamento, ou o fantástico Peugeot 3008, também com motor turbo mas uma proposta bem superior ao HR-V, e só para citar três bons exemplos. Fica difícil a vida do executivo de vendas nas concessionárias da marca, numa tentativa de reverter esta linha descendente no desempenho comercial do Honda HR-V.

#HONDA #HONDAHRV

Laja Revista Publiracing
Reserve seu espaço