• Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram
Revista Publiracing

thyssenkrupp inaugura linha de produção de sistemas de direção elétrica no Brasil


A thyssenkrupp está operando uma nova linha de produção de componentes para o setor automotivo. Instalada na planta situada em São José dos Pinhais (PR) – que, em 2019, celebra 20 anos – a linha faz a montagem de sistemas de direção elétrica, produto recém-incorporado ao portfólio da companhia no Brasil. O projeto absorveu, nesta primeira etapa, investimentos de R$ 4 milhões, mas o valor total deve chegar a R$ 50 milhões até o final deste ano, quando todos os equipamentos já estiverem operando.

“Estamos começando a operação com uma capacidade produtiva anual de 400 mil sistemas. Esse volume pode chegar a 1 milhão no decorrer dos próximos anos, de acordo com a demanda do mercado”, comenta Daniel da Rosa, CEO da unidade Steering da thyssenkrupp para o Brasil.

Ele destaca que o sistema de direção elétrica, também conhecido como EPS (Electronic Power-Assisted Steering), é um produto que oferece grandes oportunidades de mercado e crescimento, já que cada vez mais fabricantes de automóveis estão implementando essa tecnologia em veículos de médio e grande porte, com volume de vendas promissor. “A thyssenkrupp é uma das líderes mundiais em componentes e sistemas de direção. Mais de 20 milhões de veículos por ano saem das linhas de montagem em todo o mundo com o nosso produto”, acrescenta Rosa.

Os sistemas de direção elétrica são um pré-requisito para todos os sistemas de assistência eletrônica ao motorista, como estacionamento automatizado, assistência na mudança de faixas, aviso de distância e direção autônoma.

“Em comparação com a direção hidráulica convencional, no sistema de direção elétrica os movimentos do motorista são suportados por um motor elétrico, que por sua vez é comandado por uma ECU. Isso aumenta a eficiência energética, pois esse motor só é ativado quando a unidade de controle avalia que o motorista realmente precisa do motor para ajudar na direção. A economia de combustível pode chegar a meio litro de combustível para cada 100 quilômetros percorridos”, detalha o executivo da thyssenkrupp, ao acrescentar que os sistemas de direção elétrica são compostos por mais de 400 peças e quase 300 mil linhas de código de software.

A solução EPS da thyssenkrupp é exclusiva; tanto hardware como software foram desenvolvidos pela companhia, que conta com um Centro de Desenvolvimento de Software para sistemas de direção em Budapeste, capital da Hungria. Lá trabalham mais de 600 engenheiros de programação, entre eles cerca de 20 brasileiros. Essa equipe já vem atuando em vários projetos relacionados a novas tecnologias de direção para veículos autônomos, como o sistema steer-by-wire, que não requer uma ligação mecânica direta entre o volante e as rodas do automóvel.

#THYSSENKRUPP #AUTOMÓVEIS

Laja Revista Publiracing