• Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram
Revista Publiracing

Dicas: Você sabe como transportar em segurança seu amigo de quatro patas?


Quem tem um cão ou gato sabe que às vezes planejar uma viagem pode ser complicado, já que deixá-lo sozinho por muito tempo não é de modo algum uma opção.

Embora existam alguns locais que cuidam dos pets por um tempo, optar por levar o animal para uma viagem pode ser uma experiência incrível para ambos.

Por isso, é importante transportar os animais com segurança.

1- Plano de saúde animal

Se a viagem for curta e o animal frequentar uma clínica veterinária regularmente, não há a necessidade de um check-up. No entanto, para viagens mais longas, é importante levar o pet para uma avaliação, pois o veterinário poderá checar o estado de saúde dele, além de passar informações importantes para mantê-lo saudável durante a viagem, afirma a Dra. Livia Romeiro do Vet Quality Centro Veterinário 24h.

Dependendo do local, o veterinário poderá passar mais informações, já que alguns lugares são considerados mais propensos a algumas doenças, como leishmaniose canina e a dirofilariose, que é causadora das doenças cardíacas em pets.

As vacinas também precisam estar em dia e se o pet usa algum medicamente contínuo, ele precisa ser levado sempre, junto com objetos como guia, coleira, caixa de areia, comedouro, bebedouro, caminha, entre outros.

2- Use cinto de segurança para cachorro

Se o pet não estiver acostumado a andar de carro, é importante levá-lo para dar algumas voltas de modo que ele se acostume com a movimentação. Aproveite para dar a ele petiscos e carinho durante o trajeto, assim ele irá associar os passeios a algo prazeroso.

3- Controle a temperatura do veículo para evitar as doenças animais

Durante a viagem o dono precisa garantir que o pet não estará exposto diretamente aos raios de sol e que a ventilação estará adequada.

Em dias mais quentes, o ideal é ligar o ar-condicionado. Nunca deixe o pet sozinho no carro, pois a temperatura pode aumentar muito e causar algum tipo de doença animal.

4- Escolha um meio seguro para transporte de animais

Para transportar animais o primeiro passo é garantir a segurança de todos dentro do veículo, por meio do cinto de segurança. Evite levá-lo solto ou entre as pernas, pois isso pode causar acidentes.

Além disso, existem algumas leis que penalizam os donos que carregam os pets inadequadamente. Sendo assim, é importante considerar o tipo e o porte do animal e acomodá-lo confortavelmente.

Caixa de transporte para gatos

Gatos são animais muito acostumados com a rotina de casa e podem ficar assustados dentro dos veículos. Por isso, o ideal é transportá-los dentro de caixas de transportes, sempre de acordo com o seu tamanho.

Transporte para cachorros

Cachorros de pequeno porte também podem ser transportados em caixas transportadoras, ou serem acomodados em cadeiras, assentos ou em cinto de segurança para cachorro e adaptadores de segurança.

Já os cães de médio e grande porte devem ser levados em caixas de transporte adequadas ao tamanho do animal, pois soltos eles podem se ferir, fugir do carro e causar acidentes.

Há também quem opte pelas grades de contenção, que separam o porta-malas do restante do carro. Nesse caso os animais ficam mais soltos e se sentem mais à vontade, no entanto, é importante ressaltar que em caso de freadas bruscas podem jogar os pets contra as grades, causando ferimentos.

5- Ofereça a quantidade adequada de ração animal e bebidas

Obviamente é importante alimentar os pets com a ração adequada antes da viagem, porém, a quantidade deve ser moderada, já que ingeridos em excesso, alimentos e bebidas podem causar enjoos. Em viagens de 12 horas, por exemplo, a recomendação é evitar alimentos três horas antes.

Durante as paradas os tutores podem e devem oferecer água, sempre cuidando para que o animal não desidrate. Essas orientações de como transportar animais em segurança reduzem a incidência de transtornos durante o percurso.

#SEGURANÇA #AUTOMÓVEIS

Laja Revista Publiracing
Reserve seu espaço