• Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram
Revista Publiracing

Veículo conceitual Schaeffler 4ePerformance conta com quatro motores de Fórmula E


A Schaeffler atua na ABB FIA Formula E, a primeira série de corridas de carros elétricos do mundo, desde a primeira temporada. Isto torna o fornecedor automotivo um dos pioneiros da mobilidade elétrica a ter acreditado na visão do automobilismo elétrico. A série de automobilismo elétrico esportivo é um campo de provas ideal para o desenvolvimento de tecnologias de mobilidade elétrica e se adapta perfeitamente à estratégia corporativa Mobility for tomorrow, com a qual o grupo de tecnologia ajuda a moldar o futuro da mobilidade.

A relevância do desenvolvimento próximo da produção em série é especialmente refletida pelo veículo conceitual “Schaeffler 4ePerformance”, em que o conhecimento de sistemas, motores, software e gerenciamento de baterias é transferido diretamente para todos os departamentos de desenvolvimento do produto do Grupo Schaeffler. No caso do “Schaeffler 4ePerformance”, as áreas de especialização relevantes da Schaeffler Motorsports, a divisão de negócios Schaeffler E-Mobility, e as subsidiárias Schaeffler Engineering e Compact Dynamics trabalharam juntas e foram complementadas pela competência da ABT Sportsline no que diz respeito a todo o veículo. O impressionante veículo de alto desempenho é baseado na carroceria de aço de um veículo de produção de alto volume. A implementação deste projeto resultou de uma ideia conjunta de Lucas Di Grassi e Prof. Peter Gutzmer. O objetivo dessa ideia era obter os melhores resultados de aprendizado possíveis da Fórmula E e aplicá-los à produção em série.

O “Schaeffler 4ePerformance” é equipado com nada menos que quatro motores de Formula E do carro de corrida vencedor, o ABT Schaeffler FE01, cada um fornecendo uma potência de 220 kW. No total, a potência de 880 kW (aprox. 1.200 PS) está disponível, acelerando o carro de corrida conceitual de 0 a 200 km/h em menos de 7 segundos. Os motores estão diretamente conectados às rodas por meio de um conjunto redutor de engrenagens, cada dois motores compartilham uma caixa de transmissão, formando assim um eixo duplo elétrico.

Esta arquitetura permite o controle seletivo do torque de tração individualmente para as rodas (vetorização de torque). A energia necessária para isso é fornecida por duas baterias com uma capacidade total de 64 kWh. “Para a Schaeffler, este veículo é um laboratório de testes sobre rodas com a possibilidade de adequação livre da potência de tração. Estamos atualmente testando e desenvolvendo nosso próprio sistema de controle dinâmico de tração, que é baseado na modelagem do veículo e dos pneus. Estamos aprendendo muito, especialmente na área de sistemas de controle de tração baseado em software”, diz Simon Opel, Diretor de Projetos Automobilísticos Especiais da Schaeffler.

“Da mesma forma que a Schaeffler contribuiu com sua experiência técnica para a Fórmula E desde o início, ela também desempenha um papel pioneiro e é um parceiro em componentes e soluções completas de sistema quando se trata de aplicar mobilidade elétrica a veículos de produção em escala e colocá-los nas ruas”, diz o Prof. Peter Gutzmer, CTO da Schaeffler. A Schaeffler oferece um amplo portfólio de produtos para a mobilidade elétrica e eletrificação de veículos: desde tecnologias para hibridização de 48 volts e módulos híbridos de alta tensão testados em série, até eixos elétricos modulares que em breve serão aplicados em renomados veículos elétricos de luxo na Europa, assim como já rodam em veículos fabricados na China. O “Schaeffler 4ePerformance” poderia ser um complemento a conceitos de produção em série de propulsores para carros esportivos elétricos de alto desempenho.

Dados:

Utilização de motores dos carros de corrida Abt Schaeffler FE01 Formula E (2ª temporada)

Integração de quatro motores elétricos com potência de 220 kW cada (Pmax)

Potência total de 880 kW (aprox. 1.200 HP)

MGU com 320 Nm de pico máximo

De 0 a 200 km/h em menos de 7 segundos

Tração seletiva de rodas

Capacidade da bateria: 64 kWh

Conceito e projeto geral do veículo: Schaeffler Technologies

Projeto geral e fabricação da caixa de transmissão: Schaeffler Engineering

Projeto do veículo: Schaeffler Technologies & ABT Sportsline

Eficiência do motor e da caixa de transmissão de 95% em condições de carga plena

#ELETRICOS #Schaeffler

Laja Revista Publiracing
Reserve seu espaço