• Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Instagram
Revista Publiracing

Avaliação: Q3 Black Edition, a reunião da esportividade Audi, com as principais características de u


A Audi decidiu equilibrar sua linha Q3 com o lançamento em 2018 da versão Black Edition. Esta opção de acabamento incrementa tecnologia, conforto e pormenores estéticos a um modelo que já carrega o peso dos anos, mas que com esta versão, ganha mais argumentos até a chegada da nova atualização.

Foi para conhecer melhor esta recente opção da linha Q3, que a Revista Publiracing rodou com ele durante alguns dias, e trás agora para nossos leitores as impressões ao volante do naturalmente eficiente SUV Compacto da Audi.

Em nossa habitual observação externa, ficam evidentes os pormenores onde a marca trabalhou para dar o toque de exclusividade para esta opção Black Edition que tem sua base na versão Ambiente. Como diferenciais, o carro recebeu, por exemplo, o kit esportivo S Line, imediatamente identificável pela indicação lateral.

A grade frontal, as capas dos espelhos retrovisores externos (indicadores de direção LED integrado), molduras das janelas e frisos, pormenores tipo colmeia, tanto no para-choques dianteiro como no traseiro, todas essas áreas têm o preto como cor dominante. Além disso, esta versão vem ainda com exclusivas rodas de liga leve aro 18, longarinas do teto também na cor preta e spoiler traseiro. Os faróis dianteiros são bi-xenônio, com luz de condução diurna (DRL) assim como as lanternas traseiras em LED.

Apesar da marca já programar uma atualização para o Q3, esta versão consegue entregar ainda toda a esportividade e elegância que imediatamente associamos à marca Audi. Suas características compactas, não impedem que ele transmita sobriedade para um segmento que pede essa postura de exclusividade e versatilidade.

Como principais dimensões o Q3 apresenta um comprimento de 4.388 mm, largura 1.831 mm, altura 1.590 mm e distância entre-eixos de 2.603 mm.

Ainda antes de passarmos para o interior, referência para as cores disponibilizadas nesta versão: Branco Cortina, Branco Geleira, Cinza Monção, Prata Florete, Preto Brilhante, Preto Mito e Verde Camuflagem.

Já no interior, a reunião de elegância, sofisticação e esportividade, foi trabalhada pelos designers da Audi com maestria. O destaque imediato vai para o teto solar panorâmico, item que amplia o interior de nosso SUV, e para os elegantes bancos em couro. Já que falamos dos bancos, o do motorista é eletricamente ajustável, com apoio de braço, e os traseiros com ISOFIX e Top Tether. Ainda muito bonita a manopla do câmbio, também ela com revestimento em couro e a identificação do kit esportivo S Line. Essa identificação é também visível na região das portas.

Ainda como exclusividades da edição Black Edition o acabamento interno em alumínio, computador de bordo colorido, fantástico sistema de som Bose e a abertura/fechamento da tampa do porta-malas que é elétrica e abrindo caminho para o ótimo espaço disponibilizado, com 460 litros.

Podemos destacar também, o ar-condicionado automático de duas zonas, e outras praticidades como sensor de luz e chuva, espelho retrovisor antiofuscante com ajuste manual, volante multifuncional (achatado em baixo) com paddles shift, sistema Audi drive select, onde podemos escolher diferentes tipos de condução e desempenho, controle de cruzeiro, parking assist com câmera de ré e assistente de partida em aclives.

Hora então de acionar o botão Start/Stop de nosso motor, 1.4 TFSI Flex (1395 cm³). Aparentemente insuficiente para dar esportividade ao nosso Q3 de 1.405 kg e tração dianteira, logo essa teórica análise cai por terra, mostrando os primeiros quilômetros que pelo contrário, ele é muito ágil, rápido e principalmente disponível desde baixas rotações. O quatro cilindros em linha de 16V, com duplo comando variável, turbo e injeção direta, entrega 150 CV entre as 5.000 a 6.000 rpm.

Como referido, ele oferece toda a sua capacidade do torque de 25,5 kgfm logo a partir das iniciais 1.500 rpm, subindo de forma muito rápida e animada, muito por conta do turbo, claro, mas também do ótimo casamento do motor com o excelente câmbio automático S tronic, de seis marchas sequenciais, e de dupla embreagem. Corretamente programado, o Audi Q3 é surpreendentemente rápido e gostoso de dirigir, ficando assim muito eficiente e de ótima dirigibilidade, tanto na cidade como em estrada.

Outro importante argumento é sua suspensão. MacPherson na frente e multi-link na traseira, ela é responsável pelo equilíbrio entre conforto e estabilidade, ficando evidente ao longo do nosso teste que sua configuração permite uma interessante capacidade de enfrentar as irregularidades no dia a dia da cidade, e deixando nossa equipe bem impressionada quando a sua estabilidade em curva. Apesar de suas características típicas de um SUV, sendo a principal o centro de gravidade mais elevado, a engenharia da marca dos quatro anéis trabalhou de forma muito acertada, e o Audi Q3 é um ótimo exemplo da qualidade dos produtos da marca.

Naturalmente a Audi não poderia deixar por menos, e entrega nesta versão Black Edition um eficiente sistema de freios com discos nas quatro rodas. Solução mecânica que sempre se mostrou muito eficientes para frear em qualquer circunstância nosso SUV Compacto.

Com uma posição de condução muito confortável, e a praticidade das marchas que podemos ir trocando também no volante, faltou falar da direção assistida eletricamente, muito precisa, ela entrega um equilíbrio muito perto do perfeito entre a necessária leveza nas manobras desenvolvidas na cidade, com a gradual rigidez em velocidades maiores, fazendo o condutor se sentir muito integrado e seguro ao dirigir o Q3.

Com o nosso tanque de combustível de 64 Litros abastecido exclusivamente com gasolina, o teste mostrou um carro que sem ser surpreendente em termos de economia, é pelo menos muito honesto. Nossa equipe verificou médias de 9,9 km/l na cidade e de 12,1 km/l em estrada, valores interessantes em relação à concorrência.

Com preço anunciado de R$ 184.990, esta versão incorpora alguns itens que o deixam bem mais completo e competitivo, além, claro, de um visual com acabamento “Black” em alguns pormenores do exterior, o que o deixa bem atraente e mais esportivo.

E ele vem ajudar a manter o desempenho da linha Q3 nas concessionárias, quando não deve demorar para que a marca apresente lá fora a renovação do modelo. Foram 1822 unidades emplacadas no Brasil nos sete primeiros meses do ano, com as vendas subindo consideravelmente entre junho e julho, quando saíram das concessionárias, 280 e 500 unidades, respetivamente.

Ele só perde no acumulado do ano para o X1 que totaliza 2322 unidade emplacadas, mas com o carro da Audi a superar largamente no mês de julho o modelo da BMW que apenas vendeu 327 veículos.

Em terceiro nesta lista dos exclusivos SUVs compactos Premium, o GLA da Mercedes-Benz, que totaliza 1588 unidades vendidas até final de julho. Mas o que parece ser a grande ameaça ao reinado dos germânicos, acaba de chegar da Suécia, o XC40 da Volvo. Disparando nas vendas após a sua chegada ao país e com o rótulo de carro do ano na Europa, ele será mais um importante protagonista para um segmento cada vez mais importante em volume. Veículos com o DNA de utilitários esportivos, versáteis, e que levam muito a sério a elegância, tecnologia e segurança, oferecendo cada vez mais e melhores opções para o cliente.

Em resumo, o Audi Q3 na nova versão Black Edition, é uma ótima opção dentro do segmento, proposta que reúne as principais características desejadas por quem compra um Audi, e enfrentando a concorrência com argumentos de apelo estético, de conforto e tecnologia, equilibrando assim na balança do comprador, com a atual maior juventude dos seus principais concorrentes.

Avaliação em números

Audi Q3 Black Edition

Design 6

Espaço e Conforto 8

Freios 8

Conectividade e Tecnologia 8

Acabamento 8

Motor / Consumo 7

Transmissão 8

Suspensão 8

Direção 9

Segurança e Auxílios 8

Total 78

#TESTEAVALIAÇÃO #OPINIÃO #AUDI #AUDIQ3

Pensando em vender seu veículo? - Nós compramos !